conecte-se conosco

Entretenimento

Kadu Magalhães mostra single de novo EP em clipe dedicado ao avô

Publicado

em

KaduMagalhC3A3es_crC3A9ditoHudsonMalta228129


Uma interpretação emocionante marca a canção “Em Outros Tempos”, primeiro single do EP “Retorno” que o cantor e compositor Kadu Magalhães divulga em breve. A música estreia com um clipe gravado em Banquete, distrito de Bom Jardim, região serrana do Rio e com direção e edição de José Taunay.

Kadu dedica o vídeo e a canção ao avô, Dirceu. Não por acaso, a locação escolhida para a filmagem foram os arredores do sítio onde ele residia. O vídeo traz a simplicidade do interior, traduzindo na tela a nostalgia de quem relembra com saudosismo tempos passados. “Ainda é cedo para dormir/tanto faz eu quero ouvir/as histórias que ele tem pra contar”, relembra Kadu.

A letra explora elementos como a fruta no pé e o fogão de lenha para remeter a momentos que o cantor compartilhou com o avô, falecido em 1998. A emoção dessas memórias veio à tona ainda na gravação da música, em estúdio com o produtor Julio Alecrim, da Arquitetura Musical. Nesta canção, ele e o produtor tocam ukuleles.

“Quando fui gravar, o Julio me mandou parar tudo, pegou uma cadeira, uma almofada, me mandou sentar, apagou todas as luzes do estúdio e escreveu num papel ‘canta para o seu avô’. Ele não explicou para ninguém da equipe sobre a letra da música e eu comecei a cantar, mas não conseguia parar de chorar. Eu pedia para reiniciar a gravação, mas ele nunca voltava e me deixava ir até o final da música. Ele não queria que eu me preocupasse com a voz como um cantor, pediu pra eu imaginar que meu avô estava ali e eu tava mostrando pra ele a música. O take final é um só, e dá para perceber que antes do segundo refrão, minha voz está embargada de tanto chorar. Quando terminei, foi como tirar uma mochila pesada das costas. E quando vi, estavam todos chorando, mesmo sem saber sobre o que era a música”, conta Kadu.

Primeiro músico de sua família, Kadu Magalhães é um desbravador por natureza. Prestes a mudar-se para Portugal, ele busca reencontrar-se com suas raízes familiares e descobrir a música brasileira de outra forma. Essas experiências de busca e transformação podem ser observadas em seu EP de estreia, “Retorno”. Muito mais do que um olhar sobre as suas vivências na casa dos avós, as alegrias da infância e sobre o amadurecimento, as canções do trabalho também podem ser entendidas como uma despedida da sua pátria-mãe.

O cantor e compositor natural de Teresópolis dá um grande passo em sua carreira ao investir em uma trajetória solo, após se apresentar desde os 12 anos com bandas de rock. Jogar-se em uma carreira própria foi um grande passo para Kadu Magalhães. Essa vontade de cantar sobre as suas experiências veio logo após a decisão de mudar-se para Portugal. Kadu decidiu que continuaria trabalhando com música mesmo morando em um novo país. Foi assim que ele uniu o útil ao agradável e resolveu investir em um EP com músicas autorais, com influências da MPB. O EP “Retorno” é uma metáfora para a revisitação proporcionada pela composição das músicas, que trazem memórias da infância, vivida no sítio dos avós.

“Lá não tinha luz elétrica, mas tinha tudo o que eu precisava para ser feliz: bicho, fruta, mato, lago, rio, contato com a terra. O fato de eu me mudar para Portugal também é um retorno. Uma parte da minha família é portuguesa, sempre fui apaixonado pelo país mesmo sem ter colocado os pés lá. Então, de forma inconsciente, retornei a vários lugares de forma que essa viagem guiou o meu trabalho”, explica Kadu.

As 7 faixas do EP de estreia de Kadu Magalhães trazem ainda uma pegada pop. Neste trabalho, Julio Alecrim também ficou responsável pelos arranjos, guitarras e violões. O EP “Retorno” é um lançamento independente e inaugura a nova fase de Kadu Magalhães. O trabalho será divulgado em breve.

Assista “Em Outros Tempos”



Em Outros Tempos

Letra e música:
Kadu Magalhães

Ainda é cedo pra dormir
tanto faz eu quero ouvir
as histórias que ele tem pra contar
são histórias de ninar que aprendeu com a sua mãe
em outros tempos

A mesma pedra o mesmo céu
o mesmo homem de chapéu
no rádio uma canção me leva a outro lugar
as mesmas peças que me fazem recriar o tempo bom
em outros tempos

Ah, que bom seria amanhecer bem
No meio de tanto silêncio
ser alguém que se importa menos
não é tarde de mais

A mesma fruta o mesmo pé
o mesmo oi o mesmo inté
fogão a lenha pra esquentar e prosear
o som do riso que se espalha pelo ar feito canção
em outros tempos”

Acompanhe Kadu Magalhães:

• Facebook http://facebook.com/kadumagalhaesoficial
• Instagram http://instagram.com/kdumagalhaes
• Twitter http://twitter.com/kdumagalhaes
• Site: http://www.kadumagalhaes.com/

Notícias do Brasil e do mundo você encontra aqui. Leia, comente, compartilhe e assista nossos programas. NBO - Um Novo Brasil Online começa aqui.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Ju Moraes lança dueto gravado com cantor francês

Publicado

em

Ju Moraes lança dueto com sambista francês.jpg

Após uma verdadeira maratona de shows durante o carnaval de 2018, a cantora Ju Moraes já emendou o final da folia com o lançamento de uma nova música. A canção se chama “Sincronicidade” e foi gravada em dueto com Matthieu Doat, francês, que dedica boa parte de seu tempo ao samba. Além de cantar, o francês toca banjo, cavaquinho e encabeça um projeto de roda de samba chamado “Roda do Cavaco”, em Paris. A canção tem letra em português, com algumas expressões em francês.

Com o alcance que a internet proporciona, Matthieu descobriu o talento de Ju Moraes, através da rede, entrou em contato e assim iniciaram uma parceria de intercâmbio musical. A convite de Matthieu, Ju Moraes gravou a faixa. “O Samba realmente não tem fronteiras. Ele atravessou o oceano e ganhou no Mundo. Acaba de ser lançada a música SINCRONICIDADE, uma canção linda que tive o prazer de gravar com o @matthieuoficial, um francês que tem paixão pela nossa música. Com arranjo e direção do maestro @borisbassoficial. Agora todos podem ouvir, está disponível nas plataformas digitais. Ouçam e me digam se não é uma delícia de canção. #sincronicidade #sambasemfronteiras”, comentou Ju, na sua conta do Instagram. Para conferir o resultado final, basta acessar:

Continue lendo

Entretenimento

Larissa Manoela fotografa para campanha da sua nova linha de bolsas e acessórios

Publicado

em

larissa.manuela
A atriz e cantora Larissa Manoela fotografou em São Paulo no Studio Pier 88 para sua nova coleção de bolsas “Larissa Manoela by Birô”. A sessão de fotos teve direção criativa de Walter Gallo ocorreu em parceria com a plataforma digital Post2B.
Os cliques desse ensaio foram registrados pela fotógrafa Luiza Ferraz, já a make ficou a cargo de Mauro Marcos e o stylist por Roberta Gasparini.
Lorena Queiroz protagonista da novela Carinha de Anjo também esteve presente e fotografou ao lado da amiga Larissa Manoela.
A coleção “Larissa Manoela by Birô” é dividida em bolsas divertidas, clássicas, delicadas e em modelos cheios de atitude e no melhor estilo Rock n´roll. A coleção também é composta de mochilas, almofadas, bottons, copos e podem ser encontradas nas melhores lojas ou no site www.larissamanoelaloja.com.br.
Continue lendo

Entretenimento

Cantora Marysa Alfaia homenageia mulheres brasileiras em websérie

Publicado

em

Marysa Alfaia_Nega Gizza

Cansadas de serem deixadas nos bastidores da História, as mulheres conquistam seu espaço em cada canto: empreendedorismo, música, teatro e tantos outros. Foi pensando nisso que a cantora Marysa Alfaia lançou o seu EP “Guerreira Brasileira”, que agora é transformado em websérie. As entrevistas realizadas no projeto são com mulheres admiradas pela artista, que trazem em sua vivência a luta pelo empoderamento feminino. As convidadas desta temporada são Nega Gizza, Zezé Motta, Eleonora Jordan e Kátia Jorgensen. O primeiro episódio conta com a presença da rapper carioca Nega Gizza e já se encontra disponível no canal oficial da cantora no Youtube.

Assista o episódio 01 com Nega Gizza:

A ideia da série é mostrar em vídeo a mensagem da letra do single “Guerreira Brasileira”, de Marysa Alfaia: a valorização da mulher e sua luta para conquistar espaço em uma sociedade machista. “Quero criar um diálogo entre a música e a realidade, entre o cotidiano e a ficção, mostrando a arte como uma forma de revolução não apenas interna, espiritual, mas também material e concreta na busca do pão de cada dia, com bom humor, inteligência e suíngue”, explica Marysa.

MarysaAlfaia-CreditosRafaelAguiar01

Escolhida para dar início a série, a rapper Nega Gizza representa com sua história a força da mulher brasileira. Ativista em causas feministas e sociais há mais de uma década, ela também é uma das fundadoras da Cufa, projeto não-governamental que visa promover a produção cultural nas favelas, com atividades nas áreas da educação, esporte, cultura e cidadania. Gizza também é conhecida pelo seu trabalho como rapper, tendo ganhado o Prêmio Hútuz – maior e mais importante premiação de rap da América Latina; e o Prêmio Orilaxé, do Grupo Cultural Afroreggae

Ir direto ao ponto, deixar o vídeo mais objetivo possível, focando no público do YouTube. Assim é a websérie “Guerreira Brasileira”. Em cerca de três minutos, Marysa entrevista mulheres fortes e conversa sobre carreira, machismo e outros tópicos atuais. Cada uma das convidadas foi escolhida por sua trajetória profissional: Eleonora Jordan, pelo trabalho como embaixadora no Rio, da Rede de Mulheres Empreendedoras do Brasil; Zezé Motta, por sua carreira nas artes e o ativismo nas causas de cunho racial e político, além de ser a madrinha musical e diretora dos shows de Marysa Alfaia, no início da carreira. Por fim, Kátia Jorgensen, cantora e atriz, que com coragem e bom humor, enfrenta um mercado artístico alternativo e underground.  

Capa – Guerreira Brasileira

Com apresentação de Marysa Alfaia, as próximas entrevistas já foram gravadas e serão lançadas em breve: Zezé Motta (27/02), Eleonora Jordan (06/03) e Kátia Jorgensen (12/03). O primeiro episódio foi gravado no estúdio da Central Única de Favelas (Cufa), e conta com a direção da Lua Produções, sob licença da Café Forte Música Digital e da Sony Music Brasil. A edição ficou por conta da Pomar Cultural, comandada por Sarah Abdala e Tai Fonseca. A websérie “Guerreira Brasileira” é uma realização Lua Produções.

Ouça “Guerreira Brasileira”: https://smb.lnk.to/GuerreiraBrasileira

 

Continue lendo
Publicidade

+Vistos