conecte-se conosco

Tecnologia

Amazon patenteia “pulseira ultrassônica” que monitora funcionário

Publicado

em

amazon

A maior loja online do planeta continua buscando sem descanso meios de obter a otimização de seus recursos. O processo de custos da gigante começa quando um cliente clica em “Comprar” e dá início a toda a operação que conclui com o mensageiro tocando a campainha da porta. Como reduzir ao máximo os custos sem perder nem um pingo de eficácia e mantendo os preços de venda competitivos? O fator humano desempenha um papel crucial e, nesse sentido, o colosso de Jeff Bezos patenteou um sistema baseado em sensores e pulseiras que permite localizar seus empregados em todos os processos do depósito.

A ideia veio à tona graças ao registro de duas patentes mediante as quais os depósitos da empresa ficariam repletos de sensores que controlariam a localização dos produtos ao mesmo tempo que leriam as pulseiras dos funcionários. A ideia básica dessa patente consiste em reduzir ao máximo os erros e o tempo perdido quando o empregado do depósito se dirige para a coleta de um produto da prateleira. Essas pulseiras contariam com um sistema de alertas hápticos pelos quais vibrariam com mais ou menos intensidade se a mão se aproxima ou se distancia do produto buscado, facilitando desse modo o processo para o funcionário.

A parte mais delicada desta nova patente é a que se refere à privacidade dos funcionários

O detalhe da patente implica que a Amazon saberia a todo momento qual funcionário está encarregado dos produtos, mas é fácil deduzir que toda essa informação permitiria também analisar rentabilidades, tempo de inatividade e eficácia dos empregados. No entanto, a gigante não especifica em sua patente como explorará toda a informação registrada e se concentra unicamente na otimização dos “processos que requerem tempo”, como a localização de produtos.

A parte mais delicada dessa nova patente é a que se refere à privacidade dos funcionários e, nesse sentido, um ex-empregado da empresa que trabalhou durante anos em um de seus depósitos declara a The New York Times ter se sentido coisificado “como um robô” e afirma que um dia caiu desmaiado por esgotamento: “Não há tempo nem para ir mijar”, explica. Esse trabalhador detalha que se os objetivos não são cumpridos “você é despedido”, e o périplo dele na empresa terminou anos mais tarde quando decidiu deixá-la por questões de saúde ao se sentir “extenuado”.

A patente pretende, segundo as informações divulgadas, a optimização dos “processos que requerem tempo”, como a localização de produtos

Contudo, são muitas as ocasiões em que os grandes do setor de tecnologia registram patentes que no final acabam não tendo uma aplicação real por parte delas mesmas. Essa patente, porém, volta a colocar sobre a mesa o crescente protagonismo dos wearablese seu inevitável conflito com a privacidade de seus portadores. Esse aspecto pode até mesmo chegar a afetar a segurança nacional, como vimos esta semana com a revelação de que várias pulseiras usadas para exercícios físicos mostram a localização de bases secretas e os movimentos de tropas do exército dos Estados Unidos. Algumas empresas estão começando a encontrar nessas pulseiras usadas para exercícios físicos uma possível economia de custos entre seus funcionários ao vincular a atividade com saúde dos funcionários e afastamentos do trabalho.

 

Fonte: elpaís

Notícias do Brasil e do mundo você encontra aqui. Leia, comente, compartilhe e assista nossos programas. NBO - Um Novo Brasil Online começa aqui.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Brasil tem 116 milhões de pessoas com acesso à internet, diz pesquisa

Publicado

em

21162753506366-t1200x480

O Brasil tem 116 milhões de pessoas conectadas à internet. O número é parte dos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), divulgada nesta quarta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os valores são de 2016 e correspondem a 64,7% da população com idade acima de 10 anos.

Esses números mudam bastante dependendo da região do país. Os maiores percentuais estão no Sudeste (72,3%), Centro-Oeste (71,8%) e Sul (67,9%), enquanto Norte (54,3%) e Nordeste (52,3%) ficaram abaixo da média nacional.

Já em relação aos dispositivos, o celular foi o mais usado, tendo sido citado por 94% das pessoas com acesso à rede. Ele contribuiu para o aumento no número de conexões, principalmente nas regiões Norte e Nordeste, onde a quantidade de domicílios com computador fica abaixo dos 30%.

Um gráfico.

O que os brasileiros fazem na internet?

O instituto também quis saber o que as pessoas faziam quando estavam acessando à rede. Quase todas (94%) conversam através de mensagens de texto e voz em qualquer plataforma diferente do e-mail, como o WhatsApp. O segundo uso mais citado foi assistir a vídeos, incluindo séries e filmes, algo feito por 76% dentre os que têm conexão.

Já do lado de quem não acessa a internet, a maioria diz que não utiliza a ferramenta por não saber usar (37,8%) ou não ter interesse em acessar (37,6%). A justificativa de que os serviços são muito caros foi dada por 14,3% dos desconectados.

Um gráfico.

O momento é de troca de televisões

Uma tendência crescente é a troca das televisões de tubo por aparelhos de tela fina, com tecnologia LED, LCD ou plasma. As TVs estão presentes em 97,2% dos domicílios, sendo 36,6% delas de tubo e 63,4% de tela fina. Novamente, as diferenças são grandes entre as regiões, com a tela fina mais presente no Sudeste (73,8%) e menos no Nordeste (54,2%).

Quanto à possibilidade de receber o sinal de TV digital, 10,3% das casas ainda dependem exclusivamente do sinal analógico, não tendo acesso a aparelhos, a um conversor ou a um pacote de TV por assinatura

Em relação aos canais pagos, eles são utilizados em 33,7% dos domicílios. Dos que não pagam por TV a cabo, 55% usam como justificativa o alto preço dos planos. Mais números com os resultados da pesquisa podem ser encontrados no site do IBGE.

 

Fonte: tecmundo

Continue lendo

Tecnologia

Os melhores gadgets para usar na faculdade ou escola

Publicado

em

21161012664341-t1200x480

O fim do Carnaval marca o começo de um novo ano letivo, o que para muita gente significa a oportunidade ideal para dar início aos estudos com o pé direito. E se você é daqueles que adoram tecnologia, vai gostar de saber que existem alguns gadgets interessantes que podem ajudar a aumentar a produtividade durante as aulas e, consequentemente, o potencial de aprendizado.

Confira a seguir uma lista com os gadgets mais úteis para usar na escola ou na faculdade:

Kindle Paperwhite

Kindle

Seja na escola ou na faculdade, a quantidade de livros e artigos que os alunos precisam consultar durante o ano é enorme. Levar vários livros e papéis na mochila não é mais a única opção, e você pode usar um Kindle para armazenar o conteúdo de que precisa. Além de poupar sua coluna, com o Kindle você pode fazer anotações e destacar partes do texto, cumprindo a função dos livros com muito mais praticidade.

Tablet Samsung Galaxy Tab

galaxy tab

Ter um tablet em mãos durante as aulas é uma ótima alternativa para os alunos. O aparelho permite que sejam feitas pesquisas na internet e anotações rápidas, além de facilitar o registro de fotos ou vídeos relacionados ao conteúdo. Este modelo da Samsung tem tela de 9.6 polegadas e uma boa capacidade para rodar vários aplicativos; ou seja: ideal para carregar na mochila no dia a dia.

Teclado para tablet

teclado

Se você já usa um tablet para fazer anotações nas aulas, sabe o quanto pode ser chato escrever diretamente na tela do aparelho. Além disso, pode ser perigoso, já que os aparelhos costumam ser grandes e têm menos estabilidade para segurar com as mãos como um celular comum. A solução para isso é usar um teclado para tablet, que muitas vezes já têm uma case protetora acoplada. É um pequeno investimento para muita praticidade.

Pen Drive SanDisk Connect Wireless

pendrive

Ter um pendrive por perto é fundamental, afinal nunca se sabe quando se pode precisar de um. Este modelo da SanDisk tem a vantagem de não ter de ser conectado diretamente no aparelho para fazer a transferência de arquivos, já que o envio é feito através de uma conexão sem fio própria do aparelho. É pequeno e compacto, o que o torna ideal para ser levado na mochila, e é compatível com computadores, notebooks, Kindle e dispositivos Android e Apple. Além de facilitar a transferência de arquivos e documentos, é possível usar o gadget para salvar e enviar fotos e vídeos, assistir vídeos, ouvir músicas e muito mais!

Calculadora científica

Calculadora

Apenas os apaixonados por números sabem a importância de ter uma boa calculadora científica ao alcance. Elas são fundamentais para alcançar resultados de equações mais complexas, já que têm funções pré-programadas que auxiliam bastante os estudantes de ciências exatas ou engenharia.

Cadeado para Notebooks MicroSaver, da Kensington

notebook

Se você tem o costume de estudar em bibliotecas ou lugares abertos, sabe o quanto é arriscado deixar o seu notebook sem supervisão, mesmo em saídas rápidas. Ainda que não seja recomendado deixar o seu aparelho sozinho, uma boa dica para quem precisa otimizar sua rotina de estudos em lugares públicos é ter um cadeado para notebooks. Este modelo da Kensington tem cabo de aço de carbono reforçado, é superfácil de instalar e pode ser preso à mesa. A segurança está por conta da tecnologia Hidden Pin, que garante que as travas não possam ser acessadas por qualquer pessoa além do dono do aparelho; além disso, o gadget consegue proteger contra o uso de força e avisar se alguém tenta roubar o dispositivo.

Notebook Híbrido Lenovo Yoga 520

ultrabook

Investir em um notebook híbrido pode ser um ótima opção para quem procura a praticidade de ter diversas funções em um só aparelho. Afinal, é um tablet e um notebook de alto desempenho, ideal para ser levado para todos os lugares. Os estudantes mais modernos poderão aproveitar a capacidade do aparelho com a facilidade de poder transformá-lo em um tablet com um simples movimento.

Carregador portátil Sony Cycle Energy

carregador

Ficar sem bateria no celular ou tablet é bastante inconveniente nos dias de hoje, e ter um carregador portátil na mochila é um jeito muito eficiente de não passar por apertos no dia a dia. O modelo da Sony tem um valor acessível, é compacto, leve e garante mil recargas com capacidade máxima (de acordo com a marca, depois disso o carregador mantém 90% de sua capacidade, o que ainda é ótimo!).

Fonte: tecmundo

Continue lendo

Tecnologia

Saiba como recuperar a versão antiga do Snapchat para Android e iOS

Publicado

em

06163474b8e3069180b5edc78d0aa567

O novo design do Snapchat irritou muita gente, e o que parecia ser uma coisa boa acabou se tornando uma grande dor de cabeça para a empresa. Mas há caminhos para reverter a situação.

Como o CEO do Snap, Evan Spiegel, disse que dificilmente haverá um recuo ao design antigo, mesmo com pedidos de mais de 1 milhão de usuários, a solução é voltar à interface por meio de atalhos de terceiros.

No Android

Antes de qualquer coisa, é importante saber que, como é um recurso não-oficial, você terá que correr riscos por conta própria.

O primeiro passo é excluir a versão mais nova do Snapchat do aparelho. Depois, desative as atualizações automáticas, para evitar que a nova versão seja baixada.

Então, o usuário deve baixar a versão antiga em APK (arquivo zipado de Android para ser baixado em paralelo à Google Play), disponível no APKMirror.

Como não é uma instalação oficial e se trata de uma interface antiga, o usuário não terá a acesso aos novos recursos do Snap, nem a correções de bugs que vieram com a última atualização.

Caso seu objetivo seja apenas recuperar a antiga versão, então, esse caminho é o suficiente para realizar seu desejo.

Solução para o iOS

Já o caminho para usuários iOS é mais complicado e nem sempre pode funcionar. Ele foi descoberto por uma usuária do Twitter.


Você deve apagar o app do iPhone e desligar as atualizações automáticas. Em seguida, baixe novamente o aplicativo.

Importante: para não perder as Memórias, faça o backup antes de apagar o app.

Quando for fazer o login, clique na opção “esqueceu a senha?” e siga as instruções para obter uma nova pelo celular.

No momento em que você fizer o login com a nova senha, terá acesso ao modelo antigo do Snap.

Vale ressaltar que essa solução não é permanente. Se você encerrar o app, ele vai atualizar automaticamente no momento em que reabri-lo. Além disso, o usuário fica sem as correções de bugs e novos recursos.

 

Fonte: canaltech

Continue lendo
Publicidade

+Vistos