conecte-se conosco

Estilo de Vida

Brasileira que provou elo entre zika e microcefalia vence prêmio

Publicado

em

gravida-mosquito.jpg

Coordenadora do primeiro estudo a demonstrar a associação entre o zika vírus e os casos de microcefalia em bebês, a epidemiologista Celina Turchi, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é a vencedora do Prêmio Péter Murányi 2018.

O trabalho da Fiocruz era um dos três finalistas da premiação e levou o troféu após análise de um júri científico, que contou também com a contribuição de representantes de vários setores da sociedade.

A epidemia de zika, vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo vetor da dengue, assustou o país nos últimos anos, especialmente pela ligação com casos de microcefalia em bebês.

Celina foi protagonista na elucidação desse mistério. Ela capitaneou o estudo de caso, inédito no planeta, que confirmou o papel do zika, e não de outros fatores, como indutor de alterações no sistema nervoso de bebês em desenvolvimento. Graças à sua pesquisa, feita em ritmo recorde considerando a urgência e o alarmismo todo da situação, foi batido o martelo: ao infectar gestantes, o vírus estava por trás dos casos de microcefalia.

A cientista da Fiocruz receberá a premiação de R$ 200 mil da Fundação Péter Murányi, instituição paulista que reconhece projetos relevantes e inovadores nos campos da ciência, saúde e educação.

Os outros dois trabalhos finalistas foram conduzidos pela virologista Luisa Lina Villa, de São Paulo, responsável pelo estudo que testou a segurança e a eficácia da vacina contra HPV, e pelo epidemiologista Cesar Victora, da Universidade Federal de Pelotas (RS), líder do maior estudo global sobre o impacto da amamentação na saúde dos bebês e das mães.

Fonte: R.Saúde

Notícias do Brasil e do mundo você encontra aqui. Leia, comente, compartilhe e assista nossos programas. NBO - Um Novo Brasil Online começa aqui.

Notícias

Exames oftalmológicos serão ofertados gratuitamente na Arena Fonte Nova

Publicado

em

unnamed (1)

A Arena Fonte Nova, em parceria com o Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública (INTS), promoverá a ação De Olho Na Saúde, oferecendo consultas e exames oftalmológicos gratuitos para pessoas acima dos 30 anos. A ação será realizada no próximo dia 26/04 (quinta-feira), das 7h às 17h, no estacionamento da Arena, em frente ao Dique. Para serem atendidos, os interessados deverão levar RG, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS. Serão disponibilizadas 500 vagas para atendimentos no dia.

A ação De Olho Na Saúde tem como objetivo a prevenção, orientação e tratamento de doenças oculares, como a catarata. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo. Os pacientes que forem diagnosticados com esse tipo de problema no dia da ação já sairão com prescrição de cirurgia.

Serviço:

O que? Ação “De Olho Na Saúde” – Exames oftalmológicos gratuitos

Data: 26 de abril (Quinta-feira)

Horário: 7h às 17h

Local: Estacionamento da Arena Fonte Nova, em frente ao Dique do Tororó

Vagas: limitadas (500 vagas)

Continue lendo

Estilo de Vida

ASTIGMATISMO – Causas, Sintomas e Tratamento

Publicado

em

ASTIGMATISMO-–-Causas-Sintomas-e-Tratamento.jpg




Source link

Continue lendo

Notícias

Prefeitura abre Semana de Combate a Hipertensão nesta segunda-feira

Publicado

em

unnamed.jpg

Uma caminhada, em Areia Branca, saindo do PSF do Capelão às 7h, abre nesta segunda-feira (23) a Semana de Combate à Hipertensão Arterial em Lauro de Freitas. A doença, que atinge 25% da população, é uma das principais causas do infarto do coração, AVC (Acidente Vascular Cerebral), insuficiência cardíaca e renal. O ponto alto da semana é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial – 26 de Abril.
Entre os fatores que causam a doença, comumente chamada de pressão alta, estão o sobrepeso, obesidade, má alimentação, consumo exagerado de sal), sedentarismo e tabagismo. Filhos de pais hipertensos têm 30% de chance de também sofrerem com a doença.
Principais sintomas da doença: dor de cabeça, dor na nuca, tonturas, enjoos e falta de ar. O controle deve começar cedo, mas nem sempre a doença dá sinais. Por isso é importante a medição de pressão pelo menos uma vez por ano, independente da idade ou peso.
Outras recomendações dos médicos para prevenir ou controlar a hipotensão é a prática regular de exercícios físicos, controle do peso para evitar a obesidade, alimentação saudável à base de frutas, verduras e legumes, com pouco sal e sem frituras. O álcool e o cigarro colocam quem os consume na lista de risco, principalmente quando combinado a situações de estresse.

Continue lendo
Publicidade HTML tutorial

+Vistos