conecte-se conosco

Notícias

Business Intelligence ajuda a aumentar a eficiência de empresas – Portal RBN

Publicado

on


A eficiência é um dos elementos mais importantes para o desenvolvimento de uma empresa. A transformação digital é vista como uma iniciativa estratégica, e ferramentas de Business Intelligence (BI) evoluíram para ajudar as empresas a aproveitarem ao máximo seus investimentos em dados.

Segundo um estudo elaborado pela International Digital Centre (IDC), o universo digital está dobrando a cada dois anos e deve atingir 44 trilhões de gigabytes em 2020 no mundo todo. Cerca de 60% dos dados do planeta estão em países mais desenvolvidos, mas a proporção deve se inverter com o tempo, especialmente com o volume de dados gerados por países como Brasil, China, Índia e México. Utilizar esses dados em soluções de gestão e produção empresarial é uma fórmula de sucesso para empresas que utilizam BI como forma de obter informações demográficas e geográficas, ou sobre comportamentos de consumo.

O que é?

Um dos princípios do Business Intelligence é a interpretação de dados e transformação destes em estratégias para as empresas se destacarem no mercado.

Como por exemplo o sistema ERP EVEREST, desenvolvido pela ACOM Sistemas, que possui um módulo de BI integrado. Ele utiliza os dados de transações e processos, como cadastro e perfil de clientes, históricos de compras, desempenho de produtos e campanhas, dados financeiros, entre outros para criar oportunidades de novos negócios.

Benefícios do BI?

Para o gestor de uma rede de lojas ou restaurantes, por exemplo, o BI facilita a visualização das operações de todas as unidades de forma remota e em tempo real. Ele pode fazer comparações, saber o que e onde está vendendo mais, realizar análises de dados por períodos e interpretar os números de forma facilitada. O BI permite, também, análises preditivas, que ajudam a identificar e a responder rapidamente às novas oportunidades. Análises preditivas são especialmente úteis em situações em que as organizações precisam tomar decisões rápidas diante de grandes volumes de dados, trazendo elementos para que elas possam se preparar melhor de acordo com a sazonalidade.

Aplicações

A maioria das empresas pode se beneficiar com a utilização de soluções BI. A exemplo do BI, integrado ao ERP EVEREST da ACOM, direcionado ao segmento de food service, industrial, de distribuição e de serviços.

Como saber se minha empresa precisa de BI?

Vivenciamos um cenário mundial de negócios cada vez mais competitivo, e, desta forma, a ferramenta de BI torna-se necessária para a empresa que quer se destacar no mercado em relação à concorrência. Isso é possível na medida em que ao cliente são oferecidos produtos e serviços inovadores que condizem com a sua necessidade imediata e que foi analisada previamente através de dados sobre seus hábitos de consumo.

A ACOM Sistemas preparou um checklist com alguns parâmetros para que a empresa saiba se está no momento certo de investir nesta tecnologia:

  1. Quando a empresa já está funcionando nas operações contábil e fiscal, entrada e emissão de notas, controle financeiro e controle de estoque, para fazer a leitura dos dados, ou seja, a gestão do seu negócio;
  2. Quando há a necessidade de fazer medições para saber se o negócio está sendo produtivo e rentável, verificar a curva ABC e o CMV dos produtos;
  3. Quando existe mais de uma loja, para verificar o ranking, fazer comparações entre as lojas, medir a performance de cada localidade, saber qual produto vende mais em determinadas regiões;
  4. Quando precisa de indicadores de performance, analisar as questões geográficas em relação ao público, controlar suas margens e metas;
  5. Quando necessita gerenciar situações problemáticas, recebendo mensagens de alertas automáticos para que possa buscar uma solução em menor tempo.



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

Firjan e Sesi promovem torneio de robótica em formato virtual

Publicado

on


Mais de 300 pessoas, entre crianças e jovens na faixa etária de 9 a 16 anos, integram as 34 equipes participantes do Torneio Sesi de Robótica, aberto hoje (7), em formato virtual, pela Escola Firjan Sesi. O  desafio integra o calendário do Serviço Social da Indústria Nacional e foi realizado pela primeira vez no ano passado, presencialmente. Neste ano, o evento é virtual por causa da pandemia de covid-19.

De acordo com a assessoria de imprensa da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a temporada Replay 2020/2021 do Torneio de Robótica First Lego League (FLL) tem uma pergunta-desafio: “O que fazer para tornar as pessoas mais ativas na região onde vivem, seja no campo, na cidade ou em qualquer outro lugar?”.

O Torneio de Robótica FLL é um programa internacional de exploração científica, no qual crianças e jovens usam a imaginação e a criatividade para investigar problemas do dia a dia, buscando soluções que contribuam para um mundo melhor.

Duas fases

Segundo a analista da Educação Básica da Firjan Sesi Simone Caires, a competição é dividida em duas fases. A primeira, que está sendo realizada nesta sexta-feira, é destinada à avaliação de três categorias: core values (valorização do trabalho em equipe), projeto de inovação e design do robô.

“Amanhã [8] ocorrerão somente as avaliações de arena referentes ao desafio do robô, e os juízes avaliarão os rounds [etapas]”, informou Simone à Agência Brasil.

As equipes têm direito a três rounds de 2 minutos e 30 segundos cada, para execução. Para realizar as tarefas, o robô pode navegar, capturar, transportar, ativar ou entregar objetos em uma mesa, sobre um tapete específico da temporada.

Ainda no sábado, serão conhecidas as equipes vencedoras, que disputarão a etapa nacional do torneio, no dia 26 de junho. A entrega de prêmios poderá ser acompanhada ao vivo, às 16h, pelo YouTube da Escola Firjan Sesi. Os ganhadores receberão troféus e medalhas. No ano passado, foram classificadas quatro equipes para a etapa nacional, sendo uma externa e três da Escola Firjan Sesi.

O torneio de robótica é aberto para escolas públicas e privadas e para as chamadas equipes garagem, que reúnem amigos que gostam de robótica, além de estudantes da Escola Firjan Sesi, disse Simone. Ela acrescentou que as equipes podem ter de dois a dez adolescentes e até dois técnicos maiores de 18 anos.

Neste torneio, além dos 25 grupos das escolas Firjan Sesi, participam seis equipes de colégios particulares, uma de escola pública municipal e duas de organizações não governamentais (ONGs).

Desafios

Além dos três prêmios principais, chamados de Champion’s Award, as equipes concorrem nas categorias Projeto de Inovação, Core Values, Design do Robô, Desafio do Robô e, a partir desta temporada, ao Prêmio do Técnico.

Os desafios são diferentes a cada ano. Em 2020, com o tema Cidades Inteligentes, um dos premiados foi o Piso Gerador de Energia, desenvolvido por uma equipe da Escola Sesi Firjan Jacarepaguá. O protótipo gera energia através de uma placa que trabalha quando sofre pressão. Assim, com as pisadas gerando energia, o projeto contribui ainda para a atividade física das pessoas. “O piso foi considerado a opção mais viável, por ter custo menor e poder ser utilizado em qualquer lugar”, explicou a estudante Ana Clara Joaquim, que fez parte da equipe.

 



Continue lendo

Bahia

Prouni divulga aprovados em vagas remanescentes do primeiro semestre

Publicado

on


O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta sexta-feira (7) o resultado do processo de ocupação de bolsas remanescentes do processo seletivo para 1º semestre de 2021 do Programa Universidade para Todos (Prouni). Agora, os candidatos selecionados deverão entregar, entre os dias 10 e 13 de maio, a documentação comprobatória das informações declaradas no ato da inscrição.

Esta é a primeira edição do processo de ocupação de bolsas remanescentes do Prouni em que a classificação dos candidatos se dá por ordem de melhor desempenho obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), considerando qualquer uma das edições do exame ocorridas nos últimos dez anos. Os candidatos que realizaram mais de um Enem tiveram considerada, para efeito de classificação, a edição em que obtiveram a maior média no conjunto de provas.

As bolsas remanescentes são aquelas não preenchidas no processo seletivo, nas duas chamadas regulares e também na lista de espera do programa. A disponibilidade dessas bolsas ocorre por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação, por exemplo. O Ministério da Educação (MEC) ainda não divulgou a quantidade de vagas remanescentes. Neste semestre, o Prouni ofereceu, no total, mais de 162 mil bolsas.

O Prouni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

É necessário também que o estudante tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa, e, nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos. 

O candidato pode escolher até duas opções de instituição, curso e turno entre as bolsas disponíveis, de acordo com seu perfil. As notas de corte de cada curso são disponibilizadas pelo sistema em caráter informativo. O candidato pode acompanhar as notas de corte e alterar suas opções até o encerramento das inscrições. A inscrição válida é sempre a última confirmada pelo candidato.



Continue lendo

Bahia

Prêmio de R$ 1 milhão da Nota Premiada mexe com a imaginação dos participantes nas redes sociais

Publicado

on


O que você faria caso se tornasse milionário da noite para o dia? Nas redes sociais da Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), os participantes da Nota Premiada Bahia foram convidados a responder como utilizariam o prêmio de R$ 1 milhão que a campanha de cidadania fiscal do governo baiano vai sortear no próximo dia 30 de junho, contemplando um único ganhador. Até o momento, foram 249 comentários com os mais variados desejos: comprar a casa própria, pagar as dívidas, ajudar a família, ser solidário, dar comida a quem tem fome, abrir um negócio, investir, custear os estudos.

As melhores respostas vão virar cards disponíveis nas redes sociais da Sefaz-Ba: @notapremiadabahia e @sefazbahia no Instagram, @sefaz.govba no Facebook e @sefazba no Twitter. Entre as mensagens que chamaram a atenção da equipe da Nota Premiada, estão os versinhos rimados que o seguidor @robertolopez_80 escreveu para tentar atrair a boa sorte: “1 milhão do meu coração, se eu te ganho não largo mais não, vou comprar casa, carro e ajudar meu povão”, escreveu.

“Faria muitas coisas, e uma delas seria comprar uma casa linda para minha mãe”, afirmou a seguidora @meirebrito10. “Pagaria as dívidas e reformaria minha casa”, respondeu @barbara_cerqueira1974. A solidariedade também está entre os planos dos possíveis ganhadores. “Como dinheiro não compra sentimentos como amor, paz, saúde e fé, com 1 milhão de reais tentarei ajudar algumas pessoas a terem momentos felizes por um instante, ajudando como pudesse”, respondeu @madaa_25. “Eu passaria um dia na rua distribuindo cesta básica, pois a fome bateu em muitas portas e precisamos ser solidários, independente de ganhar, mas eu não pensaria em outra coisa caso ganhasse! Bora torcer”, disse @karlamaiza.

Outro grupo de mensagens traz o pessoal que pretende aplicar no mercado financeiro. “Investiria meu 1 milhão e em pouco tempo teria o dobro deste valor”, respondeu o seguidor @caio.farias. Já o seguidor @gian_giostri faria “um investimento financeiro, (renda fixa, ações e FIIs, ouro e cripto)”. “Vou fazer minha especialização”, comentou a seguidora @roosi.limaa.

Participação

Para concorrer no sorteio do milhão da Nota Premiada Bahia, basta estar cadastrado no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br e ter realizado compras com o CPF na nota fiscal entre março de 2019 e 31 de maio deste ano. Quem ainda não se inscreveu pode se cadastrar e incluir o CPF na nota até o final deste mês para participar do sorteio do milhão e também dos sorteios regulares mensais, que distribuem um prêmio de R$ 100 mil e 90 prêmios de R$ 10 mil. No mês de junho, o sorteio regular será no dia 17.

O participante, no ato do cadastro, escolhe até duas instituições filantrópicas que integram o programa Sua Nota é um Show de Solidariedade para compartilhar as suas notas eletrônicas. Uma instituição deve ser da área social, e outra da área de saúde.

A Nota Premiada conta atualmente com mais de 597,2 mil participantes inscritos no site. Desde fevereiro de 2018, os sorteios da campanha já premiaram ao todo 1.496 pessoas, das quais 956 moram na capital, 539 no interior e uma fora do estado. A cada quatro meses, as notas compartilhadas transformam-se em repasses de R$ 3 milhões distribuídos entre as entidades ativas no Sua Nota é um Show de Solidariedade, que hoje somam 527. Desde 2018, a campanha já destinou R$ 37,8 milhões para estas entidades. Novo repasse deve acontecer nos próximos dias, elevando esta cifra para R$ 40,8 milhões.

Fonte: Ascom/Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA)



Continue lendo

Mais Vistos