conecte-se conosco

Tecnologia

5 dicas para quem quer trabalhar com tecnologia ainda em 2020

Publicado

on


Quando se fala em trabalhar com tecnologia, o que pode vir à mente é uma formação acadêmica em TI ou áreas afins. Sem dúvida, a graduação é uma etapa importante, mas para o Grupo FCamara  (www.fcamara.com.br) – maior empresa consultoria de TI em soluções digitais – não é algo crucial para que um profissional de tecnologia seja contratado. A empresa forma os próprios profissionais há 10 anos com o Programa de Formação Online que não exige ensino superior dos candidatos.

 

Fabio Camara, que é TECH CEO do grupo, explica em 5 dicas os principais requisitos para quem quer trabalhar com tecnologia ainda em 2020. No início da primeira década, o empresário foi o 3º profissional mais certificado da América Latina e tem experiência com formação de profissionais de tecnologia que hoje estão ocupando altos cargos dentro e fora do país. Confira as dicas:

 

1. Soft skills estão ganhando cada vez mais importância

Soft skills são competências de aptidão e personalidade, que não são exatamente adquiridas pelo currículo, e sim pelo perfil. Estas habilidades são fundamentais no futuro para criar processos, produtos e sistemas com uma boa experiência do usuário. “O currículo a gente adapta, aprende, mas a personalidade não. É necessário que o candidato saiba se relacionar com times e entenda que pessoas são mais importantes que processos”, explica. 

 

2. Adaptabilidade para trabalhar em diversos cenários

Advertisement. Scroll to continue reading.

O isolamento social colocou mais de 600 colaboradores da empresa para trabalhar em home office por tempo indeterminado. Novos hábitos de check up, sistemas de gestão e até contratação foram criados. “O candidato precisa se preparar para mostrar em uma seleção remota o mesmo que mostraria presencialmente. Assim como entender que trabalhar em casa não é férias, as responsabilidades são as mesmas”. 

 

3. Líderes precisam ser acessíveis e, efetivamente, líderes

Se seu objetivo é aplicar para um cargo de liderança em tecnologia, atenção à liderança. Empresas não podem colocar seus líderes e diretores em um pedestal inacessível para o restante dos funcionários. Na FCamara, todos têm acesso ao WhatsApp do fundador, marcam sessões de coaching com ele e podem encontrá-lo trabalhando ao seu lado, já que Fabio não tem sala nem mesa fixa. “Se as pessoas não têm acesso a quem lidera a visão da empresa, como irão pensar e conduzir projetos? Ser líder é ser acessível”.

 

4. Estilo de vida alinhado com seus objetivos

Ninguém chega ao sucesso tendo comportamentos inadequados. É necessário exercitar a diplomacia. Os líderes são excelentes negociadores e diplomáticos. Exemplo: o que faz a bolsa de valores cair ou subir? A relação de confiança no mercado e nas pessoas. “O mercado funciona baseado numa psicologia de relação de confiança e assim deve pensar o profissional”. 

 

5. Pessoas e cultura x cultura e pessoas

Advertisement. Scroll to continue reading.

A tecnologia não é o grande fator que impulsiona a transformação, a inovação e as mudanças estratégicas na empresa, diz o executivo.  Quem impulsiona a mudança é a cultura e os profissionais inseridos nela. “A cultura deve favorecer pessoas que têm vontade de aprender e curiosidade fora do seu campo de atuação. São estas pessoas que vão enxergar o que ninguém vê. Esse profissional se encaixa muito bem no setor de tecnologia”, explica.



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Brasileiros transformam tempo em frente às telas em dinheiro e conhecimento

Publicado

on


Cada vez é mais possível aproveitar o conteúdo online para avanços desde a fluência do inglês das crianças a até aprender a operar como trader na bolsa

Se antes da pandemia já era difícil se manter longe das telas e tirar as crianças do entretenimento eletrônico, com o isolamento social ficou ainda pior. Afinal, como concorrer contra um mundo inteiro de possibilidades digitais ao alcance dos olhos e na ponta dos dedos? Por conta das facilidades, tanto adultos quanto crianças estão consumindo cada vez mais conteúdo online. Para se ter uma ideia, segundo a pesquisa da Magnite, “CTV na América Latina: O Futuro Adiante”, realizada entre 8 e 21 de janeiro de 2021, com mais de 4 mil respondentes, distribuídos entre Brasil, México e Argentina, 91% dos brasileiros usam streaming semanalmente (91%).

Mas, há também uma outra tendência: a otimização do tempo. A busca não é mais só por entretenimento, mas por programações que unam o útil ao agradável. Já que não é possível evitar os smartphones, tablets, notebooks etc, um número cada vez maior de pessoas começa a encontrar formas de tornar produtivo o tempo que passam em frente às telas.

Neste sentido, uma das alternativas que tem alcançado maior sucesso é o ensino de inglês para crianças.  Foi a escolha da servidora pública Rachel Dreher.  Mais de um ano em isolamento social e cansada de ver o filho de 8 anos, Eduardo Simoens perder horas e horas envolvido com conteúdos aleatórios, ela resolveu aproveitar melhor o tempo de seu filho frente à tela, ao descobrir a plataforma de streaming Fluenflix, que criou uma metodologia baseada em jogos, filmes infantis, desenhos e atividades criativas para o ensino do inglês.

Eduardo então pode conciliar o prazer de assistir trechos de entretenimentos como “Os incríveis”, “Toy Story”, “Peppa Pig”, “Sintel e seu Dragão”, com a possibilidade de participar de jogos e atividades criativas desenvolvidas para impulsionar o aprendizado de inglês. Isto sem contar com as aventuras do personagem  Super Gringo, criado pela própria Fluenflix para interagir com os estudantes.

“ É gratificante saber que ele pode aproveitar todo este tempo aprendendo outra língua e se divertindo ao mesmo tempo”, diz Rachel, ao lembrar que, o aprendizado de inglês desde cedo é fundamental para a formação das crianças hoje. “A escola do Eduardo tem um bom ensino, mas fluência mesmo se aprende na prática. Ao assistir pequenos trechos em inglês, ele se acostuma com a língua. Volta e meia vem me falar de uma palavra nova ou expressão que aprendeu nos desenhos”, conta.

O americano Kevin Porter, criador e um dos sócios da Fluenflix, afirma que as dinâmicas da plataforma foram desenvolvidas para aprimorar as habilidades de escuta e compreensão, além de acrescentar novas palavras ao vocabulário e melhorar a pronúncia. São trechos, de no máximo cinco minutos, destes e de outros filmes ou episódios de séries, com legendas. Após assistir, o aluno tem a oportunidade de participar de quizzes e outras ferramentas de gameficação que demonstram o nível de aprendizado adquirido em cada exercício.

“O diferencial da Fluenflix é fazer com que o aluno aprenda através da diversão, em vez de forçá-lo a fazer mais estudos maçantes e pouco interessantes”, diz Porter, que aprendeu a falar português em uma experiência similar, assistindo novelas e tornou-se um dos professores de inglês para brasileiros de maior sucesso no Youtube, com 450 mil inscritos.

Já para os adultos, uma das opções tem sido um mergulho no mundo dos investimentos.

É o que mostra o desempenho da Top Gain, considerada a primeira TV especializada no mercado financeiro.  O CEO e fundador da iniciativa, Alison Correia comemora a superação da marca de 20 mil visualizações diárias nos últimos meses.

A estratégia da Top Gain é popularizar o mundo dos investimentos substituindo a forma com a qual o assunto é tradicionalmente tratado. Em seu canal no YouTube a programação substitui os gráficos explicados por pessoas de terno e gravata utilizando expressões compreensíveis apenas por quem é do ramo, por uma linguagem mais informal traduzida para o conhecimento comum ao ponto de transformar o assunto em puro entretenimento como o que as pessoas estão acostumadas a assistir pela TV.

“Eu sempre acreditei que investir em bolsa era algo para grandes investidores e que estava distante da minha realidade. Quando descobri o canal e passei a acompanhar, percebi que a bolsa é mais democrática do que parece”, diz o profissional liberal, Luciano Toledo.

Com uma equipe composta por dez especialistas, a Top Gain aborda todos os assuntos, desde os mais complexos e sofisticados do chamado daytrade (curto prazo) até as carteiras de investimento (longo prazo). A programação fica disponível gratuitamente no canal da startup no YouTube entre 8h30 e 18h30. Com a inauguração de um novo estúdio, o planejamento é oferecer em breve programas noturnos como talk shows e outros formatos de entrevistas.



Continue lendo

Tecnologia

TeamViewer anuncia parceria com Malwarebytes

Publicado

on


Baseado em comportamento, módulo de proteção e reparação de endpoint em tempo real da líder em proteção cibernética será embedado no TeamViewer Remote Management

TeamViewer, provedora líder global de soluções seguras de conectividade remota e tecnologias de digitalização de ambientes de trabalho, anuncia parceria estratégica com a Malwarebytes, líder mundial em proteção cibernética em tempo real para empresas e usuários finais. Como resultado da parceria, as soluções de renome global da Malwarebytes para proteção avançada de terminais, detecção e resposta de endpoints (EDR) serão incorporadas ao TeamViewer Remote Management. O objetivo é oferecer aos clientes TeamViewer resiliência cibernética de vanguarda e capacidade de defesa contra ameaças. A integração da Malwarebytes complementará a plataforma de gerenciamento remoto da TeamViewer para, de forma centralizada, gerenciar, monitorar, rastrear, corrigir e proteger pontos terminais de qualquer tipo.

“O cenário das ameaças cibernéticas está evoluindo rapidamente e as ofertas baseadas em legacy-signature não são mais suficientes para defender-se da onipresença dos ciberataques”, afirma Frank Ziarno, Diretor de Gerenciamento de Produtos da TeamViewer. “Com os produtos machine-learning de detecção de anomalias da Malwarebytes para proteção, prevenção e remediação, poderemos oferecer  aos nossos clientes uma tecnologia de classe empresarial para garantir a melhor proteção cibernética possível em qualquer ambiente.”

Para Mark Strassman, Diretor de Produtos da Malwarebytes, soluções de acesso e controle remoto são críticas para o gerenciamento de forças de trabalho dispersas em escala –  e hoje em dia mais que nunca, particularmente quando se trata de cibersegurança. “Estamos muito entusiasmados com essa parceria estratégica que proporcionará aos clientes TeamViewer Remote Management uma ciberproteção altamente eficaz e intuitiva com as soluções mais modernas e flexíveis do mercado.”

Os produtos da Malwarebytes gerenciados via nuvem potencializam a Inteligência Artificial a fim de proteger endpoints em tempo real contra malwares conhecidos e desconhecidos, incluindo falhas “Dia Zero” – os famosos ataques virtuais que ocorrem no mesmo dia em que um ponto fraco de algum software é descoberto e que são explorados antes que o fornecedor disponibilize uma correção.

Ao contrário da detecção baseada em métodos obsoletos e da contenção de infecções, a detecção de anomalias da Malwarebytes está um passo à frente dos softwares maliciosos, analisando continuamente a atividade dos terminais para identificar proativamente e mitigar agressivamente novas formas de ameaças cibernéticas.

Com os crescentes ramsomwares que rapidamente se espalham nas redes levando a perdas potencialmente severas de controle e dados, os recursos Malwarebytes, como isolamento instantâneo do endpoint e tecnologia rollback do Windows, são indubitavelmente componentes essenciais de soluções full service de EDR (Endpoint Detection & Response) para qualquer infraestrutura de dados críticos. Os produtos Malwarebytes também fornecem uma defesa robusta contra ataques de força-bruta que visam conexões Remote Desktop Protocol (RDP), bem como proteção web para usuários de softwares maliciosos e outras ameaças cibernéticas durante a navegação na internet.



Continue lendo

Tecnologia

NVIDIA Enterprise estabelece recordes de inferência de IA e apresenta GPUs A30 e A10 para servidores empresariais

Publicado

on


Plataforma de Inteligência Artificial da NVIDIA se destaca em todas as categorias do MLPerf, do data center ao edge

A NVIDIA Enterprise anuncia que sua plataforma de inferência de Inteligência Artificial (IA), recentemente ampliada com GPUs NVIDIA® A30 e A10 para servidores convencionais, atingiu um desempenho recorde em todas as categorias na versão mais atual do MLPerf.

MLPerf é o benchmark consagrado do setor que mede o desempenho de IA em várias cargas de trabalho, como as de visão computacional, diagnósticos por imagens, sistemas de recomendação, reconhecimento de fala e processamento de linguagem natural.

Avaliadas pela primeira vez no MLPerf, as GPUs NVIDIA A30 e A10 proporcionam alto desempenho e baixo consumo de energia, oferecendo às empresas opções convencionais para diversas cargas de trabalho de inferência de IA, treinamento, gráficos e computação empresarial tradicional. A expectativa é de que as GPUs venham integradas aos servidores mais avançados dos fornecedores Hewlett Packard Enterprise, Inspur e Lenovo a partir do próximo trimestre.

A NVIDIA Enterprise conquistou esses resultados graças à abrangente plataforma de IA da empresa, com várias GPUs e softwares de IA, como o TensorRT™ e o Servidor de Inferência NVIDIA Triton™. A plataforma é implementada pelas principais organizações, como a Microsoft, o Pinterest, a Postmates, a USPS e a WeChat.

“A IA continua transformando os setores, e o MLPerf está se tornando uma ferramenta ainda mais importante para as empresas tomarem decisões informadas sobre seus investimentos em infraestrutura de TI. Agora que todos os principais OEMs estão enviando seus dados para o MLPerf, a NVIDIA e os parceiros da empresa estão se dedicando ao fornecimento do melhor desempenho do mundo para IA e à democratização dessa tecnologia com uma nova onda de servidores empresariais com as GPUs A30 e A10”, conta Ian Buck, gerente geral e vice-presidente de computação acelerada da NVIDIA.

“A NVIDIA Enterprise continua se destacando como líder em soluções para Inteligência Artificial ao redor do globo. Os desempenhos registrados no MLPerf são mais uma conquista nessa jornada, tanto para a NVIDIA como a todos os parceiros. Continuamos inovando em plataformas de hardware e software para que o acesso à tecnologia seja cada vez mais democratizado”, explica Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise para América Latina.

Resultados no MLPerf

A NVIDIA é a única empresa a enviar resultados para todos os testes das categorias de data center e edge, garantindo as melhores pontuações de desempenho em todas as cargas de trabalho do MLPerf.

Diversos produtos avaliados também usam o servidor de inferência Triton, que simplifica a implementação de IA em aplicações. Ele é compatível com modelos de todos os principais frameworks executados em GPUs e CPUs, além de ser otimizado para diferentes tipos de consulta, como as em lote, em tempo real e de streaming. Os produtos que usam o Triton tiveram um desempenho próximo ao das implementações de GPU mais otimizadas e ao das implementações de CPU com configurações similares.

A NVIDIA também quebrou outro recorde com produtos que têm o recurso GPU Multi-Instância (MIG — Multi-Instance GPU) da arquitetura NVIDIA Ampere. Ela executou, simultaneamente, todos os sete testes off-line do MLPerf em uma única GPU com sete instâncias da MIG. A configuração mostrou um desempenho quase idêntico ao de uma única instância da MIG.

Os produtos apresentaram o desempenho e a versatilidade da MIG, que permite que os gerentes de infraestrutura provisionem a quantidade certa de computação de GPU para que aplicações específicas aproveitem ao máximo as GPUs do data center.

Além da NVIDIA, os parceiros Alibaba, Dell EMC, Fujitsu, Gigabyte, HPE, Inspur, Lenovo e Supermicro apresentaram, ao todo, mais de 360 resultados com GPUs NVIDIA.

Plataforma de IA da NVIDIA em expansão

As GPUs NVIDIA A30 e A10 são as novidades da plataforma de IA da NVIDIA Enterprise, que conta com GPUs da arquitetura NVIDIA Ampere, o NVIDIA Jetson™ AGX Xavier e o Jetson Xavier NX, além de um pacote completo de softwares da NVIDIA otimizados para acelerar a IA.

A A30 oferece um desempenho versátil para servidores-padrão, contribuindo para várias cargas de trabalho de inferência de IA e computação empresarial convencional, como as de sistemas de recomendação, IA de conversação e visão computacional.

A GPU NVIDIA A10 acelera a inferência de deep learning, a renderização interativa, o desenho assistido por computador e os games na nuvem. Assim, as empresas podem executar cargas de trabalho mistas de IA e gráficos em uma infraestrutura comum. Com os softwares de GPU virtual da NVIDIA, é possível simplificar o gerenciamento para melhorar o uso e o provisionamento de desktops virtuais acessados por designers, engenheiros, profissionais e cientistas.

A plataforma NVIDIA Jetson, baseada no sistema em módulo NVIDIA Xavier™, oferece um desempenho de IA de nível de servidor no edge, possibilitando diversas aplicações em robótica, área da saúde, varejo e cidades inteligentes. Criado com a arquitetura unificada da NVIDIA e o pacote de softwares CUDA-X®, o Jetson é a única plataforma que executa todas as cargas de trabalho no edge em designs compactos consumindo menos de 30W de energia.

Disponibilidade

As GPUs NVIDIA A100 estão disponíveis nos servidores de fabricantes líderes e na nuvem de todos os principais fornecedores de serviços em nuvem. Elas também se encontram nos produtos do portfólio de sistemas NVIDIA DGX™, que inclui a NVIDIA DGX Station A100, a NVIDIA DGX A100 e o NVIDIA DGX SuperPOD.

A A30 e a A10 devem vir integradas aos servidores a partir do próximo semestre, inclusive em NVIDIA-Certified Systems™ que passam por testes rigorosos para garantir alto desempenho em várias cargas de trabalho.

Jetson AGX Xavier e o sistema em módulo Jetson Xavier NX podem ser adquiridos de distribuidores ao redor do mundo.

O NVIDIA Triton e o NVIDIA TensorRT estão disponíveis no catálogo de softwares do NGC da NVIDIA.



Continue lendo

Mais Vistos