conecte-se conosco

Entretenimento

Lucas Frota estreia na Circus Recordings com EP “Alone” em parceria com Blakkat

Publicado

on


O DJ e produtor brasileiro Lucas Frota mostra seu talento em seu mais novo lançamento na Circus Recordings. O EP de 3 faixas, “Alone”, foi coproduzido em Los Angeles, onde reside Lucas, com o estimado produtor Blakkat. Os dois artistas se reinventaram, fazendo três versões para o single “Alone”, que dá nome à compilação, sendo uma Original Mix, uma Dub e uma Clavis version.

“O propósito do EP foi buscar uma identidade sonora um pouco mais conceitual, que pudesse transmitir uma energia que me assombrava naquela época. Me juntei ao Mark (Blakkat) com uma ideia de letra e juntos desenvolvemos todo o conceito. O processo demorou cerca de 3 meses, esperamos que gostem”, conta Lucas.

“Alone” EP tem uma mensagem de esperança, onde um dia você pode estar na escuridão, mas outro, na luz. As tracks querem mostrar que há sempre uma alternativa em meio ao nada, basta buscar, trazendo sempre uma claridade muito maior. O processo musical de ambos os artistas os ajudaram a encontrar a sonoridade perfeita. A qualidade é nítida, tanto que foi chancelada pela importante Circus Recordings, sendo essa, a estreia de Lucas na gravadora.

“A oportunidade de lançar na Circus veio pela proximidade que Blakkat tinha com a gravadora. Depois de enviarmos algumas demos da “Alone” e dos remixes, os responsáveis da label demonstraram muito interesse e fechamos na hora esse lançamento por lá”, explica Lucas.

Brasileiro de 21 anos; O DJ e produtor que vive em Los Angeles, Lucas Frota, tem sido um talento em ascensão desde seu primeiro show aos 12 anos de idade, em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Desde então, ele fez turnês pelo mundo, ao lado de grandes nomes da indústria, como Armand Van Helden, além de lançar sua própria gravadora, a DEC Records. Lançando seu primeiro remix oficial pela Hot Creations ao lado de Ricardo Villalobos, Lucas também produziu remixes para artistas como Lizzo, Kerri Chandler, Armand Van Helden, Ladytron e Snoop Dog. Com o tempo, o jovem artista desenvolveu seu próprio estilo, fundindo o brasileiro ‘Baile Funk’ com batidas despojadas de Tech House, cunhando o termo ‘Baila Tech’ para descrever seu som.

Blakkat, nascido no Reino Unido, crescido em Los Angeles, é um veterano na indústria da música, mostrando seu talento em diversos lançamentos em grandes gravadoras. Seu som mistura um pouco de underground e House Music com influência clássica, mostrando sua capacidade para adicionar seu próprio estilo as tracks. Em todo o EP, Lucas Frota e Blakkat se basearam em sons e instrumentos tribais de bateria. O Original Mix traz um piano suave em camadas com vocais emocionais. O mix ‘Dub’ incorpora um uso adicional de elementos percussivos, enquanto a versão  de Clavis foi elaborada pelos colaboradores de longa data de Lucas, Manuel Tur e Adrian Hoffman, em um estúdio em Essen, na Alemanha.

Não deixe de conferir “Alone” EP de Lucas Frota e Blakkat por completo! Disponível em todas as plataformas digitais.

Advertisement. Scroll to continue reading.



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Estrela do hit da Netflix “Ragnarok”, Resa Saffa Park antecipa EP com indie pop retrô “Dandelions”

Publicado

on


Norueguesa criada em Dubai que estudou artes na Inglaterra, Resa Saffa Park é um nome para se prestar atenção. Estrela do hit da Netflix “Ragnarok”, ela antecipa o novo EP de seu projeto musical com o indie pop de tons retrôs “Dandelions”.

Assista ao clipe “Dandelions”: https://youtu.be/PQCgzAxZLt8

Ouça “Dandelions”: https://fanlink.to/Dandelions

“’Resa’ sempre foi meu apelido, e Safa Park é um lindo parque no qual eu passei muito tempo, quando cresci em Dubai. Lembro-me de adorar a forma como ‘Safa Park’ soava – costumava repeti-lo indefinidamente, porque adorava a forma como as letras rolavam na minha língua”, relembra a artista.

Theresa Frostad Eggesbø – como se apresenta em seu trabalho como atriz – surpreendeu espectadores de todo mundo com a série norueguesa SKAM e com “Ragnarok”, que ficou no Top 3 da Netflix no Brasil durante meses. Agora, como Resa Saffa Park, se prepara para lançar o EP “Spaces” em fevereiro do ano que vem. A primeira amostra é uma canção que, apesar de parecer doce e delicada, mergulha sedutoramente nos desejos eróticos.

“‘Dandelions’ é uma música que escrevi sobre os ajustes necessários para redirecionar a mente da saudade de alguém quando parece impossível fugir desse sentimento”, Resa conta.

Com um clipe inspirado em gravações caseiras em VHS, “Dandelions” está disponível em todas as plataformas.

Assista ao clipe “Dandelions”: https://youtu.be/PQCgzAxZLt8

Ouça “Dandelions”: https://fanlink.to/Dandelions



Continue lendo

Entretenimento

Natura Musical apresenta CIRCUITO ARTI: Formação e Festival com representatividade negra e LGBTQIA+ dos coletivos MARSHA! e AFROBAPHO

Publicado

on


Afrobapho e MARSHA! são potências de inovação, inclusão e diversidade na cena de produção cultural e artística brasileira, com grande impacto social e político. Promovendo conexão entre Bahia e São Paulo, os coletivos lançam o CIRCUITO ARTI (Autonomia, Restituição, Transformação e Interação), com cursos de formação e qualificação profissional nas áreas de gestão e empreendedorismo cultural, produção musical e direção artística, além de podcasts, festival híbrido e demais atividades em uma programação online que irá até o fim do ano, com patrocínio da Natura Musical.

A série de formação acontecerá entre 8 e 25 de novembro, com 11 aulas online e gratuitas para todo o país, ministradas por personalidades da música e cultura brasileira como Jup do Bairro, Badsista, Ciça Pereira, Dandara Pagu, Gabriela Chaves, da NoFront, Felipa Damasco e outras mais. Os alunos ainda poderão concorrer a vagas de estágio no Festival ARTI que acontecerá em dezembro. O público alvo são pessoas negras e LGBTQIA+, sendo 40% das vagas destinadas para transexuais e travestis.

“O Circuito ARTI deriva da intersecção entre os movimentos negro e LGBTQIA+, que são as frentes da Afrobapho e MARSHA!, em prol dos nossos interesses políticos em comum: enfrentar de forma propositiva os problemas históricos de acesso à educação e inserção no mercado de trabalho, efeito da ausência de políticas públicas para essas comunidades no Brasil. É pertinente pontuar que para equipe de ministrantes curamos 8 mulheres cisgêneras e 3 pessoas trans.  Para além da nossa política em descentralizar a presença hétero-cis-masculina em lugares de poder e, nesse caso, na produção de saberes, esse resultado também é um reflexo da escassez de pessoas trans atuantes nas áreas trabalhadas. Por este motivo, a formação tem enfoque no público T. Assim, visamos promover capacitação a fim de gerar autonomia e reintegração social, bem como fomentar a ampliação da diversidade no ecossistema de profissionais da cultura, formando pontes para uma sociedade mais justa e plural.”, afirma A Transälien, multiartista, fundadora da coletividade MARSHA! e uma das curadoras do Natura Musical 2021.

A programação completa já pode ser conferida nas redes dos coletivos e as inscrições, limitadas, estão abertas até o dia 28 de outubro. Toda a frente de produção e equipe de apoio será formada por pessoas negras, LGBTQIA+.

Vale destacar que esse é um dos projetos contemplados pelo Edital Natura Musical 2020, ao lado de nomes como Linn da Quebrada, Bia Ferreira, Juçara Marçal, Kunumi MC, Rico Dalasam. Ao longo dos 16 anos, Natura Musical já ofereceu recursos para mais de 140 projetos no âmbito nacional, como Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Emicida, Jards Macalé e Elza Soares.

“Nós acreditamos no impacto transformador que a música pode ter no mundo. E os artistas, bandas e projetos de fomento à cena selecionados pelo edital Natura Musical têm essa potência de mobilizar o público na construção de um mundo mais bonito, cada vez mais plural, inclusivo e sustentável”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.

Para saber mais, acesse: https://linktr.ee/CIRCUITOARTI

 

SERVIÇO

CIRCUITO ARTI – SÉRIE DE FORMAÇÃO

Datas: 08 a 25 de novembro

Formato: Online via plataforma zoom

Inscrições: https://linktr.ee/CIRCUITOARTI

Redes: @AFROBAPHOOFICIAL @MARSHAOFICIAL



Continue lendo

Entretenimento

APNEA entra em estúdio para gravar álbum de estreia

Publicado

on


Com proposta de apresentar um som influenciado pela música dos anos 70 e 90, mesclando grunge, heavy metal e stoner rock, a banda APNEA segue divulgando o recém lançado EP ‘Salt Water’. O disco está disponível em todas as plataformas digitais através da Monstro Discos e em formato físico pela Peculio Discos – selo do baterista Mauricio Boka.

A banda reúne músicos já conhecidos dentro do cenário underground regional e nacional, como Mauricio Boka (Ratos de Porão, ex- Psyschic Possessor, ex- I Shot Cyrus, ex- Safari Hamburguers), Marcus Vinicius (ex – Safari Hamburguers, ex- Bayside Kings), Nando Zambelli (ex- Garage Fuzz) e Gabriel Imakawa (Jerseys).

Após a ótima recepção do público e mídias especializadas, APNEA está em estúdio novamente para trabalhar no álbum de estreia, com previsão de estreia para o próximo ano. O álbum seguirá a temática já utilizada pela banda, com riffs afiados, vocais melódicos mas cheios de energia e batidas que remetem aos estilos stoner metal e Sludge dos anos 90.

Apesar de contar com músicos já conhecidos da cena underground brasileira, a APNEA surge explorando sonoridades jamais experimentadas por nenhum dos membros do grupo, fazendo dessa ‘novidade’ o combustível para encarar com alegria e honestidade um novo universo da música.

Formado em 2019 na cidade de Santos/SP – berço de grandes nomes do underground nacional -, o APNEA surge quando Mauricio Boka convida Marcus Vinicius para mostrar as ideias que tinha na cabeça a muito tempo e testar a construção de um estilo e uma identidade sonora. Após algumas jams, recrutam o guitarrista Nando Zambelli, e a linguagem musical começa a se definir com mais clareza. O baixista Gabriel Imakawa chega para completar o quarteto que passou a ensaiar com frequência, compondo e aprimorando o estilo da banda.

Em agosto de 2020, a banda entra em estúdio para gravar suas primeiras músicas, que foram lançadas este ano no EP ‘Salt Water’. O material foi gravado em Santos no Electro Sound Studio, estúdio comandado por Marcão Britto (ex- Charlie Brown Jr). A produção, mixagem e masterização é assinada por André Freitas.

Devido a pandemia do coronavirus, a banda aguarda momento oportuno para fazer sua estreia nos palcos e apresentar toda sua energia neste novo projeto.

 

Gênero: post grunge e stoner metal

Faixas:

  1. Star King

  2. Cruel

Gravação: Electro Sound Studio

Produção: André Freitas

Master e mixagem: Andre Freitas

Arte da Capa: Gabriel Imakawa

Fotografia: Ana Cláudia Lattari

Selo: Peculio Discos

Formação:
Mauricio Boka (baterista)
Marcus Vinicius (vocal)
Gabriel Imakawa (baixo)
Nando Zambelli (guitarra)



Continue lendo

Mais Vistos