conecte-se conosco

Entretenimento

Theatro Municipal Palco Livre em História da Arte no Brasil do Theatro Municipal ao MAM

Publicado

on


Um panorama a partir do trabalho dos quatro artistas que decoram o Theatro Municipal (1909) até o momento de construção do Museu de Arte Moderna (1958). Este é o tema principal da live do dia 30 de julho, às 15h, no Instagram do Theatro Municipal do Rio de Janeiro (@theatromunicipalrj) e do MAM Rio(@mam.rio). Duas instituições culturais importantes se unem para contar um pouco da trajetória destes ícones da cultura carioca. Sob o comando de Bruna Leite, coordenadora de projetos especiais do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e Fernanda Lopes, curadora-assistente do MAM elas vão abordar a história da arte no Brasil, destacando o Theatro Municipal e o MAM Rio.

Foto: Júlia Ronai 

Bruna Leite

Doutoranda em Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ, mestre em Projetos Sociais e Bens Culturais pela FGV. Atua na área de gestão cultural há mais de 10 anos e desde 2015, é Coordenadora de Projetos Especiais no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Foto: Rafael Adorján

Fernanda Lopes

Doutora pela Escola de Belas Artes da UFRJ, atua como curadora-assistente do MAM Rio. É autora do livro Área Experimental: Lugar, Espaço e Dimensão do Experimental na Arte Brasileira dos Anos 1970, entre outros.  Em 2017, dividiu com Fernando Cocchiarale prêmio da ABCA pela exposição Em Polvorosa.

 

Serviço:

Theatro Municipal Palco Livre, Vale e Petrobras convidam Bruna Leite e Fernanda Lopes em História da Arte no Brasil do Theatro Municipal  ao MAM

Data: 30 de julho – quinta-feira

Live às 15h

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Instagram: @theatromunicipalrj e @mam.rio

Patrocínio Ouro @valenobrasil e @petrobras



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Breno Morais e DJ Jimmy celebram a vida e a amizade e fazem festa em casa em set conjunto

Publicado

on


Músico e DJ que se destacaram na noite fluminense nos últimos anos, o saxofonista e flautista Breno Morais e o DJ Jimmy celebram a amizade e a vida em um set para transformar qualquer lugar em uma festa pessoal para quem está em casa. “Vivre” une a versatilidade pensada para pistas de Jimmy com o olhar ao mesmo tempo pop e jazz de Breno. Com mais de uma hora e dez minutos de música, o set pode ser conferido no Soundcloud.

Ouça “Vivre”: https://bit.ly/vivreset

“O ‘Vivre’ busca transmitir uma experiência nova para o nosso público que nos encontra por eventos. Nele a ‘música de pista’ convive com passagens reflexivas e grooves intensos. Nos sopros encontramos o contraste de melodias fortes que buscam conduzir a levada com o jazz modal que é frequente nos improvisos. Para mim marcou demais pois ele chegou em um momento que as coisas estão melhorando e estamos vendo uma luz no fim do túnel para retornarmos com nossas atividades”, reflete Breno.

Com formação e base no jazz e chorinho, nos últimos 10 anos o saxofonista se aproximou da música eletrônica fazendo um fusion de improviso jazzístico com um olhar pop sobre o trabalho de DJs. Ele já se apresentou por todo o país e em diversos lugares do mundo. Um dos DJs com quem ele mais colaborou foi Jimmy.

Conterrâneo de Breno e formado na pista, Jimmy se apresenta como DJ desde muito novo e tem conquistado seu espaço em todo país e também no exterior, com uma forma muito particular de tocar e de conduzir as pistas de dança. Sensibilidade, energia e alegria são pontos marcantes que Jimmy busca imprimir em todos os seus trabalhos. O set “Vivre” tem muito de sua essência, que é trazer novas experiências com sonoridades diferentes.

“Pensamos nesse set com muito carinho e o olhar de Breno com esse trabalho foi fundamental para o resultado final. São vários detalhes com a intenção de proporcionar uma boa experiência pra quem escuta, desde a escolha das músicas, os mashups exclusivos até as citações que Breno Morais fez. Espero que todos possam ter momentos maravilhosos com essa trilha sonora”, conclui o DJ.

Ouça “Vivre”: https://bit.ly/vivreset

 

Ficha Técnica:

Set concebido e gravado por Jimmy Souza em seu Home Studio.

Linhas de sopro ( Sax e Flauta) gravados no Home Studio Casa 08 por Breno Morais

 

Mixagem e Master por Jimmy Souza  e Breno Morais no Home Studio Casa 08

Foto: Thayná Delgado

Siga DJ Jimmy:

www.instagram.com/djjimmysouza

www.djjimmy.com.br

 

Siga Breno Morais:

www.instagram.com/breno_sax

www.brenomorais.com





Continue lendo

Entretenimento

Representante feminina do sertanejo baiano prepara novo single com temática de amor

Publicado

on


O amor incondicional e sem amarras é o ponto de partida para o novo single da cantora Mila Sales, representante feminina no cenário do sertanejo na Bahia. Mila, que começou sua carreira há alguns anos, mas aproveitou a pandemia para estudar muito e definir novos rumos, se considera pronta agora, para apresentar essa novidade ao público. “Estudei muito nesse último ano.

Fiz cursos ligados às técnicas musicais e de canto, e também outros de gerenciamento de carreira e gestão empreendedora em música. Vejo que cada dia mais mulheres estão aí na cena musical, comandando suas carreiras. Então me inspirei nesse movimento para começar esse novo capítulo da minha história”, explica a artista. E os ensinamentos não ficaram na teoria.

Mila aproveitou a pandemia para gravar novas canções, entre elas “Tinha que ser você”, a que está preparando e ajustando os últimos detalhes para lançar. “Essa composição, de Lukas e Samuel, é incrível e me tocou demais. Nesse momento que a gente vive, de tanta intolerância, é necessário mais do que nunca parar para falar de amor. Do amor materno, do amor de amigo, do amor sexual, seja ele entre quem for.

O amor pode e deve ser vivido de diversas formas, sem amarras, livremente; e é isso que a música traz e que será registrado também no clipe que já estamos preparando”, antecipa. Em breve, a cantora divulgará detalhes sobre a data do lançamento do single e do clipe.



Continue lendo

Entretenimento

Lubeka une pop e mitologia grega no single “Veneno”

Publicado

on


O cantor brasileiro radicado nos EUA Lubeka transforma suas aflições em pop. Inspirado pelo mito da Medusa, ele abraça as imperfeições e seu lado mais sombrio em “Veneno”. A faixa está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “Veneno”: https://smarturl.it/LubekaVeneno

“Com ‘Veneno’ quero explorar mais a dualidade das coisas da vida, em que nem tudo é preto e branco, nem tudo é bom ou mau. Como vinha explorando a narrativa em que fui muitas vezes o amor não correspondido, ou de relacionamentos tóxicos, quero explorar dessa vez meu lado mais sombrio, em que pelos traumas me tornei uma pessoa amarga”, conta Lubeka.

Para isso, o artista traz o imagético da Medusa, figura da mitologia grega, que passou por algo horrendo e traumático e, mesmo vítima, foi amaldiçoada e transformada em um monstro. Abrindo mão de uma busca por redenção, Lubeka convida a se conectar com os aspectos de uma personalidade que todos buscam esconder: as atitudes tóxicas e destrutivas que fazem de todos nós, vez ou outra, algozes ao invés de mártires, bandidos ao invés de mocinhos.

“Quero explorar que todo vilão foi um dia inocente, e toda história tem dois lados, e nesse caso, eu me tornei o vilão e a pessoa tóxica dos relacionamentos”, comenta Lubeka.

“Veneno” integrará um EP que reunirá ainda os singles já revelados “Chances”, “Estática”, “Atitude” e “Tarde Demais”. Esta última soma dezenas de milhares de audições nas plataformas digitais, além de chegar às posições 16 e 19 do top 200 no Brasil, segundo o serviço de monitoramento Crowley, com destaque para as rádios de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, atingindo a primeira posição no sul de Minas.

Assista a “Estática”: https://youtu.be/Oe-otZxldgE

Assista a “Atitude”:  https://youtu.be/CED9fEjMKhU

Assista a “Chances”: https://youtu.be/sOJ6IsqdVfQ

O novo álbum vem para somar à trajetória de Lubeka, que vive atualmente nos EUA após uma passagem por Portugal. Seu projeto solo surgiu em 2018, com o artista transformando suas experiências em canções, dialogando com o pop alternativo e o R&B com as experiências de ser um homem negro, latino e membro da comunidade LGBTQIA+.

“Esse é sem dúvida o maior projeto da minha vida, e o mais importante pois, é e será meu cartão de visitas. Serão 7 músicas, e cada uma delas traz sentimentos que serão representados por cores do arco íris. Falo sobre relacionamentos tóxicos, sobre minhas inseguranças, mas mostro uma gradual evolução que através do autoconhecimento foram cruciais para quem sou hoje, um homem cada vez mais seguro, que se ama e é amado. Quero mostrar para as pessoas que é possível”, sintetiza Lubeka.

Após uma série de releituras, incluindo o EP “Cover Session, Vol 1” e uma versão de “Anjos”, d’O Rappa, ele lançou os singles autorais “Porque se preocupar com o amanhã?”, “Afogado no Quarto” e “Tempo”, este último tendo clipe exibido nos canais pagos do Brasil. Agora, Lubeka está pronto para a próxima fase de sua carreira.

Ouça “Veneno”: https://smarturl.it/LubekaVeneno

Foto: Eduardo Orelha

Ficha técnica:

Produção Musical, Mixagem e edição – Jards

Produção vocal – Rapha Ribeiro

Masterização – Leonardo Tows.

Composição: Thais Schier

Styling: Ziza Figurinizta

Fotos: Eduardo Orelha

Make Up Artist: Leda Santos

Capa: Matheo Osorio

 

Letra:

Baby eu não mais ai você ainda me sente na sua cama

Espero que possa me ouvir esse fogo resultou em brasa

Tudo em mim queima, arde, brilha incendeia

Eu sei pra você é difícil me olhar e ver que eu vazei e nem adianta me ligar

Agora, já cansei eu não sou mais seu, hoje em dia sou mais eu.

Cê fala que eu te enfeiticei e que não pode olhar nos meus olhos

Não finja que não te avisei mas desse jogo eu sei que você gosta.

Hoje você se enforca com a própria corda e eu não quero te salvar, hoje você prova do próprio veneno.

Aposto que não vai gostar.

 

Eu sei pra você é difícil me olhar e ver que eu vazei e nem adianta me ligar

Agora, já cansei eu não sou mais seu, hoje em dia sou mais eu.

Um gato de 7 vidas posso ver sua energia você não pode me alcançar

Eu venho de Salem te tornei meu refém você não pode me domar. Não vai conseguir escapar das minhas garras hoje



Continue lendo

Mais Vistos