conecte-se conosco

Esportes

Com 100 gols, Ketlen é primeira mulher a alcançar marca no Santos

Publicado

on

Uma lista seleta, com pouco mais de 20 nomes, entre os quais Pelé, Coutinho, Robinho e Neymar, agora tem Ketlen. O gol marcado aos 49 minutos do segundo tempo, na vitória por 2 a 0 sobre Minas Brasília, no domingo (13), foi o 100º da atacante pelo Santos. Ela é a primeira mulher a atingir a estatística centenária de gols pela equipe que, com o resultado na Arena Barueri, manteve a liderança da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino após nove rodadas.

O gol saiu em contra-ataque que a própria Ketlen iniciou no campo de defesa. Ela lançou a atacante Larissa, que foi derrubada perto da meia-lua. A arbitragem deu vantagem e a bola sobrou na entrada da área para o arremate da maior artilheira do futebol feminino santista. “É uma emoção muito grande. O Santos é o clube que me revelou, surgi aqui com 15 anos. Chorei [de emoção] após o jogo porque [o 100º gol] era algo que eu queria alcançar. Veio na hora certa, no momento certo”, comentou Ketlen, em entrevista à Santos TV.

A jogadora de 28 anos, natural de Rio Fortuna (SC), dedicou o gol à avó, que faleceu antes da atacante nascer, mas que era torcedora fervorosa do Santos. “Ela amava o Coutinho! Desde criança, minha mãe contava as histórias dela. Toda vez que entro em campo, penso nela. Fico emocionada, porque é uma pessoa que eu gostaria que estivesse na arquibancada. Mas, sei que, onde ela estiver, está me apoiando”, contou.

Outro homenageado pelo 100º gol de Ketlen foi o técnico Guilherme Giudice, que, durante a paralisação, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), tratou – e venceu – um câncer no pescoço e no retroperitônio (espaço anatômico atrás da cavidade abdominal). “Eu falei que o gol seria para ele também, por tudo aquilo que ele passou nos últimos meses e todo o apoio que ele me deu esse ano”, destacou a atacante.

Antes do gol histórico de Ketlen, a centroavante Cristiane abriu o placar para as Sereias da Vila. Aos 14 minutos do segundo tempo, a lateral Giovanna cobrou escanteio pela direita, a zagueira Tayla cabeceou e a camisa 9 santista, com um leve desvio, mandou para as redes. A vitória por 2 a 0 manteve as alvinegras na liderança do Brasileirão, com os mesmos 24 pontos do Corinthians, ficando à frente pelo saldo de gols (19 a 16). O Minas, com a derrota, segue em 13º, na zona de rebaixamento, com oito pontos.

Timão e dupla Gre-Nal na cola santista

Também no domingo (13), o Timão superou o Grêmio no Parque São Jorge, sob um forte calor. Durante o jogo, a temperatura variou entre 30 e 32 graus. O gol da vitória saiu aos 27 minutos do primeiro tempo. Após um escanteio no lado direito, cobrado pela meia Tamires, a goleira Raíssa não saiu bem e a zagueira Erika escorou de cabeça para as redes. Raíssa, porém, redimiu-se com defesas importantes, que evitaram uma vitória corintiana mais elástica. O tropeço manteve as Gurias Gremistas na terceira posição, com 18 pontos.

É a mesma pontuação do rival Internacional, que também venceu na rodada, mas fica atrás na tabela por ter uma vitória a menos. Em casa, as Coloradas bateram o Iranduba por 2 a 0. Os gols saíram na etapa inicial. Aos 12 minutos, a meia Fabi Simões aproveitou rebote da goleira Stefane e abriu o placar. Aos 35, de pênalti, a atacante Byanca Brasil ampliou. No segundo tempo, Byanca teve a chance do terceiro em nova penalidade, mas, dessa vez, Stefane pegou. Com a derrota, o time de Manaus continua com oito pontos, na 12ª colocação, a uma do Z-4.

Na Gávea, Flamengo e Cruzeiro ficaram no 1 a 1 e continuam fora da zona de classificação. A Raposa é a 10ª colocada, com 13 pontos, um a mais que o Rubro-Negro, em 11º lugar. Aos 14 minutos da etapa final, a atacante Rafa Barros aproveitou a sobra de uma cobrança de escanteio e bateu forte, da entrada da área, colocando as cariocas à frente. Mas, nos acréscimos, a também atacante Patrícia acertou um sem-pulo da meia-lua e deixou tudo igual no Rio de Janeiro com um golaço.

Empate por 1 a 1 também na partida entre Avaí/Kindermann e São Paulo, em Caçador (SC). Os times chegaram embalados pelas goleadas sobre Audax (9 a 0) e Ponte Preta (7 a 0), respectivamente, mas travaram um duelo truncado, em uma tarde de muito calor. A rede só balançou nos minutos finais da partida. Aos 42, a atacante Gislaine abriu o marcador para as tricolores, mas, a lateral Bruna Calderan, de pênalti, igualou. As catarinenses, com 17 pontos, estão em quinto, enquanto as paulistas, com 14, ocupam o oitavo lugar.

Superados por Avaí/Kindermann e São Paulo no meio de semana, Audax e Ponte se enfrentaram em Osasco (SP). As donas da casa conquistaram a primeira vitória na competição. Aos 26 minutos da etapa final, a atacante Alê Brito arriscou de fora da área, a goleira Vitória tentou agarrar, mas a bola escapou das mãos e foi para o gol. O Audax foi a quatro pontos, está em 14º lugar, enquanto a Macaca, zerada, é a lanterna. Os times figuram na zona de rebaixamento.

Campeãs fazem as pazes com a vitória

A goleada da rodada ficou por conta da Ferroviária, que aplicou 7 a 0 no Vitória, em Araraquara (SP), voltando a vencer após quatro jogos. As atuais campeãs saíram na frente com a atacante Chú, aos três minutos, após cruzamento rasteiro da meia Aline Milene. As Guerreiras Grenás ainda tiveram várias chances de ampliar nos 45 minutos iniciais. Na melhor delas, a zagueira Luana cobrou uma penalidade para fora.

A Ferroviária deslanchou no segundo tempo. Aos três, a volante Rafa Andrade ampliou de voleio. A experiente zagueira Andreia Rosa, em cobrança de falta no ângulo, fez o terceiro, aos 18. Aos 24, Andreia aproveitou o bate-rebate na pequena área e marcou o quarto. A meia Thayciane, de cabeça, elevou a vantagem para cinco gols aos 33 minutos. A partida ficou parada por cerca de 25 minutos devido a uma queda de luz. Quando a bola voltou a rolar, as paulistas assinalaram dois golaços em chutes da intermediária. Primeiro com a atacante Adriana Nenê, aos 39. Depois com Rafa Andrade, nos acréscimos.

As baianas seguem na penúltima colocação, ainda sem pontos ganhos e sendo o único time que não balançou as redes após nove rodadas. A Ferroviária foi a 16 pontos, chegou à sétima posição, agora com o ataque mais positivo do campeonato, com 26 gols. O Brasileiro só retorna no domingo (20). Até lá, 24 jogadoras que atuam no país participarão de uma semana de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), com a técnica da seleção feminina, Pia Sundhage.

Confira AQUI a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro Feminino.

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Após eliminar finalista da última Copa Brasil Sub-20, Angelo Chaves quer ajudar o Coritiba a derrubar o atual campeão brasileiro da categoria

Publicado

on


O Coritiba está na terceira fase da Copa do Brasil sub-20 de 2021. Para chegar nesta etapa, o Coxa superou o Bahia, que na última temporada foi vice-campeão da competição sendo derrotado pelo Vasco na final. No jogo de ida, no Paraná, diante do Bahia, o alviverde venceu por 1×0 e na volta, em Salvador, o duelo terminou empatado em 2×2.

Titular nos dois jogos contra o tricolor baiano, o lateral-esquerdo Angelo Chaves enalteceu a classificação. “Estava um período fora por lesão e retornei justamente nestes duelos complicados contra o Bahia. Para mim significou muito conseguir atuar nas duas partidas e ajudar na classificação do Coxa. O Bahia é uma equipe forte e o fato de termos superado eles nos dá confiança para a sequência da competição”, admitiu o camisa 6.

Na terceira fase da Copa do Brasil Sub-20, o Coritiba vai medir forças com o Atlético Mineiro, que na última temporada foi o campeão brasileiro da categoria. O primeiro duelo acontece neste domingo, às 20h30, em solo paranaense. “São duas forças do futebol brasileiro e que tem muita qualidade. Acredito em dois grandes jogos, assim como foi diante do Bahia. Partidas eliminatórias são resolvidas nos detalhes. Temos que entrar atentos para passarmos de fase”, declarou Angelo Chave.

Capitão da equipe Sub-20, Angelo Chaves constantemente é chamado para compor os treinamentos do elenco profissional do Coritiba. Ele pretende aproveitar a sequência de jogos que vem tendo na Copa do Brasil sub-20 para quando for chamando pelo técnico Gustavo Morínigo estar em boas condições. “Acredito que esse processo de transição para o profissional que estou vivendo é importante eu ter boas atuações e, assim, manter um bom ritmo. Tudo isso para que quando tiver oportunidade entre os profissionais eu esteja preparado”, finalizou.



Continue lendo

Esportes

Estreante no Paulistão, Sousa comemora vaga na semifinal e projeta nova decisão pelo Mirassol

Publicado

on


É apenas a primeira vez de Sousa no Campeonato Paulista e, apesar de ser estreante na competição, o desempenho é de um veterano no torneio. Isso porque o jogador é titular e uma das importantes peças da equipe, que garantiu na quarta-feira (12) a classificação para a semifinal.

Presente em oito jogos, com apenas uma derrota, o paraibano, natural de Olivedos, é só elogios nesta temporada de 2021. “Estou muito feliz aqui no Mirassol, só posso agradecer pela oportunidade de estar aqui. O nosso grupo é fantástico e a comissão técnica é excelente. O trabalho vem sendo muito bem feito por todos e dentro de campo estamos dando o nosso máximo para levar o clube ao topo. Passamos por uma grande decisão contra o Guarani e agora é lutar mais uma vez para tentar chegar na grande final”, contou o volante de 26 anos.

Apesar do adversário indefinido na semifinal, Sousa projeta a decisão, que deve acontecer neste final de semana. “Estamos em uma semifinal de Campeonato Paulista, não tem como ficar escolhendo adversário, queremos chegar na final e vencer, e para isso temos que encarar quem vier pela frente. Respeitamos todas as equipes que chegaram até aqui, todas são fortes, assim como nós. Vamos nos preparar bem nesses próximos dias para fazer um grande jogo e buscar a vaga na final”, concluiu.



Continue lendo

Esportes

“Projeto Cuidar” realiza trabalhos multidisciplinares no Clube de Regatas Flamengo

Publicado

on


Com intuito de acolher e desenvolver jovens atletas e cidadãos em situação de vulnerabilidade social, o Clube de Regatas Flamengo possui em suas instalações o “Projeto Cuidar”, que realiza diversos cuidados físicos e psicológicos em nove modalidades do clube, incluindo o nado sincronizado, natação e polo aquático.

Os atletas recebem o monitoramento do “Projeto Cuidar”, que realiza consultas na parte de psicologia, nutrição, fisioterapia, medicina, estatísticas, fisiologia e preparação física. Isabel Miranda, Gerente de ciências do esporte do Flamengo, explica o objetivo da estrutura para os atletas.

“Nosso intuito é aprimorar a interdisciplinaridade do esporte, que é a troca de conhecimento entre várias áreas, inclusive, as informações que os treinadores possuem. Assim podemos atender os atletas de uma forma mais abrangente e conseguir proporcionar novos conhecimentos”, comenta Isabel.

Atualmente, o projeto possui 40 profissionais atuantes que oferecerem exames clínicos, cardiológicos, avaliação da qualidade visual, saúde bucal entre outros exames que todos atletas antes de fazer parte do time rubro-negro são submetidos.

“É preciso passar por todos os exames, exigimos que apresentem um atestado. Nenhum atleta entra ou permanece no clube estando com problemas apontados por esses exames. Neste ano, tivemos dois casos de atletas que foram detectados alterações nos exames. Um foi levado para a cirurgia, mas voltou a treinar normalmente. Enquanto outro atleta está passando por mais exames após ser detectado alterações durante as avaliações médicas”, explicou a profissional.

Além dos exames, os atletas são avaliados periodicamente no começo, meio e final do ano para monitorar a saúde e o desenvolvimento esportivo durante a temporada. Esses cuidados são fundamentais para prevenir possíveis lesões durante campeonatos e preservar a saúde dos esportistas.

Em 2019 e 2020, a equipe realizou 25 mil atendimentos nas áreas multidisciplinares que cuidam da saúde dos atletas de base e profissional. Mesmo com a pandemia da Covid-19, a equipe do “Projeto Cuidar” realizou atendimentos online, palestras, preparação física e treinamento para todos atletas do clube.

“O mais importante disso tudo é a gestão do processo! Não adianta possuir diversos profissionais, mas que não estão engajados e trabalhando juntos. Já que o esporte de alto rendimento abrange vários fatores e abordagens físicas, técnicas, táticas, mental, social e psicológica. Então para isso precisamos ter uma equipe multidisciplinar trabalhando unida”, finalizou Isabel.

Sobre a PAB

A Liga Brasileira de Polo Aquático (PAB) foi criada com o objetivo de difundir a modalidade no Brasil. Para isso ela busca o protagonismo de clubes, atletas e técnicos com foco no fomento do esporte no médio e longo prazo, evidenciando a visão coletiva que representa os interesses do polo aquático.

A Liga Brasileira de Polo Aquático foi fundada com a participação de dez clubes em março de 2016: Club Athletico Paulistano (SP), Clube Jundiaiense (SP), Clube Paineiras do Morumby (SP), Clube de Regatas do Flamengo (RJ), Esporte Clube Pinheiros (SP), Tijuca Tênis Clube (RJ), Fluminense Football Club (RJ), Clube Internacional de Regatas (SP),  Serviço Social da Indústria – SESI-SP (SP) e Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo.

Acompanhe as redes sociais da PAB

A página oficial da PAB no Facebook: https://www.facebook.com/ligapoloaquaticobrasil/

Acompanhe o Twitter: https://twitter.com/LigaPAB

Veja as fotos no Instagram: https://www.instagram.com/poloaquaticobrasil/

Acompanhe os novos vídeos no Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCFz0pL4MkUdNGyGp1blcJnA/about





Continue lendo

Mais Vistos