conecte-se conosco

Esportes

Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%

Publicado

on

A previsão do mercado financeiro para a queda da economia brasileira este ano foi ajustada de 5,11% para 5,05%. A estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – está no boletim Focus, publicação divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.

Para o próximo ano, a expectativa é de crescimento de 3,50%, a mesma previsão há 17 semanas consecutivas. Em 2022 e 2023, o mercado financeiro continua projetando expansão de 2,50% do PIB.

Inflação

As instituições financeiras consultadas pelo BC ajustaram a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país) em 1,94% para 1,99% este ano.

Para 2021, a estimativa de inflação foi mantida em 3,01%. A previsão para 2022 e 2023 também não teve alteração: 3,50% e 3,25%, respectivamente.

O cálculo para 2020 está abaixo do piso da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é 2,5% e o superior, 5,5%.

Para 2021, a meta é 3,75%, para 2022, 3,50%, e para 2023, 3,25%, com intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo em cada ano.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 2% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic encerre 2020 em 2% ao ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 2,5% ao ano. Para o fim de 2022, a previsão é 4,5% ao ano e para o final de 2023, 5,63% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Entretanto, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.D

Dólar

A previsão para a cotação do dólar permanece em R$ 5,25, ao final deste ano. Para o fim de 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 5.

 

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Gama-DF e Aparecidense-GO se enfrentam pela Série D do Brasileiro

Publicado

on


Únicos times do Grupo 5 a vencerem na abertura da Série D do Campeonato Brasileiro, Gama-DF e Aparecidense-GO se enfrentam neste sábado (12), a partir das 15h30 (horário de Brasília), pela segunda rodada da competição. A partida no estádio Maria de Lourdes Abadia, o Abadião, em Ceilândia (DF), será transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O duelo seria inicialmente no Mané Garrincha, em Brasília, mas o local teve de ser alterado porque o estádio receberá a Copa América e sediará, inclusive, a estreia da seleção brasileira neste domingo (13), às 18h, contra a Venezuela. Também no Distrito Federal, o estádio Walmir Campelo Bezerra, o Bezerrão, casa do Gama, está impossibilitado de receber partidas. O espaço vem sendo ocupado por um hospital de campanha para tratamento de pacientes do novo coronavírus (covid-19). 

No sábado passado (5), o Periquito estreou derrotando fora de casa  o Jaraguá-GO por 3 a 1, em duelo transmitido pela TV Brasil. O meia Elias (dois gols) e o atacante Vitinho balançaram as redes para o clube distrital. Já no último domingo (6), a Aparecidense levou a melhor sobre o Nova Mutum-MT, pelo mesmo placar, no estádio Aníbal Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO). Os atacantes Marinho, Lelo e Elias marcaram para o Camaleão.

Reformulado após o terceiro lugar no Campeonato Brasiliense, com 14 contratações para a Série D, o Gama apresentou três reforços nesta semana: o experiente meia Felipe Menezes (ex-Palmeiras e Benfica, de Portugal, que disputou a Série A2 do Campeonato Paulista deste ano pelo Atibaia) e os jovens atacantes Flávio e Rikelton (emprestados pelo Paysandu). O último, porém, contundiu-se no primeiro treino e está fora do jogo. O zagueiro Igor Ribeiro e o volante Kasado, além de Vitinho, contraíram a covid-19 e também desfalcam o time de Ricardo Colbachini.

A provável escalação do Periquito terá: Wendel, Vinicius, Gabiga e Gabriel; Carrillo, Germano, Felipe Menezes e Elias; Hugo Almeida e Vitor Xavier.

Na Aparecidense, são quatro jogadores ausentes por conta do novo coronavírus (os nomes não foram revelados). O técnico Thiago Carvalho, por sua vez, recuperou-se da infecção pelo vírus e retorna ao banco após cumprir o período de isolamento. O goleiro Pedro Henrique, que deixou o gramado aos 14 minutos do primeiro tempo da estreia, após um choque com o zagueiro Wesley Matos, foi liberado pelo departamento médico. O Camaleão também se reforçou em peso, trazendo 14 atletas para a Série D. O último foi o volante Mutuca, que estava no Águia Negra-MS, anunciado na última segunda-feira (6).

Os goianos devem ir a campo com Pedro Henrique; Adriel, Rafael Goiano, Wesley Matos e Rodrigues; Bruno Henrique, David, Rodriguinho e Negueba; Lelo e Marinho.

As demais partidas do Grupo 5 ocorrem no domingo, às 16h. O Goianésia-GO recebe o União Rondonópolis-MT no estádio Valdeir Oliveira, em Goianésia (GO). O Nova Mutum encara o Jaraguá no estádio Valdir Doilho Wons, em Nova Mutum (MT). Já no estádio Aluízio Ferreira, o Aluizão, em Porto Velho, o Brasiliense-DF visita o Porto Velho (RO).





Continue lendo

Esportes

Djokovic vence Nadal e enfrentará Tsitsipas na final de Roland Ga

Publicado

on


O sérvio Novak Djokovic, número um do mundo, venceu de virada o Rei do Saibro Rafael Nadal por 3-6, 6-3, 7-6 (4) e 6-2 nas semifinais em Roland Garros nesta sexta-feira (11) e disputará o título contra o jovem grego Stefanos Tsitsipas.

Esta foi apenas a terceira vez que o espanhol foi derrotado no Grand Slam em Paris desde sua estreia em 2005.

Nadal, buscando seu 14º título no Aberto da França, venceu os primeiros cinco games da partida e parecia estar a caminho de repetir a vitória sobre o sérvio na final do ano passado.

Mas Djokovic venceu o segundo set e depois derrotou o espanhol em um emocionante terceiro set de 97 minutos no tiebreak, após salvar um set point.

A atmosfera de futebol criada pelos quase 5.000 espectadores na quadra Philippe Chatrier foi sentida no final do terceiro set, quando se aproximava o início do toque de recolher em Paris por causa da Covid-19.

Felizmente, as autoridades parisienses concederam uma prorrogação do limite das 23h no horário local, o que fez com que o magnífico jogo pudesse continuar a ser desfrutado por um público ao vivo.

Mas não houve indulto para Nadal, de 35 anos, que pareceu cansado no último set, e sucumbiu diante de Djokovic, que agora enfrentará Tsitsipas em busca de seu 19º título de Grand Slam, o que o deixaria apenas um atrás do recorde de 20 de Nadal e Roger Federer.

Tsitsipas chegou à decisão ao derrotar Alexander Zverev por 6-3, 6-3, 4-6, 4-6 e 6-3 em uma grande partida.





Continue lendo

Esportes

Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2021 está confirmada

Publicado

on


A 48ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela está confirmada para o período 24 a 31 de julho de 2021, no Yacht Club de Ilhabela (YCI), no litoral norte paulista. O grande encontro da modalidade terá as principais classes de vela oceânica como a ORC, RGS, Bico de Proa, Clássicos, C30 e HPE25. O evento também terá regatas virtuais como no ano passado. Informações como início das inscrições e Aviso de Regata serão passadas nos próximos dias pelos canais oficiais da Semana Internacional de Vela de Ilhabela.

As provas organizadas pelo YCI em parceria com a Prefeitura Municipal de Ilhabela atenderão a todos os protocolos de segurança oficiais relacionados ao COVID-19. Uma das novidades para 2021 é a exigência de teste de PCR com 72 horas de antecedência para o credenciamento.

”Não medimos esforços para realizar a 48ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela. Vamos içar as velas com responsabilidade redobrada. Vamos trabalhar juntos para garantir a segurança de atletas, organizadores e principalmente dos moradores de Ilhabela”, disse Alex Costa Pereira, comodoro do Yacht Club de Ilhabela.

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela é parceira histórica da Prefeitura Municipal de Ilhabela na realização das regatas, que atraem mais de 100 embarcações de vários tipos e tamanhos, atletas olímpicos, profissionais e principalmente amadores, além de movimentar a economia local nas férias de inverno. Antes do evento, de 16 a 18 de julho, ocorre a Semana de Monotipos, que conta com barcos de classes olímpicas, pan-americanas e da vela jovem.

“A realização deste evento é de suma importância para a nossa cidade, assim como a Semana de Monotipos, que por diversas vezes consagrou diversos campeões nacionais e mundiais, sempre fomentando a náutica em nossa região e município. Estamos confiantes de que realizaremos uma ótima Semana da Vela e de Monotipos” disse Toninho Colucci, prefeito de Ilhabela.

A competição volta a ser disputada no Canal de São Sebastião depois de dois anos. Na temporada passada ocorreu a edição virtual de 2020 com o aplicativo Virtual Regatta e o Talks, série de palestras online sobre o mundo do mar.

Já a última regata presencial foi realizada em 2019 com mais de 120 veleiros de todo o País e nações vizinhas.

O evento em sua versão virtual teve realização do Yacht Club de Ilhabela e organização da Tribu Live Marketing e Full Time Eventos e Turismo.

Depoimentos

Mauro Dottori, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela

”É com muita alegria que confirmamos a Semana Internacional de Vela de Ilhabela de maneira presencial. Vamos seguir com a vela virtual, que foi um sucesso em 2020 e atrai gente de todas as idades. Certamente teremos boas regatas no Canal de São Sebastião, pois todos estão com muita vontade de velejar”.

Harry Finger, secretário de esportes de Ilhabela

“Ilhabela é a capital nacional da Vela e está feliz por poder realizar as regatas de 2021, já que ano passado não foi possível. A 48° edição vai trazer importantes velejadores para a Ilha, inclusive equipes de fora do país. Vamos ter todos os protocolos de saúde, com testagens de velejadores e familiares. No Aviso de Regata terá como regra teste covid-19 para entrar na Ilha”.

Lars Grael, medalhista olímpico e campeão mundial

”É o mais importante evento da vela nacional, sem dúvidas não pela tradição apenas na 48ª edição, mas é uma semana de vela que tornou-se internacional. Teve a marca Rolex e patrocinadores de peso, então conquistar esse título passou a ser motivo de orgulho. Competição que coloca a vela no principal balneário do litoral Brasil, na belíssima Ilhabela, no canal de São Sebastião promovido pela prefeitura, pelo Yacht Club de Ilhabela, com o apoio marcante da Marinha do Brasil”.

”Tem também participação de barcos e velejadores internacionais, medalhistas olímpicos, e campeões mundiais, então é um evento que todos têm como referência, todo mês de julho a Semana de Vela em Ilhabela me dá uma vontade imensa de estar lá”.



Continue lendo

Mais Vistos