conecte-se conosco

Esportes

Casa do Pontal reabre as portas com exposição de despedida, no Rio

Publicado

on

O Museu Casa do Pontal, uma referência em arte popular brasileira, reabriu hoje (3), após mais de seis meses fechado, por causa da pandemia. Quem visitar o local, poderá ver a exposição permanente, com mais de duas mil obras, Até Logo, Até Já. A exposição marca a despedida do museu da atual sede, no Recreio dos Bandeirantes. Em 2021, o museu reabrirá suas portas em nova sede, na Barra da Tijuca.

O percurso da exposição foi dividido em oito temas, com as obras de grandes artistas como Mestre Vitalino, Manuel Galdino, Zé Caboclo e Luiz Antonio, do Alto do Moura e Caruaru, Pernambuco; Noemisa Batista, Maria Assunção e João Alves, do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais; Celestino e Nino, de Juazeiro do Norte, do Ceará.

1067_Dadinho_Cidades Tentaculares_Museu Casa do Pontal
1067_Dadinho_Cidades Tentaculares_Museu Casa do Pontal

Cidades Tentaculares, do artista Dadinho – Museu Casa do Pontal/divulgação

Outras obras incluem a instalação cinética Escola de Samba, de Adalton Fernandes Lopes, com mais de 300 personagens em cerâmica que se movimentam ao ritmo do samba; além das obras dos mineiros Antonio de Oliveira (1912-1996), e Dadinho, que viveu em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.Para a diretora curadora do Museu, Angela Mascelani, a arte popular se correlaciona com a natureza e o meio ambiente como pode na obra de Dadinho. “Esse artista fez Cidades Tentaculares entalhadas em raízes mortas que ele encontrou em andanças que fez no entorno em que morava. São obras de grande formato que falam dessa natureza recuperada, de como as coisas se transformam e de como a arte é um agente reformador dentro do mundo”, contou em entrevista para a Agência Brasil.

Despedida

A escolha do nome da exposição Até Logo, Até Já não foi à toa. A volta do público agora é também uma despedida das instalações atuais, na zona oeste do Rio, onde o museu funciona há 44 anos. O motivo da mudança é uma série de enchentes que o espaço cultural enfrenta há dez anos, inclusive uma no início deste ano. A nova sede, na Barra, deve ser inaugurada entre abril e junho do ano que vem.

Segundo a diretora, a reabertura neste sábado é quase um ritual de passagem para as novas instalações, um momento muito importante diante das dificuldades pelas quais a Casa do Pontal passou. “Esse novo prédio foi inteiramente construído para ser o Museu e vai receber este acervo precioso do Brasil todo, que pega o século XX quase que inteiro. Conta um século de história da arte feita pelas camadas populares”, observou.

Impacto

As frequentes inundações provocaram impacto no acervo de quase dez mil obras de 300 artistas brasileiros. Angela lembrou que as obras de arte popular são feitas com matéria prima mais frágil, como a madeira disponível e não um material trabalhado especificamente para obras.

“Nos últimos três anos nós tivemos quase mil obras impactadas. Isso não é perda de acervo. Tivemos impacto no acervo, significa que se uma obra fica submersa durante dois, três dias, até a madeira se recuperar fica muito vulnerável à ação de bicho, traça, porque ficou úmida. Uma cerâmica da década de 40 que ficou submersa vai perder pigmento e saturação de cor. Vai precisar de restauro”, exemplificou.

Segurança sanitária

O Museu adotou protocolo para evitar contaminação pelo novo coronavírus como a higienização do local a cada hora, distanciamento entre as pessoas e uso obrigatório de máscaras. Haverá aferição de temperatura e tótens com álcool gel espalhados pelo circuito expositivo, e controle de quantidade de visitantes na área interna.

Na área externa, só poderão se agrupar núcleos familiares. Os funcionários usarão máscaras e protetor de rosto (face shield). O horário de funcionamento é das 9h30 às 17h, todos os dias da semana. A entrada é gratuita, mas o espaço cultural aceita contribuições voluntárias.

Novas instalações

Depois de dois anos paralisadas, as obras da sede nova foram retomadas após campanhas de financiamento coletivo, que receberam recursos de entusiastas do Museu. “No período do financiamento coletivo a gente viu que tem muita gente que quer participar para manter essa arte viva. Agora é pensar o novo e o novo é um centro cultural gratuito e tendo pessoas que queiram suportar o projeto, vamos ajudar, vamos construir”, disse o diretor-executivo do Museu do Pontal, Lucas Van de Beuque, neto do fundador do espaço cultural o francês Jacques Van de Beuque.

A futura sede será na Barra da Tijuca, também na zona oeste, em local de acesso mais fácil, com possibilidade de usar transporte público com ônibus do BRT e metrô. De acordo com Van de Beuque também haverá uma van na estação do BRT para facilitar o deslocamento dos visitantes.

nova sede_Museu Casa do Pontal
nova sede_Museu Casa do Pontal

Nova sede do Museu Casa do Pontal – Divulgação/Museu Casa do Pontal

A construção da nova sede tem a participação dos arquitetos que desenvolveram o projeto do Instituto Inhotim, museu a céu aberto em Brumadinho, Minas Gerais. A ideia é repetir o conceito com uma grande extensão de área livre de 14 mil metros quadrados (m²) e vista para o maciço da Tijuca. Ele espera que o museu possa ser frequentado de forma descontraída até por quem saiu da praia. “Vai ter um chuveiro para as pessoas poderem tomar banho e tirar a areia e depois verem as exposições. Queremos também que possam fazer piquenique”, completou.

As obras da exposição só serão transferidas para as novas instalações após 8 de novembro, quando será encerrado este período de visitação, de celebração e de despedida do histórico Museu. As outras sete mil peças, guardadas na reserva técnica do acervo, começarão a ser levadas para o novo espaço neste mês, além das que estão em itinerância pelo SESC Santos.

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Série B: Vasco sai na frente nos Aflitos, mas cede empate ao Náutico

Publicado

on


Sexto colocado na Série B, o Vasco saiu na frente contra o Náutico no Estádio dos Aflitos neste domingo (24), mas cedeu ao empate em 2 a 2, e adiou a aproximação do G4, a zona de classificação que garante o retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. O Cruzmaltino soma agora 47 pontos, cinco a menos que o Goiás, quarto colocado na tabela. Já o Timbu viu interrompida uma sequência de três vitórias seguidas: ocupa a nona posição, 45 pontos. 

Jogando em casa, com a torcida a seu lado, o Náutico começou pressionando o adversário carioca, mas desperdiçou boas chances de abrir o placar em casa.  E o primeiro gol saiu do lado rival, aos oito minutos, após bobeada do zagueiro Rafael Ribeiro, na intermediária. Atento, o meia Nenê não perdoou: viu o goleiro do Timbu fora do gol e mandou um chute certeiro, inaugurando o marcador nos Aflitos. 

O Náutico continuou ofensivo, mas o Cruzmaltino foi mais eficiente: ampliou aos 18 minutos,  com  Germán Cano. A jogada que resultou no segundo gol dos cariocas, começou com um lindo toque de calcanhar de Nenê para Marquinhos Gabriel, que rolou para o atacate mandar para o fundo da rede. 

Atrás no placar, o Náutico foi todo para o ataque e diminuiu a diferença no placar aos 26 minutos, com Vinícius, que veio de trás, subiu mais alto que o zagueiro Valber, e cabeceou certeiro para o fundo da rede, após cruzamento de Hereda. 

Após o intervalo, o time da casa sufocou a equipe carioca. E aos 12 minutos igualou o placar, novamente de cabeça, desta vez do zagueiro Yago, também em jogada de bola parada. O gol de empate do Timbu saiu após Jean Carlos levantar a bola em cobrança de falta e Yago cabecear livre. 

E chances não faltaram para o Timbu virar o placar nos Aflitos, principalmente com cruzamentos dentro da grande área vascaína. Numa dessas oportunidades, Matheus Jesus quase deixou o seu, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora. O time da casa seguiu dominando a bola em campo. Já no fim, o  Vasco esboçou uma reação. A melhor chance foi uma bomba que Léo Jabá arriscou de longe, mas a bola passou por cima do gol, e a partida terminou mesmo em 2 a 2. 

O Náutico viaja ao Rio Grande do Sul para enfrentar o lanterna Brasil de Pelotas, na próxima quinta-feira (28), às 21h30 (horário de Brasília), em duelo da 32ª rodada da Série B.  

No dia seguinte, o Vasco enfrenta o CSA em São Januário, no Rio de Janeiro. O Cruzmaltino não poderá contar com o meia Nenê, que cumprirá suspensão, após levar o terceiro cartão amarelo neste domingo  (24).





Continue lendo

Esportes

LNF:Joinville abre vantagem nas oitavas com 5 a 0 sobre Santo André

Publicado

on


O Joinville goleou o Santo André/Intelli por 5 a 0 fora de casa neste domingo (24) e abriu vantagem do empate  no jogo da volta das oitavas de final da Liga Nacional de Futsal (LNF). Um apagão na metade do primeiro tempo interrompeu o jogo por 30 minutos, e mudou o roteiro da partida, que até então seguia sem gols no Estádio Adib Moisés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). O duelo foi transmitido ao vivo pela TV Brasil

Jogando em casa, com o retorno da torcida ao estádio, o São José começou pressionado pela equipe catarinense, que desferiu três chutes perigosos, exigindo ótimas defesas do goleiro Caio. Apostando no contra-ataque, o mandante equilibrou a partida. Aos oitos minutos, Ton sofreu falta de Renatinho na entrada da área, do lado esquerdo, e Gladson se preparava para bater quando os refletores se apagaram no estádio.  Devido a uma oscilação no fornecimento de energia, o disjuntor principal desarmou. 

A partida ficou interrompida por cerca de 30 minutos, até que a iluminação fosse restabelecida. Mas tão logo retornou, o Joinville marcou dois gols seguidos, sem tempo de reação do Santo André.  Quem abriu o placar para os visitantes foi Daniel Shiraishi (Japonês), aos 14 minutos, que tirou a marcação e tabelou com Dieguinho, antes de mandar para o fundo da rede. Segundos depois, foi Dieguinho que mandou um tiro, sem chance para o goleiro Caio. O Santo André ainda buscou diminuir no final com Rossi, que soltou uma bomba de canhota, mas o goleiro Willian (seleção brasileira) espalmou para fora.

santo andré x joinville - oitavas LNF - futsal

No próximo sábado (30), às 13h15 as equipes fazem o jogo de volta das oitavas em Joinville – Juliano Schmidt/JEC Futsal/Direitos Reservados

Na segunda etapa, o Joinville massacrou o time da casa. Com dois minutos de bola rolando, no rebote de um chute de Caio, Igor Costa marcou o terceiro dos visitantes. Segundos depois, após assistência de Renatinho,  foi o próprio Caio que ampliou para o Joinville.  Aos seis minutos, Dieguinho marcou o segundo dele na partida: chutou no contrapé do goleiro Caio, sacramentando a goleada de 5 a 0 sobre o Santo André.

Classificação às quartas

De acordo com o regulamento da LNF 2021, quem conseguir duas vitórias, ou uma vitória e um empate, avança às quartas de final. No caso de dois empates ou vitórias alternadas, a definição da vaga ocorrerá após prorrogação.Serão 10 minutos suplementares, divididos em dois tempos de 5 minutos, sem intervalo, com inversão de lados. O time com melhor colocação na fase classificatória leva a vantagem do empate no período suplementar.





Continue lendo

Esportes

Duelo Náutico x Vasco pode definir destino das equipes na Série B

Publicado

on


Todos os 2610 ingressos colocados à disposição da torcida do Náutico que encara o Vasco neste domingo (24) no Estádio dos Aflitos, já foram vendidos. Só restam ingressos para os cruzmaltinos, que terão, pela primeira vez na competição, direito a 290 lugares como torcida visitante. O duelo em Recife, válido pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, terá início às 16h (horário de Brasília). A Rádio Nacional transmitirá o jogo ao vivo, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Mário Silva e reportagem de Bruno Mendes.

As duas equipes buscam chegar ao G4 para garantir o retorno à primeira divisão do futebol nacional no ano que vem. Apenas dois pontos separam a equipe carioca (46) do time pernambucano (44). O Timbu vem de três vitórias consecutivas, a última delas por 3 a 2 contra a Ponte Preta em Campinas (SP).  O Náutico não vai contar com o zagueiro Camutanga, que cumpre suspensão, mas terá o bom momento do goleiro Anderson.

“Vai ser um dos jogos mais difíceis, pelo momento da tabela e vai decidir quem continua brigando lá em cima e quem vai ficar um passo atrás”, analisou o arqueiro alvirrubro durante coletiva. 

O Vasco superou o Coritiba por 2 a 1 na última rodada e precisa vencer ao menos seis dos últimos oitos jogos para conquistar o acesso à Série A. Um dos jogadores em ascensão no Gigante da Colina é Marquinhos Gabriel.

“O que mais preocupa a gente é a nossa recomposição. Se a gente defender mal, também vai atacar mal. Precisamos estar juntos dentro de campo e buscar um equilíbrio”, defendeu o meia vascaíno.

No primeiro turno, em São Januário, Vasco e Náutico empataram em 1 a 1 e o resultado culminou com a demissão de Marcelo Cabo, o então técnico do Cruzmlatino. Lisca assumiu na sequência e depois deu lugar a Fernando Diniz, o atual treinador. Já o Timbu demitiu Hélio dos Anjos e depois o recontratou para o lugar de Marcelo Chamusca.





Continue lendo

Mais Vistos