conecte-se conosco

Esportes

Tradicional Maratona do Rio será virtual este ano em razão da covid-19

Publicado

on

Os amantes de corrida terão uma experiência diferente na edição deste ano da tradicional Maratona do Rio, na capital fluminense  Em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a 18ª edição do evento ocorrerá de forma virtual, a partir da próxima sexta-feira (9) até segunda (12). Para participar, os corredores terão de baixar no celular o aplicativo Running Heroes, disponível para downloads nas lojas Apple e PlayStore. Nos últimos dois anos, a Maratona do Rio reuniu cerca de 40 mil participantes.  Assim como nas edições anteriores, também neste ano será possível optar por um de quatro percursos: 42 quilômetros, 21 km, 10 km ou 5 km. 

Entre os inscritos para a edição virtual, está o engenheiro curitibano Guilherme Arruda. Ele chegou a pesar 111 quilos e foi por meio da corrida que emagreceu mais de 35 kg. “Eu tracei como meta em 2014 fazer a minha primeira prova oficial justamente no Rio de Janeiro. Naquela época, participei dos 10 km. Em 2018, voltei para o desafio da Cidade Maravilhosa. Foram 21 km no sábado e 42 km no domingo. Bacana demais. E, nesse ano, a minha ideia era fazer novamente a maratona. Estava me preparando para um outro evento no segundo semestre. E a Maratona do Rio era o meu evento alvo como preparação no primeiro semestre, justamente para voltar e reviver a emoção das primeiras provas”, conta o corredor, de 36 anos. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Meia de Camboriú 2018! . . @correbrasil sempre fazendo provas sensacionais!

Uma publicação compartilhada por Gui Arruda (@correarruda) em 13 de Ago, 2020 às 9:09 PDT

Com a mudança do cronograma, Guilherme vai correr os 21 km. “A minha ideia era fazer a maratona completa, mas tive uma lesão no joelho direito, uma inflamação no tendão tibial posterior e fiquei dez dias parado. Então, para não forçar demais, optei pelos 21 km. O que não me deixa menos feliz. É mais um grande objetivo e uma forma de nos estimularmos nesse período crítico”. O engenheiro fará o percurso da maratona pelas ruas e parques de Curitiba no próximo sábado (10).
No Rio de Janeiro, também no sábado (10), Patrícia Macedo, analista jurídica do Tribunal de Justiça, vai correr 10 km na pista lateral do Aterro do Flamengo, na zona sul da cidade. “Sou uma apaixonada por corridas. Comecei em 2013. A minha primeira prova foi a Night Run [corrida noturna na cidade do Rio]. Me encantava correr pela praia. Depois, vi o quanto é difícil correr na areia e fui para as provas de rua. O que mais me chamou atenção nesses anos de corrida foi a Family Run, os 5 km da Maratona do Rio de Janeiro. Foi ali que eu comecei. Fiz várias provas de 21 km. Já estava inscrita na Maratona do Rio deste ano desde 2019”, revelou a analista jurídica. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

▪️Vc também sente essa vontade? ▪️Hoje senti vontade de falar sobre a minha quarentena. É dia de tbt mas nenhum tbt cabe mais nesse momento do q o aprendizado q tive nesses meses. ▪️O #covid chegou e nossa vida parou. A minha parou literalmente de janeiro para cá. Ate antes de se falar nele 🦠. Fiquei com a saude debilitada, falta de ar, dor de cabeça, calafrio, problemas gastricos, nodulos no pulmão. ▪️Parei a corrida 🏃🏼‍♀️ , a academia 🏋️‍♂️ e a alegria se foi. Entre altos e baixos, dias bons 🏖e dias ruins🌪 , minha força me conduzia e fazia um exercicio um dia e no outro não tinha força para falar. Faltava ar. ▪️Hoje me restabeleci( espero). Comecei o @desapeguei.pat Me sinto nova e aprendi a dar valor a cada ar q entra nos pulmões, a cada sorriso 💐 e a cada afago na alma q recebi. ▪️Por isso, valorize cada amigo, 👯‍♂️ quem sempre está contigo, cada passeio e cada vento no rosto🍃. Hummm e aquele nhoque 🍲 🧀 que ainda não posso comer. Mas vou chegar lá!!

Uma publicação compartilhada por Patrícia Macedo (@patriciaagmac) em 20 de Ago, 2020 às 5:15 PDT

Mas, em fevereiro deste ano, Patrícia contraiu a covid-19 e quase abriu mão da prova. “Ninguém conhecia a doença naquela época. Fui para o hospital três vezes e os médicos não sabiam como tratar. Até que depois encontrei uma pessoa que acabou me passando um medicamento e, por pura sorte, eu melhorei um pouco. Foi bem difícil para mim. A falta de ar era bem forte até agosto. Por isso, fui treinando aos trancos e barrancos e vou encarar a prova. Tenho alguns amigos que vão participar comigo. Cada um no seu ritmo. Abri mão dos 21 km, mas vou correr pelo menos 10 km. O evento faz parte da minha vida. Não podia perder”.

Outra história de amor pelo esporte é do casal Milena Ferreira, personal trainer paraense, e Carlos Menezes, carioca e professor de Geografia. “A gente gosta muito de correr. Já estivemos em várias edições da Maratona do Rio, meia maratona de Buenos Aires [Argentina] e de Belém, entre várias outras. Nesse ano, vamos fazer a meia maratona do Rio no domingo (11). Conseguimos manter uma rotina bem legal de treinos, umas três vezes por semana, e estamos bem animados para mais uma prova”, conta  Milena. “No dia 11 é o Círio de Nossa Senhora de Nazaré. Porém, a procissão não irá acontecer devido à pandemia. E, como o Cadu ainda não conheceu o Círio, vamos fazer o percurso que a berlinda [Círio de Nazaré] faz para aproveitar [a maratona] e homenagear Nossa  Senhora de Nazaré. Começaremos às 5h da manhã, saindo da Sé rumo à Basílica”, planeja Milena.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Duas semanas longe dos treinos já são suficientes para me deixar com saudade de tudo o que envolve a CORRIDA DE RUA. . O bom condicionamento resultante e todos os neurotransmissores produzidos durante e pós corrida são os mínimos dos benefícios garantidos. . Minha satisfação em percorrer quilômetros e quilômetros vem da energia que recebo ao ver o sol nascer; da alegria que sinto ao cruzar com os amigos corredores pelas ruas; das playlists que ouço e que me impulsionam; e da certeza que tenho de ser uma mulher forte e saudável. . Mas agora é hora de focar no fortalecimento muscular, na hipertrofia e na harmonização corporal, pois em 2020 serão muitos os desafios. . Em breve estarei de volta aos longões de todos os sábados. Treinos curtos e intensos serão feitos só para garantir os 5 e 10k. Porque por aqui, a Corrida de rua não pode nunca parar!🏃🏽‍♀️💕 . @clickdacorrida @w.mfotografias 📸 . #pratiqueesporte #pratiquesaude #qualidadedevida #euvivoaeducaçãofisica #personalquetreina #personalquecorre #emagrecimento #hipertrofia #corridaderua #teoriaepratica #motivation #runner #mulheresquetreinam #longevidade #belemdopara

Uma publicação compartilhada por 𝑴𝒊𝒍𝒆𝒏𝒂 𝑹𝒐𝒃𝒆𝒓𝒕𝒂 (@milenaroberta) em 29 de Jan, 2020 às 10:19 PST

Todos os corredores inscritos estarão contribuindo para o combate à pandemia de covid-19. A cada quilometro percorrido uma quantia em dinheiro será doada à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocurz), no Rio de Janeiro, para viabilizar tratamentos e formas de prevenção à doença. As marcas obtidas pelos atletas ficarão disponíveis em tempo real no aplicativo Running Heroes, e também no site da Maratona do Rio.  A edição virtual do evento deste ano não contará com as categorias divididas por faixa etária. O ranking será geral para todos os participantes.  O kit e a medalha do atleta serão enviados aos endereços dos inscritos após a conclusão da prova.

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

LNF:Joinville abre vantagem nas oitavas com 5 a 0 sobre Santo André

Publicado

on


O Joinville goleou o Santo André/Intelli por 5 a 0 fora de casa neste domingo (24) e abriu vantagem do empate  no jogo da volta das oitavas de final da Liga Nacional de Futsal (LNF). Um apagão na metade do primeiro tempo interrompeu o jogo por 30 minutos, e mudou o roteiro da partida, que até então seguia sem gols no Estádio Adib Moisés Dib, em São Bernardo do Campo (SP). O duelo foi transmitido ao vivo pela TV Brasil

Jogando em casa, com o retorno da torcida ao estádio, o São José começou pressionado pela equipe catarinense, que desferiu três chutes perigosos, exigindo ótimas defesas do goleiro Caio. Apostando no contra-ataque, o mandante equilibrou a partida. Aos oitos minutos, Ton sofreu falta de Renatinho na entrada da área, do lado esquerdo, e Gladson se preparava para bater quando os refletores se apagaram no estádio.  Devido a uma oscilação no fornecimento de energia, o disjuntor principal desarmou. 

A partida ficou interrompida por cerca de 30 minutos, até que a iluminação fosse restabelecida. Mas tão logo retornou, o Joinville marcou dois gols seguidos, sem tempo de reação do Santo André.  Quem abriu o placar para os visitantes foi Daniel Shiraishi (Japonês), aos 14 minutos, que tirou a marcação e tabelou com Dieguinho, antes de mandar para o fundo da rede. Segundos depois, foi Dieguinho que mandou um tiro, sem chance para o goleiro Caio. O Santo André ainda buscou diminuir no final com Rossi, que soltou uma bomba de canhota, mas o goleiro Willian (seleção brasileira) espalmou para fora.

santo andré x joinville - oitavas LNF - futsal

No próximo sábado (30), às 13h15 as equipes fazem o jogo de volta das oitavas em Joinville – Juliano Schmidt/JEC Futsal/Direitos Reservados

Na segunda etapa, o Joinville massacrou o time da casa. Com dois minutos de bola rolando, no rebote de um chute de Caio, Igor Costa marcou o terceiro dos visitantes. Segundos depois, após assistência de Renatinho,  foi o próprio Caio que ampliou para o Joinville.  Aos seis minutos, Dieguinho marcou o segundo dele na partida: chutou no contrapé do goleiro Caio, sacramentando a goleada de 5 a 0 sobre o Santo André.

Classificação às quartas

De acordo com o regulamento da LNF 2021, quem conseguir duas vitórias, ou uma vitória e um empate, avança às quartas de final. No caso de dois empates ou vitórias alternadas, a definição da vaga ocorrerá após prorrogação.Serão 10 minutos suplementares, divididos em dois tempos de 5 minutos, sem intervalo, com inversão de lados. O time com melhor colocação na fase classificatória leva a vantagem do empate no período suplementar.





Continue lendo

Esportes

Duelo Náutico x Vasco pode definir destino das equipes na Série B

Publicado

on


Todos os 2610 ingressos colocados à disposição da torcida do Náutico que encara o Vasco neste domingo (24) no Estádio dos Aflitos, já foram vendidos. Só restam ingressos para os cruzmaltinos, que terão, pela primeira vez na competição, direito a 290 lugares como torcida visitante. O duelo em Recife, válido pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, terá início às 16h (horário de Brasília). A Rádio Nacional transmitirá o jogo ao vivo, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Mário Silva e reportagem de Bruno Mendes.

As duas equipes buscam chegar ao G4 para garantir o retorno à primeira divisão do futebol nacional no ano que vem. Apenas dois pontos separam a equipe carioca (46) do time pernambucano (44). O Timbu vem de três vitórias consecutivas, a última delas por 3 a 2 contra a Ponte Preta em Campinas (SP).  O Náutico não vai contar com o zagueiro Camutanga, que cumpre suspensão, mas terá o bom momento do goleiro Anderson.

“Vai ser um dos jogos mais difíceis, pelo momento da tabela e vai decidir quem continua brigando lá em cima e quem vai ficar um passo atrás”, analisou o arqueiro alvirrubro durante coletiva. 

O Vasco superou o Coritiba por 2 a 1 na última rodada e precisa vencer ao menos seis dos últimos oitos jogos para conquistar o acesso à Série A. Um dos jogadores em ascensão no Gigante da Colina é Marquinhos Gabriel.

“O que mais preocupa a gente é a nossa recomposição. Se a gente defender mal, também vai atacar mal. Precisamos estar juntos dentro de campo e buscar um equilíbrio”, defendeu o meia vascaíno.

No primeiro turno, em São Januário, Vasco e Náutico empataram em 1 a 1 e o resultado culminou com a demissão de Marcelo Cabo, o então técnico do Cruzmlatino. Lisca assumiu na sequência e depois deu lugar a Fernando Diniz, o atual treinador. Já o Timbu demitiu Hélio dos Anjos e depois o recontratou para o lugar de Marcelo Chamusca.





Continue lendo

Esportes

São José-SP vence Marechal-PR de virada em 1º jogo das oitavas da LNF

Publicado

on


O São José venceu de virada o Marechal por 3 a 2 neste sábado (23) e ficou mais perto da vaga nas quartas de final da da Liga Nacional de Futstal (LNF). Jogando em São José dos Campos (SP), com presença da torcida no Ginásio Tênis Clube, o time da casa foi para o intervalo perdendo por  2 a 0, mas conseguiu uma recuperação emocionante no segundo tempo, garantindo a vantagem do empate no jogo da volta, no Paraná, no próximo dia 29. O embate deste sábado (23) foi transmitido ao vivo pela TV Brasil. 

Os donos da casa tomaram a iniciativa do jogo no primeiro tempo, mas foi o Marechal que abriu o placar aos 9 minutos com Malcom, aproveitando a bola levantada em escanteio. Foi o sexto gol dele na competição. Após sofrer o primeiro gol, o São José se desconcentrou e três minutos depois Dickson marcou o segundo dos visitantes, após bela assistência de Índio, goleiro de linha. Nos segundos finais da primeira etapa Xuxa quase descontou para os donos da casa.

Após o intervalo, o São José entrou em quadra determinado a mudar a história do jogo. O primeiro gol dos donos da casa saiu aos seis minutos:  Wandinho mandou uma bomba e a bola ainda desviou em Alisson antes de entrar. 

O São José seguiu pressionando até que aos 11 minutos chegou ao empate com Jhonatan Bob, após dois chutes: no primeiro o goleiro Obina espalmou, mas a bola volta nos pés de Bob que acertou em cheio o fundo da rede. Jogadores do Marechal reclamaram de falta do jogador Gabriel, camisa 6 do São José,  em cima de Obina, mas o arbitragem não marcou. O gol da virada do time da casa saiu a menos de dois minutos do fim, com Alisson, com um chute direto da entrada da área, sem chance para o goleiro Obina. Foi o segundo dele na partida.

Nos segundo finais, o Marechal quase arranca o empate, mas a vitória ficou mesmo com o São José, que mantém a invencibilidade dentro do Ginásio Tênis Clube: em sete jogos, soma agora seis vitórias e um empate.

Classificação às quartas

De acordo com o regulamento da LNF 2021, quem conseguir duas vitórias, ou uma vitória e um empate, avança às quartas de final. No caso de dois empates ou vitórias alternadas, a definição da vaga ocorrerá após prorrogação.Serão 10 minutos suplementares, divididos em dois tempos de 5 minutos, sem intervalo, com inversão de lados. O time com melhor colocação na fase classificatória leva a vantagem do empate no período suplementar.





Continue lendo

Mais Vistos