conecte-se conosco

Esportes

Pandemia faz Remada Rosa ser exclusivamente no mar, este ano

Publicado

on

O evento Remada Rosa este ano será exclusivamente no mar, devido à pandemia do novo coronavírus. O movimento anual de conscientização da prevenção ao câncer de mama será no próximo domingo (18), às 9h, no Clube Central, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro.

No ano passado, o evento reuniu 800 pessoas na Praia de Icaraí. O Remada Rosa é liderado pela brasileira Claudia Vidal, campeã sul americana de canoa havaiana, e realizado pelo Movimento Viver (Mover), em parceria com o Instituto Carlos Augusto Bitencourt (Incab). Em outubro do ano passado, o evento conseguiu fazer a maior roda de remadores no mundo, informou a campeã sul americana. “Este ano, eu quero fazer a mesma roda, só que de canoas no mar. Ninguém vai poder dar as mãos”.

Movimento Remada Rosa
Movimento Remada Rosa

Movimento Remada Rosa – Divulgação/Remada Rosa

Claudia ressaltou à Agência Brasil que em 2020 não haverá ações na areia e os participantes farão tudo no mar. O movimento prevê que irá reunir em torno de 350 pessoas, entre remadores, nadadores, praticantes de canoa havaiana, caiaques “e a galera do SUP (stand up paddle, esporte que consiste na remada em pé em cima da prancha de surfe)”, disse Claudia. “A gente vai ficar no mar. Ninguém vai descer para a areia”, afirmou.

Doações

Em 2019, graças à parceria com algumas empresas, foram feitas mamografias e aferições de pressão, realizados exercícios físicos na areia, atraindo muitas pessoas que passavam pelo calçadão e que se aproximaram para participar das ações e, inclusive, tomar café da manhã, disse Claudia Vidal. “Acabou agregando muitas pessoas”. O evento é feito há seis anos.

Para arrecadar fundos, são vendidas camisetas do evento. Os recursos arrecadados são usados na compra de sutiãs e meias de compressão para serem doados a mulheres que se submetem à cirurgia de câncer de mama e não têm condição de adquirir esses artigos. 

Esteticista, Claudia começou a promover a Remada Rosa após perder uma amiga para o câncer de mama. Primeiro, foi organizada uma caminhada. Entretanto, como atleta do mar, Claudia Vidal acabou por idealizar a Remada Rosa, puxando a iniciativa para o oceano. “Estou cumprindo a minha parte, me doando um pouquinho. Todo mundo pela corrente do bem”.

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Com dois de Romero, Paraguai estreia na Copa América com vitória

Publicado

on


O Paraguai derrotou a Bolívia por 3 a 1 de virada, na noite desta segunda-feira (14) no estádio Olímpico de Goiânia, em sua estreia na Copa América. O destaque da partida foi o atacante Angel Romero, que marcou dois gols.

Com o triunfo, a equipe paraguaia assumiu a liderança do Grupo A da competição, com três pontos. Já os bolivianos ficam na lanterna da chave, sem ponto algum. A Argentina é a vice-líder, com um ponto após empatar em 1 a 1 nesta segunda com o Chile.

Triunfo de virada

A Bolívia conseguiu abrir o placar cedo, logo aos 9 minutos com o meio-campo Saavedra em cobrança de pênalti. Mas, a partir daí, a equipe comandada pelo técnico Eduardo Berizzo assumiu os controles das ações, criando uma oportunidade após a outra.

Um pouco antes do intervalo, a Bolívia ficou em desvantagem numérica quando o atacante Cullear foi expulso após receber o segundo cartão amarelo por cometer falta em Piris da Motta.

Melhor na partida, e com vantagem numérica, o Paraguai finalmente conseguiu transformar o domínio em gols na etapa final. Aos 16 minutos Romero Gamarra aproveita sobra de bola para chutar de primeira e empatar.

A virada vem três minutos depois, quando Angel Romero aproveita sobra de bola para desempatar sem dificuldades. Aos 35 minutos o ex-jogador do Corinthians marca novamente, desta vez em chute cruzado após receber de Ávalos.

Na próxima rodada, o Paraguai folga, enquanto a Bolívia enfrenta o Chile, na próxima sexta-feira (18) a partir das 18h (horário de Brasília) na Arena Pantanal.





Continue lendo

Esportes

seleção chega ao Rio para jogo contra Peru

Publicado

on


A seleção brasileira chegou ao Rio e Janeiro no final da tarde desta segunda-feira (14) para se preparar para o jogo contra o Peru, válido pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. A equipe comandada pelo técnico Tite ficará concentrada na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Antes de seguir para o Rio de Janeiro, os jogadores que não foram titulares na vitória de 3 a 0 sobre a Venezuela, no último domino (13) em Brasília pela estreia na competição continental, treinaram no estádio Defelê.

Já os titulares no triunfo sobre os venezuelanos fizeram um trabalho de recuperação física. A expectativa é que o grupo inteiro participe das atividades da próxima terça-feira.

O Brasil volta a campo na próxima quinta-feira (17), quando mede forças com a seleção do Peru no estádio Nilton Santos, a partir das 21h (horário de Brasília). A seleção brasileira lidera o Grupo B da competição com três pontos, já os peruanos (que ainda não estrearam na Copa América) aparecem na terceira posição, sem ponto algum.

Agência Brasil

Link





Continue lendo

Esportes

Em grande fase nos tatames, Rodrigo Francioni mira cinturão do Fight To Win

Publicado

on


Faixa-preta da Fight Sports garante: “Se me ligarem amanhã, vou estar pronto”

Faixa-preta de Roberto Cyborg, Rodrigo Francioni vem somando inúmeras medalhas no circuito norte-americano de Jiu-Jitsu. Aos 27 anos, o atleta da Fight Sports disputou no último mês de maio a edição de 2021 do Pan No Gi. O resultado não foi o que o lutador esperava, porém, Rodrigo espera aprender com os erros para voltar ainda mais forte nas próximas competições:

— Acredito que estava bem, sem lesão, a cabeça estava boa, estava motivado, mas em algumas lutas realmente a gente fica travado pelo antijogo. Faltou um pouco de agressividade da minha parte, mas serve de aprendizado, com certeza não vou deixar esse erro acontecer novamente — declarou Rodrigo Francioni.

Bronze no Sul-Americano No Gi disputado no Brasil, Rodrigo acumula dentre alguns dos principais títulos o Sul-Brasileiro por 4 vezes, além do Sul-Americano e do Pan-Americano No Gi, dentre outras medalhas, e vitórias em superlutas.

Natural da cidade de Criciúma, Santa Catarina, Rodrigo tem como companheiros de treino algumas estrelas do Jiu-Jitsu e MMA, mundial como Gilbert Burns, Vagner Rocha e Roberto Cyborg, líder da Fight Sports, equipe apontada pelo faixa-preta como uma das melhores do mundo:

— Com certeza absoluta acho que a Fight Sports está no Top 3 do mundo, principalmente sem kimono. O Cyborg junto com vários outros atletas estão fazendo um trabalho excepcional, o Micael Galvão chegou aqui com a gente agora, além de outros grandes nomes do MMA e a galera do Jiu-Jitsu que se for citar, com certeza vou esquecer de alguém. O que posso dizer sem dúvida alguma é que a Fight Sports é hoje uma das maiores equipes de Jiu-Jitsu do mundo.

Além dos torneios que disputa na IBJJF, principal confederação de Jiu-Jitsu do planeta, Rodrigo ainda é constantemente chamado para lutar no Fight To Win, um dos maiores eventos de grappling dos Estados Unidos. De olho no cinturão do evento, Rodrigo prega cautela, porém não esconde o desejo de lutar pelo título da organização:

— Sem sombra de dúvida, já estou 4-0 no evento, duas de kimono e 2 sem kimono. Creio que ainda preciso enfrentar alguns atletas que estão na minha frente, na lista de espera pelo cinturão, mas se me ligarem amanhã e disserem que vou lutar, vou estar pronto — finalizou o faixa-preta que representa a Tatami Fight Wear.

Embalado na organização, a vitória mais recente de Rodrigo Francioni no F2W aconteceu sobre Matthew Ferraiolo em uma das últimas edições do Fight To Win.



Continue lendo

Mais Vistos