conecte-se conosco

Esportes

Governo lança programa para mapear genoma de 100 mil brasileiros

Publicado

on

O governo federal lançou nesta quarta-feira (14), no Palácio do Planalto, o Programa Nacional de Genômica e Saúde de Precisão, batizado de Genomas Brasil. A cerimônia contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro; do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello; além de diversas outras autoridades. O principal objetivo do programa é a criação de um banco de dados nacional com 100 mil genomas completos de brasileiros, nos próximos anos. 

O projeto sequenciará genes de portadores de doenças raras, cardíacas, câncer e infectocontagiosas, como a covid-19. A escolha das doenças levou em conta a quantidade de casos no país e o alto custo que geram ao Sistema Único de Saúde (SUS), segundo informou o Ministério da Saúde.

“Com o conhecimento do DNA de nossa população, poderemos entender a relação entre o código genético e as doenças. Poderemos, inclusive, desenvolver um tratamento específico para uma única pessoa ou para um grupo de indivíduos que possuam a mesma informação genética”, explicou Hélio Angotti Neto, secretário de ciência, tecnologia, inovação e insumos estratégicos em saúde da pasta.

Por ser constituído por uma população altamente miscigenada, com traços genéticos de diferentes etnias, como africanos, ameríndios, europeus e asiáticos, o mapeamento do genoma dos brasileiros pode dar um impulso no conhecimento genético em escala global. Os avanços na ciência genômica foram feitos com base no código genético de populações caucasianas, principalmente europeus e seus descendentes diretos, que representam cerca de 80% de toda a informação disponível no mundo sobre o genoma humano.

“Para que isso seja possível, vamos criar aquilo que será um dos maiores bancos de dados de genomas do planeta, trazendo a diversidade que falta para os bancos que já existem”, acrescentou o secretário.

Para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o Brasil está atrasado na corrida internacional pelo sequenciamento do genoma humano e o programa deverá estruturar a posição no Brasil no setor. “Precisamos correr atrás do prejuízo. Estamos efetivamente focados em buscar o mapeamento do DNA de 100 mil brasileiros em quatro anos. Isso vai nos dar capacidade de medicina de precisão. Pra deixar claro, nós precisamos dar o remédio certo, na dose certa, para aquela pessoa em que o remédio vai fazer efeito. Se não, nós não vamos estar fazendo a saúde que brasileiro merece em 2020 e 2021”. 

“Agora, [o Ministério da Saúde] dá um grande passo para nós entrarmos na elite a questão do tratamento de doenças no Brasil, através desse projeto Genomas Brasil”, celebrou o presidente Jair Bolsonaro, durante a cerimônia. 

Como vai funcionar

De acordo com o Ministério da Saúde, o Genomas Brasil vai trabalhar em três frentes para criar um cenário que permita implementar a saúde de precisão no SUS. A primeira fase visa fortalecer as áreas de ciência e tecnologia no Brasil, apoiando financeiramente a execução de pesquisas e formação de pesquisadores altamente qualificados. Para isso, a pasta firmou acordo com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) este ano em que disponibilizou mais de R$ 71 milhões do seu orçamento para viabilizar ações de fomento à pesquisa e à capacitação de pesquisadores.  

A segunda etapa visa estabelecer um projeto piloto de pesquisa para avaliar a viabilidade de implementação de serviço de genômica e saúde de precisão no SUS, além de qualificar os profissionais da rede pública para a medicina personalizada e de precisão. Os participantes da pesquisa que terão seus genomas sequenciados serão recrutados diretamente pelos serviços da rede pública que cuidam dos pacientes com doenças raras, cardiovasculares, oncológicas e infectocontagiosas do SUS. Esse projeto é inspirado no 100.000 Genomas do Reino Unido, iniciado em 2012.

A terceira fase consiste em fortalecer e estimular a indústria brasileira de genômica e saúde de precisão. O Genomas Brasil prevê a criação de um programa de pré-aceleração de startups, com o objetivo de estimular ideias inovadoras para a indústria nacional. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) abrirá também uma chamada pública no valor aproximado de R$ 50 milhões para o sequenciamento genético da população brasileira, o apoio na estruturação do modelo de participação da iniciativa privada no financiamento e na pesquisa de saúde de precisão e o fomento a startups na área de genômica via Programa BNDES Garagem.

source

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Brasil enfrenta Colômbia pela Copa América

Publicado

on


A seleção brasileira de futebol volta a campo na noite desta quarta-feira (23) para enfrentar a Colômbia pela 4ª rodada do grupo B da Copa América 2021. O duelo das 21h desta noite no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, colocará frente a frente o Brasil, líder da chave com seis pontos e 100% de aproveitamento, e a Colômbia, vice-líder com quatro pontos.

Mesmo com time  já classificado às quartas de final, o técnico Tite vai mandar a campo uma equipe em busca da vitória para garantir a liderança da chave. Os últimos trabalhos da seleção na Granja Comary, em Teresópolis, não teve a presença da imprensa e nem a escalação para o jogo foi confirmada. Mas é  provável que a seleção entre em campo com  Weverton, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Douglas Luiz e Everton Ribeiro; Richarlison, Neymar e Gabriel Jesus.

Do lado da Colômbia, o time pode se classificar mesmo perdendo o jogo. Para que isso aconteça basta que o Equador não ganhe do Peru, em partida que começa às 18h desta quarta. Na campanha pela Copa América, a Colômbia tem uma vitória (1×0 sobre o Equador), um empate (0x0 contra a Venezuela), e uma derrota (2×1 para o Peru). A seleção da Colômbia tevera ter Ospina, Medina, Mina, Davinson Sánchez e Tesillo; Cuéllar, Uribe e Barrios; Cuadrado, Luis Díaz e Borja.  

Com o técnico Tite comandando a equipe nacional, as duas seleções já se enfrentaram em quatros oportunidades. Foram duas vitórias brasileiras e dois empates. No último duelo, ocorreu um empate por 2 a 2, em setembro de 2019, em Miami (EUA). No retrospecto geral, são 31 jogos. O Brasil tem 18 vitórias, dez empates e apenas três derrotas.





Continue lendo

Esportes

Goiás vence o Avaí dentro de casa e sobe na tabela

Publicado

on


Na noite desta terça-feira (22), o Goiás goleou o Avaí por 3 a 0 no estádio da Serrinha, em Goiânia, com gols de Apodi, Bruno Mezenga e Caio. A partida foi válida pela 6ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com esse resultado, o time da casa pulou à vice-liderança provisória da Série B com 11 pontos. O Avaí ocupa apenas a 18ª posição com quatro pontos.

O primeiro gol da noite saiu aos 34 minutos com o lateral Apodi. Ele aproveitou a bola que sobrou dentro da área, matou no peito e chutou forte para abrir o placar. Logo depois, aos 38 minutos, o atacante Bruno Mezenga recebeu um passe de Breno e mandou para o fundo da rede para fazer o segundo do Esmeraldino. O terceiro gol nasceu aos 16 minutos da etapa final. O volante Caio Vinícius se antecipou ao goleiro Glédson depois da cobrança de escanteio e mandou para o fundo do gol de cabeça para fechar o placar.

Os próximos jogos das duas equipes serão na sexta-feira (25). O Avaí, dentro de casa, pegará o CRB. O Goiás terá pela frente o clássico estadual contra o Vila Nova fora de casa.  

Ponte Preta só empata e segue na lanterna

Ainda nesta noite desta, Ponte Preta e Operário ficaram no 0 a 0 no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A partida foi válida pela 6ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com esse resultado, o time paulista segue na lanterna da competição com apenas dois pontos em seis jogos. O Fantasma, que chegou no jogo na vice-liderança, perdeu uma posição. Agora o time tem 11 pontos e está na 3ª posição. O próximo jogo da Macaca de Campinas vai ser na sexta-feira (25), em Pelotas, contra o Brasil. O Operário, no mesmo dia, vai receber o Confiança no estádio Germano Kruger.

Juliano Justo – Repórter da TV Brasil

Link



Continue lendo

Esportes

Confiança dá fim a jejum e deixa Vila Nova próximo ao Z4 da Série B

Publicado

on


Depois de quatro jogos sem vencer, o Confiança se reabilitou na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (22), o Dragão superou o Vila Nova por 1 a 0 no Batistão, em Aracaju, na abertura da sexta rodada da competição.

O clube proletário foi a sete pontos, deixando a zona de rebaixamento e subindo provisoriamente para o 11º lugar, podendo mudar de posição no desenrolar da semana. O Tigrão perdeu pela terceira vez consecutiva e segue com cinco pontos, caindo para 16º. Se Avaí ou Cruzeiro pontuarem, os goianos terminam a rodada no Z4.

O gol da vitória sergipana saiu aos 26 minutos do primeiro tempo. O meia Daniel Penha cruzou pela direita e o volante Serginho, na pequena área, desviou para as redes.

Os compromissos de ambos pela sétima rodada da Série B serão nesta sexta-feira (25), às 21h30 (horário de Brasília). O Confiança visita o Operário no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR). O Vila Nova tem o clássico contra o Goiás no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.

Em outro duelo da tarde desta terça pela segunda divisão, Brusque e Sampaio Corrêa não saíram do zero no estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC). Os times ocupam temporariamente um lugar no G4, mas podem cair posições na sequência da sexta rodada. O Quadricolor é o terceiro, com dez pontos, seguido pela Bolívia Querida, que aparece em quarto, com nove pontos.

Os dois clubes duelam com rivais cariocas na sétima rodada. No sábado (26), o Sampaio recebe o Botafogo no Castelão, em São Luís, às 16h30. No domingo, às 21h, tem Vasco e Brusque em São Januário, no Rio de Janeiro.

Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional

Link



Continue lendo

Mais Vistos