conecte-se conosco

Tecnologia

O engajamento geral do Instagram aumentou e o do Facebook diminuiu na pandemia, aponta pesquisa da mLabs

Publicado

on


Os dados apresentados pela maior plataforma de gerenciamento de mídias sociais do Brasil também revelam que o setor de Finanças foi o que teve melhor performance no Instagram no final do ano passado

Desde o início da pandemia e o consequente movimento de aceleração da transformação digital, com a entrada de novos negócios nas mídias sociais, o Instagram tem se tornado cada vez mais o centro das ações. O canal continua com Taxas de Engajamentos superiores às do Facebook, sendo a média dessa rede cerca de quatro vezes maior. Esse é um dos principais resultados da pesquisa Engajamento Facebook e Instagram 2021, realizada pela mLabs, a maior plataforma de gerenciamento de mídias sociais do Brasil. Essa é a primeira pesquisa no mercado brasileiro que traz o engajamento real e não o público, ao mostrar a Taxa de Engajamento por meio do alcance e impressões dos posts, e não pelo número de seguidores.

“Isso traz um resultado mais fidedigno, pois outras pesquisas não têm acesso às informações de alcance e impressões como a mLabs tem, com um tamanho da base de dados que temos. Na metodologia, dentre outros pontos, avaliamos mais de 700 milhões de posts publicados pela mLabs”, explicou Rafael Kiso, fundador e CMO da mLabs. “Com isso, buscamos trazer percepções gerais que servem como um parâmetro para aqueles que estão dando os primeiros passos ou buscam aprimorar sua estratégia no Facebook e no Instagram”, completou.

De acordo com a pesquisa, o Feed do Instagram apresentou uma Taxa de Engajamento de 9,30% no último trimestre de 2020, 7,29% maior do que no primeiro trimestre do mesmo ano. Em contrapartida, o Facebook apresentou uma queda de 7,69%, quando comparado o último trimestre de 2020 ao primeiro. Para a análise de engajamento, são considerados curtidas, compartilhamentos, comentários, cliques, reactions (Facebook) e interações nos recursos do Instagram Stories.  Os dados revelaram também que, no período analisado, o Feed do Instagram engajou mais do que o formato Stories. A média da Taxa de Engajamento do Feed foi 36% maior, o que reforça a importância de empresas, profissionais da área e agências trabalharem os dois formatos na estratégia de forma integrada e complementar.

Outro dado a ser observado é que, na maioria dos setores, os perfis menores, isto é, o de até 10 mil seguidores, engajaram mais. No Instagram, eles obtiveram um crescimento médio de 10,79% na Taxa de Engajamento no último trimestre de 2020; já no Facebook, o incremento foi de 2,59%.

“Na pesquisa da mLabs, apesar da maioria dos perfis menores terem taxas de engajamento maiores, isso não foi absoluto para todas as categorias. Além disso, as taxas não são tão distantes entre as faixas. Isso eleva a importância de que o conteúdo em si é que manda nessa relação de taxa de engajamento e todo o resto são variáveis periféricas. E dentro dos perfis menores, um fato a ser destacado é que eles geralmente têm taxas de engajamento maiores em função do Dunbar’s number, muitos dos seguidores são mais próximos do perfil ou do negócio, são elos mais fortes que acabam engajando mais em mais posts”, explicou Rafael Kiso. “Outro fato é que, conforme a pandemia avança, mais negócios entram nas redes sociais, fazendo sua digitalização. Quanto mais negócios, mais posts dentro de uma mesma rede. Portanto, maior a concorrência pela atenção. Isso diminui o alcance médio geral dos posts, mas não necessariamente o engajamento. Tudo isso fica evidente ao ver que o engajamento geral do último trimestre de 2020 foi maior que o do primeiro. Mais uma prova de que o conteúdo em si é que pesa mais. Para isso, as empresas estão aprendendo a fazer melhor seus conteúdos, visto que,  ao longo de 2020, muitos procuraram se educar sobre o assunto. Inclusive, de acordo com o Google Trends, tivemos em abril e maio de 2020 um pico de buscas por conhecimento de marketing digital e uma proliferação de lives ensinando isso”, declarou o fundador da mLabs.

Finanças, o setor com maior engajamento no Instagram 

A crise e todas as demais variáveis provocadas pela pandemia fizeram com que as pessoas se interessassem e interagissem mais com marcas do setor financeiro. Essa afirmação pode ser confirmada pelo resultado da pesquisa da mLabs, que mostrou que no Instagram, o setor de Finanças foi o que apresentou a melhor performance no final do ano passado em comparação ao primeiro trimestre de 2020, com crescimento de 35,97% na Taxa de Engajamento.

Outros setores que também tiveram incremento na Taxa de Engajamento no Instagram foram Saúde/Higiene e Celebridade/Figura Pública, com crescimento de 31,84% e 20,94%, respectivamente. As últimas posições são ocupadas pelos segmentos de Esporte, Automotivo / Alimentos e Eletrônicos. Esses setores foram os que pior performaram na comparação entre o último e o primeiro trimestre do ano passado no canal, apresentando queda de 14,70%, 10,79% e 10,21% respectivamente.

Bebidas, o setor com maior engajamento no Facebook

Já no Facebook, quem apresentou melhor performance foi o segmento de Bebidas, que teve um crescimento de 86,73% na Taxa de Engajamento no final do ano de 2020 em comparação com o primeiro trimestre do mesmo ano. Outros que tiveram boa performance no canal foram os de Celebridades/Figura Pública e Esportes, com crescimento de 11,37% e 0,61%, respectivamente.

As últimas colocações no ranking de engajamentos no Facebook são ocupadas por Eletrônicos, Moda / Luxo / Beleza e Alimentos. Esses segmentos foram os que pior performaram na comparação entre o último e o primeiro trimestre de 2020 no canal, apresentando queda de 42,31%, 41,44% e 41,31% respectivamente.

Para a realização da pesquisa, que teve como objetivo contribuir para o entendimento do comportamento dessas mídias pelos profissionais da área e pela comunidade empreendedora,  foram coletados dados de perfis comerciais, que possuem até 500 mil seguidores, entre janeiro e dezembro de 2020, e também analisadas mais de 720 milhões de publicações agendadas pela mLabs.

A pesquisa completa está disponível no site da plataforma, por meio do link http://bit.ly/relatorioengajamento2021



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Adobe lança integração entre Magento e Adobe Sign

Publicado

on


Clientes Magento poderão integrar assinaturas de contratos digitais em lojas com a solução Adobe Sign

A Adobe adicionou uma nova solução que otimiza a experiência digital de empresas e seus clientes: a integração entre Adobe Sign e Magento Commerce. A parceria capacita lojas online feitas com Magento a terem funcionalidade de assinatura eletrônica de contratos com o apoio da Adobe Sign, ampliando a força da plataforma de e-commerce para melhor atender as altas expectativas digitais de seus parceiros.

A general manager da Magento para América Latina, Stella Guillaumon, explica que a integração facilita o fluxo de trabalho interno de aprovação e assinatura nos principais processos do dia a dia do comércio eletrônico. “Para clientes que atuam no B2B essa integração traz uma grande vantagem, já que o volume de documentos que precisam de assinaturas é alto. Essa funcionalidade digitaliza mais uma etapa, acelerando o processo de venda”, esclarece.

A executiva detalha que a extensão do Adobe Sign permite que um cliente adicione uma etapa durante o processo de checkout na loja eletrônica para assinatura do contrato. “Sendo mais específica, as empresas que operam com a Magento podem configurar uma página personalizada do Adobe Sign no fluxo de compra para inserir a aprovação e a assinatura de documentos na aquisição de produtos ou serviços”, informa.

Vantagens da Adobe Sign 

Para Rodrigo Domingueti, executivo de contas sênior da Adobe, alguns dos melhores benefícios da integração é a simplificação da jornada do consumidor da loja de ponta a ponta. “A experiência de compra pode ser totalmente digitalizada, com a inclusão da assinatura eletrônica de documentos de forma simples e segura para transações ininterruptas e sem atrito”, completa.

Domingueti reforça que para a empresa que utilizar a funcionalidade o resultado alcançado é um ROI maior, além da otimização do trabalho do funcionário conectado, que terá uma redução do fluxo de trabalho na aprovação e obtenção de assinaturas, aumentando a eficiência e gerando uma experiência digital melhor.

O executivo exemplifica também alguns tipos de documentos comuns em e-commerces que podem receber assinatura eletrônica: contratos de compra e consentimento de termos e condições, além de contratos de garantia e serviço. “O Adobe Sign se consolida como parte essencial dos nossos projetos com grandes marcas para transformação de processos, melhorando a produtividade e segurança, além claro da economia sustentável associada à redução do uso de papel”, explica. “As novas integrações aqui citadas são um passo importante para experiência dos nossos clientes sem sair do ecossistema de tecnologia da Adobe”, conclui.

Experiência do usuário

Por fim, Guillaumon destaca que a experiência do usuário é um dos pontos mais importantes em um comércio eletrônico. Nesse sentido, o objetivo é continuar investindo em soluções e tecnologias que tornem a experiência digital do cliente nas lojas eletrônicas Magento mais prática e fluída. “Esse é mais um passo na integração das tecnologias Adobe para os clientes conseguirem usar os serviços de ponta a ponta no negócio.”

A plataforma de orquestração de marketing Marketo, recentemente adquirida pela Adobe, também passará a ter integração com o Adobe Sign a partir deste mês. O objetivo é mostrar que a Adobe junto a Magento e Marketo são as melhores soluções de marketing para grandes empresas.



Continue lendo

Tecnologia

Brasileiros transformam tempo em frente às telas em dinheiro e conhecimento

Publicado

on


Cada vez é mais possível aproveitar o conteúdo online para avanços desde a fluência do inglês das crianças a até aprender a operar como trader na bolsa

Se antes da pandemia já era difícil se manter longe das telas e tirar as crianças do entretenimento eletrônico, com o isolamento social ficou ainda pior. Afinal, como concorrer contra um mundo inteiro de possibilidades digitais ao alcance dos olhos e na ponta dos dedos? Por conta das facilidades, tanto adultos quanto crianças estão consumindo cada vez mais conteúdo online. Para se ter uma ideia, segundo a pesquisa da Magnite, “CTV na América Latina: O Futuro Adiante”, realizada entre 8 e 21 de janeiro de 2021, com mais de 4 mil respondentes, distribuídos entre Brasil, México e Argentina, 91% dos brasileiros usam streaming semanalmente (91%).

Mas, há também uma outra tendência: a otimização do tempo. A busca não é mais só por entretenimento, mas por programações que unam o útil ao agradável. Já que não é possível evitar os smartphones, tablets, notebooks etc, um número cada vez maior de pessoas começa a encontrar formas de tornar produtivo o tempo que passam em frente às telas.

Neste sentido, uma das alternativas que tem alcançado maior sucesso é o ensino de inglês para crianças.  Foi a escolha da servidora pública Rachel Dreher.  Mais de um ano em isolamento social e cansada de ver o filho de 8 anos, Eduardo Simoens perder horas e horas envolvido com conteúdos aleatórios, ela resolveu aproveitar melhor o tempo de seu filho frente à tela, ao descobrir a plataforma de streaming Fluenflix, que criou uma metodologia baseada em jogos, filmes infantis, desenhos e atividades criativas para o ensino do inglês.

Eduardo então pode conciliar o prazer de assistir trechos de entretenimentos como “Os incríveis”, “Toy Story”, “Peppa Pig”, “Sintel e seu Dragão”, com a possibilidade de participar de jogos e atividades criativas desenvolvidas para impulsionar o aprendizado de inglês. Isto sem contar com as aventuras do personagem  Super Gringo, criado pela própria Fluenflix para interagir com os estudantes.

“ É gratificante saber que ele pode aproveitar todo este tempo aprendendo outra língua e se divertindo ao mesmo tempo”, diz Rachel, ao lembrar que, o aprendizado de inglês desde cedo é fundamental para a formação das crianças hoje. “A escola do Eduardo tem um bom ensino, mas fluência mesmo se aprende na prática. Ao assistir pequenos trechos em inglês, ele se acostuma com a língua. Volta e meia vem me falar de uma palavra nova ou expressão que aprendeu nos desenhos”, conta.

O americano Kevin Porter, criador e um dos sócios da Fluenflix, afirma que as dinâmicas da plataforma foram desenvolvidas para aprimorar as habilidades de escuta e compreensão, além de acrescentar novas palavras ao vocabulário e melhorar a pronúncia. São trechos, de no máximo cinco minutos, destes e de outros filmes ou episódios de séries, com legendas. Após assistir, o aluno tem a oportunidade de participar de quizzes e outras ferramentas de gameficação que demonstram o nível de aprendizado adquirido em cada exercício.

“O diferencial da Fluenflix é fazer com que o aluno aprenda através da diversão, em vez de forçá-lo a fazer mais estudos maçantes e pouco interessantes”, diz Porter, que aprendeu a falar português em uma experiência similar, assistindo novelas e tornou-se um dos professores de inglês para brasileiros de maior sucesso no Youtube, com 450 mil inscritos.

Já para os adultos, uma das opções tem sido um mergulho no mundo dos investimentos.

É o que mostra o desempenho da Top Gain, considerada a primeira TV especializada no mercado financeiro.  O CEO e fundador da iniciativa, Alison Correia comemora a superação da marca de 20 mil visualizações diárias nos últimos meses.

A estratégia da Top Gain é popularizar o mundo dos investimentos substituindo a forma com a qual o assunto é tradicionalmente tratado. Em seu canal no YouTube a programação substitui os gráficos explicados por pessoas de terno e gravata utilizando expressões compreensíveis apenas por quem é do ramo, por uma linguagem mais informal traduzida para o conhecimento comum ao ponto de transformar o assunto em puro entretenimento como o que as pessoas estão acostumadas a assistir pela TV.

“Eu sempre acreditei que investir em bolsa era algo para grandes investidores e que estava distante da minha realidade. Quando descobri o canal e passei a acompanhar, percebi que a bolsa é mais democrática do que parece”, diz o profissional liberal, Luciano Toledo.

Com uma equipe composta por dez especialistas, a Top Gain aborda todos os assuntos, desde os mais complexos e sofisticados do chamado daytrade (curto prazo) até as carteiras de investimento (longo prazo). A programação fica disponível gratuitamente no canal da startup no YouTube entre 8h30 e 18h30. Com a inauguração de um novo estúdio, o planejamento é oferecer em breve programas noturnos como talk shows e outros formatos de entrevistas.



Continue lendo

Tecnologia

TeamViewer anuncia parceria com Malwarebytes

Publicado

on


Baseado em comportamento, módulo de proteção e reparação de endpoint em tempo real da líder em proteção cibernética será embedado no TeamViewer Remote Management

TeamViewer, provedora líder global de soluções seguras de conectividade remota e tecnologias de digitalização de ambientes de trabalho, anuncia parceria estratégica com a Malwarebytes, líder mundial em proteção cibernética em tempo real para empresas e usuários finais. Como resultado da parceria, as soluções de renome global da Malwarebytes para proteção avançada de terminais, detecção e resposta de endpoints (EDR) serão incorporadas ao TeamViewer Remote Management. O objetivo é oferecer aos clientes TeamViewer resiliência cibernética de vanguarda e capacidade de defesa contra ameaças. A integração da Malwarebytes complementará a plataforma de gerenciamento remoto da TeamViewer para, de forma centralizada, gerenciar, monitorar, rastrear, corrigir e proteger pontos terminais de qualquer tipo.

“O cenário das ameaças cibernéticas está evoluindo rapidamente e as ofertas baseadas em legacy-signature não são mais suficientes para defender-se da onipresença dos ciberataques”, afirma Frank Ziarno, Diretor de Gerenciamento de Produtos da TeamViewer. “Com os produtos machine-learning de detecção de anomalias da Malwarebytes para proteção, prevenção e remediação, poderemos oferecer  aos nossos clientes uma tecnologia de classe empresarial para garantir a melhor proteção cibernética possível em qualquer ambiente.”

Para Mark Strassman, Diretor de Produtos da Malwarebytes, soluções de acesso e controle remoto são críticas para o gerenciamento de forças de trabalho dispersas em escala –  e hoje em dia mais que nunca, particularmente quando se trata de cibersegurança. “Estamos muito entusiasmados com essa parceria estratégica que proporcionará aos clientes TeamViewer Remote Management uma ciberproteção altamente eficaz e intuitiva com as soluções mais modernas e flexíveis do mercado.”

Os produtos da Malwarebytes gerenciados via nuvem potencializam a Inteligência Artificial a fim de proteger endpoints em tempo real contra malwares conhecidos e desconhecidos, incluindo falhas “Dia Zero” – os famosos ataques virtuais que ocorrem no mesmo dia em que um ponto fraco de algum software é descoberto e que são explorados antes que o fornecedor disponibilize uma correção.

Ao contrário da detecção baseada em métodos obsoletos e da contenção de infecções, a detecção de anomalias da Malwarebytes está um passo à frente dos softwares maliciosos, analisando continuamente a atividade dos terminais para identificar proativamente e mitigar agressivamente novas formas de ameaças cibernéticas.

Com os crescentes ramsomwares que rapidamente se espalham nas redes levando a perdas potencialmente severas de controle e dados, os recursos Malwarebytes, como isolamento instantâneo do endpoint e tecnologia rollback do Windows, são indubitavelmente componentes essenciais de soluções full service de EDR (Endpoint Detection & Response) para qualquer infraestrutura de dados críticos. Os produtos Malwarebytes também fornecem uma defesa robusta contra ataques de força-bruta que visam conexões Remote Desktop Protocol (RDP), bem como proteção web para usuários de softwares maliciosos e outras ameaças cibernéticas durante a navegação na internet.



Continue lendo

Mais Vistos