conecte-se conosco

Bahia

Prêmio de R$ 1 milhão da Nota Premiada mexe com a imaginação dos participantes nas redes sociais

Publicado

on


O que você faria caso se tornasse milionário da noite para o dia? Nas redes sociais da Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), os participantes da Nota Premiada Bahia foram convidados a responder como utilizariam o prêmio de R$ 1 milhão que a campanha de cidadania fiscal do governo baiano vai sortear no próximo dia 30 de junho, contemplando um único ganhador. Até o momento, foram 249 comentários com os mais variados desejos: comprar a casa própria, pagar as dívidas, ajudar a família, ser solidário, dar comida a quem tem fome, abrir um negócio, investir, custear os estudos.

As melhores respostas vão virar cards disponíveis nas redes sociais da Sefaz-Ba: @notapremiadabahia e @sefazbahia no Instagram, @sefaz.govba no Facebook e @sefazba no Twitter. Entre as mensagens que chamaram a atenção da equipe da Nota Premiada, estão os versinhos rimados que o seguidor @robertolopez_80 escreveu para tentar atrair a boa sorte: “1 milhão do meu coração, se eu te ganho não largo mais não, vou comprar casa, carro e ajudar meu povão”, escreveu.

“Faria muitas coisas, e uma delas seria comprar uma casa linda para minha mãe”, afirmou a seguidora @meirebrito10. “Pagaria as dívidas e reformaria minha casa”, respondeu @barbara_cerqueira1974. A solidariedade também está entre os planos dos possíveis ganhadores. “Como dinheiro não compra sentimentos como amor, paz, saúde e fé, com 1 milhão de reais tentarei ajudar algumas pessoas a terem momentos felizes por um instante, ajudando como pudesse”, respondeu @madaa_25. “Eu passaria um dia na rua distribuindo cesta básica, pois a fome bateu em muitas portas e precisamos ser solidários, independente de ganhar, mas eu não pensaria em outra coisa caso ganhasse! Bora torcer”, disse @karlamaiza.

Outro grupo de mensagens traz o pessoal que pretende aplicar no mercado financeiro. “Investiria meu 1 milhão e em pouco tempo teria o dobro deste valor”, respondeu o seguidor @caio.farias. Já o seguidor @gian_giostri faria “um investimento financeiro, (renda fixa, ações e FIIs, ouro e cripto)”. “Vou fazer minha especialização”, comentou a seguidora @roosi.limaa.

Participação

Para concorrer no sorteio do milhão da Nota Premiada Bahia, basta estar cadastrado no site www.notapremiadabahia.ba.gov.br e ter realizado compras com o CPF na nota fiscal entre março de 2019 e 31 de maio deste ano. Quem ainda não se inscreveu pode se cadastrar e incluir o CPF na nota até o final deste mês para participar do sorteio do milhão e também dos sorteios regulares mensais, que distribuem um prêmio de R$ 100 mil e 90 prêmios de R$ 10 mil. No mês de junho, o sorteio regular será no dia 17.

O participante, no ato do cadastro, escolhe até duas instituições filantrópicas que integram o programa Sua Nota é um Show de Solidariedade para compartilhar as suas notas eletrônicas. Uma instituição deve ser da área social, e outra da área de saúde.

A Nota Premiada conta atualmente com mais de 597,2 mil participantes inscritos no site. Desde fevereiro de 2018, os sorteios da campanha já premiaram ao todo 1.496 pessoas, das quais 956 moram na capital, 539 no interior e uma fora do estado. A cada quatro meses, as notas compartilhadas transformam-se em repasses de R$ 3 milhões distribuídos entre as entidades ativas no Sua Nota é um Show de Solidariedade, que hoje somam 527. Desde 2018, a campanha já destinou R$ 37,8 milhões para estas entidades. Novo repasse deve acontecer nos próximos dias, elevando esta cifra para R$ 40,8 milhões.

Fonte: Ascom/Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA)



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bahia

FGV: corrente de comércio tem o maior valor da série iniciada em 1997

Publicado

on


A corrente de comércio – exportações mais importações – registrou em maio o maior valor na série histórica iniciada em 1997. O volume chegou a US$ 54,6 bilhões em maio, crescimento de 58,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. O desempenho se repetiu na balança comercial que teve saldo positivo de US$ 9,3 bilhões, o maior na série histórica e US$ 2,5 bilhões acima do valor de maio de 2020.

Os dados são do Boletim de Comércio Exterior (Icomex) referente ao mês de maio, divulgados hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre).

De acordo com o indicador, a China foi a principal contribuição para o saldo positivo da balança comercial, com superávit de US$ 19,1 bilhões, o que representa 70,4% do saldo global. Além da China, saldos positivos foram registrados nos demais países da Ásia e na América do Sul.

Acumulado

O superávit comercial no acumulado do ano até maio alcançou US$ 27,1 bilhões, o maior na série histórica. Na corrente de comércio foi o segundo valor mais elevado, chegando a US$ 190,2 bilhões, inferior em US$ 1,1 bilhão ao registrado em 2013. Na comparação com o acumulado de maio de 2020, o superávit comercial aumentou em US$ 11,1 bilhões e a corrente de comércio em 26,2%, com resultado de US$ 42,6 bilhões.

O instituto destacou que os índices de comércio exterior mostram variação positiva nos três grandes setores da indústria, tanto na comparação interanual mensal como na do acumulado. “Chama atenção a variação mensal acima de 10% em todos os setores, tanto nas exportações como nas importações. O aumento das importações, mesmo em um cenário de câmbio elevado, será ressaltado”, disse o o Ibre.

Ainda na comparação interanual do mês de maio, a principal contribuição para o aumento no valor exportado de 53,8% foi de preços, que cresceram 40,1%. Nas importações, o valor aumentou em 65,3% e o volume influenciou o resultado com aumento de 42,1%.

Já na relação entre os acumulados dos anos até maio, as exportações avançaram 30,6% e as importações 20,9%.

Exportações

Assim como ocorreu em abril, o volume das não commodities, que teve variação de 33,8%, puxou o desempenho exportador de maio, enquanto o das commodities, mesmo positivo, ficou em 12,9%. Nos preços, as commodities se destacaram com alta de 38,5%.

No acumulado do ano, a indústria de transformação ficou na frente, com crescimento de 10,3% no volume exportado. Os dez principais produtos exportados foram açúcar e melaço, farelos de soja, carne bovina, combustíveis, celulose, carne de aves, semi-acabados de ferro ou aço, ouro não monetário, ferro gusa e veículos de passageiros.

“Observa-se que, exceto os automóveis, todos os outros podem ser classificados como commodities. Se avaliarmos os 20 principais produtos exportados, estão presentes instalações para equipamentos de engenharia, aeronaves, partes e peças para automóveis e outros veículos de transporte de mercadorias. Nesse caso, os produtos do setor de material de transporte lideram as exportações de maior valor adicionado.”

O destaque na análise mensal ficou com o aumento no volume da indústria extrativa, liderado pelo minério de ferro, com crescimento de 24,2% em volume e 106% nos preços. O petróleo foi o segundo principal produto.

Embora tenha registrado queda de volume, houve aumento de preço de 139%, o que resultou numa variação em valor de 54%, na comparação interanual do mês de maio.

A produção de soja explicou 89% das exportações da agropecuária em maio e 78% no acumulado de janeiro a maio. Depois da soja, o café e o algodão foram os principais produtos.

Importações

O volume importado da indústria de transformação ficou em 45,2% na comparação mensal. Os combustíveis, foram os primeiros da lista dos cinco principais produtos importados. Teve aumento no valor de 228%, com a elevação de volume de 67% e de preços de 97%.

Na agropecuária, o trigo registrou aumento em valor de 53%, com volume em 27% e nos preços em 21% e respondeu por 37% das importações do setor em maio. O óleo bruto de petróleo explicou 48% do total das compras da indústria extrativa, com aumento em valor de 534%, volume 341% e preços 44%.

Parceiros

Nos volumes exportados e importados do Brasil com os principais parceiros, o destaque ficou para o aumento nos volumes exportados para os países da América do Sul, inclusive a Argentina e as vendas do setor automotivo explicam o resultado. Na Argentina, o aumento do volume foi de 45,1% e os preços 6,5%. Para os outros países da América do Sul, o volume aumentou 31,8% e os preços, 5,8%. A participação da China nas exportações brasileiras passou de 32,5% para 34% entre janeiro e maio de 2020 e 2021.



Continue lendo

Bahia

Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial

Publicado

on


A Caixa Econômica Federal anunciou que vai antecipar os pagamentos da terceira parcela do auxílio emergencial. O novo calendário tem início no dia 18 de junho, com os depósitos para os nascidos em janeiro, e vai até o dia 19 de julho para os nascidos em dezembro.

Tabela auxilio emergencial caixa

Divulgação Caixa Ecônomica Federal

Antes, os pagamentos seriam feitos até o dia 12 de agosto. De acordo com a Caixa, para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles continuam a receber o auxílio emergencial 2021 da mesma forma e nas mesmas datas do benefício regular.

Em maio, a Caixa já havia antecipado o pagamento da segunda parcela em cerca de duas semanas.

A Caixa disse ainda que quem recebe o auxílio por meio da conta digital, poderá movimentá-los pelo aplicativo Caixa Tem e na Rede Lotérica. O benefício também poderá ser sacado por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

Assista na TV Brasil



Continue lendo

Bahia

PF desarticula grupo que dava ordens de dentro de presídio no Paraná

Publicado

on


Uma rede criada para transmitir ordens de líderes organização criminosa, presos na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR), para integrantes que estão em liberdade é o alvo da Operação Efialtes, da Polícia Federal nesta terça-feira (15). O grupo contava com a participação de um servidor da penitenciária.

Na ação , cerca de 90 policiais federais cumprem 26 mandados de prisão preventiva e 10 mandados de busca e apreensão em três estados: Paraná (Catanduvas e Cascavel), Santa Catarina (Chapecó) e São Paulo (São Bernardo do Campo). Dentre os bens apreendidos estão imóveis e carros de luxo.

Segundo a PF, o agente federal de execução penal, alvo de mandado de prisão, deve responder pelos crimes de associação ao tráfico de drogas, organização criminosa, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro, com penas que podem ultrapassar os 30 anos de prisão.

“Além do agente público, a rede de comunicação contava ainda com a participação de uma advogada, que também atuava na transmissão de ordens das lideranças da facção criminosa”, acrescentou a PF, em nota.

A operação foi batizada de Efilates em alusão ao nome do homem que traiu sua nação por dinheiro, durante a Batalha das Termópilas, quando o exército grego enfrentou o exército persa.



Continue lendo

Mais Vistos