conecte-se conosco

Entretenimento

Facing Death lança seu mais novo trabalho, o álbum “7Vidas”

Publicado

on



Com 6 anos de existência, 1 álbum de estúdio, 1 álbum ao vivo, 1 single inédito, 4 videos clipes oficiais e depois de dezenas de shows e participações em festivais, televisão e rádios, a banda Facing Death de Jundiaí-SP acaba de lançar o seu mais novo trabalho, o seu segundo álbum de estúdio intitulado 7Vidas. Com 10 canções inéditas e totalmente em português, a banda inicia uma nova fase sonora com esse trabalho. Diferente de seu antecessor “From Here to the Unknown” (2017), que apresentava um som mais lento com mais nuances de metal em meio ao punk, dessa vez a sonoridade alcançada está mais conectada com um rock mais sarcástico e cínico, com guitarras mais abertas e baixo & bateria firmes, como um verdadeiro trio barulhento e coeso. “Dessa vez nós buscamos um instrumental mais aberto, que soasse mais alto e limpo, para que a voz entrasse firme no meio disso tudo e proporcionasse um entendimento muito claro das letras e melodias” destaca Flávio Almeida, guitarra e vocal.
 
A produção do 7Vidas segue a mesma fórmula que a banda testou no lançamento do seu primeiro single em português, “Dinheiro”, sendo produzido e gravado no estúdio Back In Town em Jundiaí, por Flávio Almeida & Paulo Gervilla ainda em 2020. “Nós iniciamos isso em 2019, o que resultou no single Dinheiro. Nos damos muito bem com o Paulo Gervilla, somos amigos há muitos anos e isso nos faz ter muita confiança e parceria nos trabalhos que estamos fazendo, o que nos deixou muito tranquilos para produzirmos e gravarmos o 7Vidas no Back in Town” afirma Flávio. A mixagem dessa vez foi feita no Estúdio TOTH, por Danilo de Souza e Fernando Uehara, o que trouxe a sonoridade impressa nas gravações e assim foi possível atingir os objetivos sonoros que a banda buscou. “Foi uma escolha muito correta fazer a mix com Dan e Fer, porque nós pudemos bater um papo muito aberto e eles definitivamente entraram na vibe da banda, nós precisávamos dessa imersão para alcançar o som que queríamos” completa Flávio.
 
“7Vidas” aborda temas políticos, pessoais e mais do que isso, se conecta a todo o trabalho já realizado pela banda, sendo nas letras quanto na parte artística. O primeiro “From Here to the Unknown” (2017) é conceitual e as histórias são conectadas entre si, sequencialmente, fazendo um paralelo entre a vida pessoal de cada integrante com os problemas sociais vivenciados pelos mesmos, girando em torno de uma uma história de vida que começa a ser contada quando se está no fundo do poço, evoluindo para uma volta por cima através da música. Isso se concretiza em “Dinheiro”(2019), onde a banda começou a preparar o terreno para o que viria depois dessa virada de vida, que se conecta ao 7Vidas, onde a vibe por aqui é de ser intenso mas com os pés no chão, lembrando sempre que a vida pode ser apenas hoje e é preciso o mínimo de entendimento sobre como vivê-la bem. “O nome 7Vidas faz um paradoxo com as vidas de um gato, que supostamente vive sete, sendo essa a nossa última chance” nas palavras de Diego Biff, batera.
 
Outra curiosidade sobre o “7Vidas” é que a banda decidiu, junto ao selo Clichê Records e a agência de MKT para bandas Cosmika, colocar de pé uma campanha onde foram lançados 5 singles do álbum em 3 meses que antecederam o lançamento do full, criando uma expectativa entre os seguidores da banda e mostrando aos poucos o que estava por vir no trabalho completo, estratégia essa que foi seguida de perto por Fabrício Briti, baixista da banda. “Precisávamos de algo diferente do que simplesmente soltar um full na galera e as músicas do meio do disco ficassem ao vento, pois acreditávamos que todas deveriam ser ouvidas com a mesma atenção, por isso decidimos fazer essa quebra de metade do álbum, o que nos trouxe resultados significativos até o momento” destaca Briti.
 
Confira “7Vidas”: https://spoti.fi/3hXJKPl





Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Bad Luv estreia com o single ‘Eu só quero ser alguém’

Publicado

on


A Bad Luv nasceu no segundo semestre de 2021, em meio a uma pandemia, fruto de quatro mentes inquietas atrás de um novo desafio. O trio responsável pelo instrumental, João Bonafé (baixo), Murilo Amancio (guitarra) e Vitor Peracetta (bateria), já conhecidos pelo público, se une a Stefano Loscalzo, que pode parecer um rostinho novo, mas que traz consigo muitas horas de voo – seja nas plataformas de streaming, seja com suas bandas da época de adolescência, ou por trás das câmeras em palcos Brasil afora.

O single de estreia é ‘Eu só quero ser alguém’, já nas plataformas de streaming e em videoclipe.

Ouça no streaming: onerpm.link/452098476292

Assista aqui: https://youtu.be/hA8FA3xt7h8.

O single de estreia conta com uma intro parcialmente reveladora, elementos eletrônicos como a espinha dorsal da música, um refrão chiclete e linhas de bateria insanas, com referências do post-hardcore em meio a elementos eletrônicos.

A banda repaginou o conceito que os três músicos apresentaram em seus trabalhos anteriores, criando um universo novo, no qual aportaram dentro da galáxia artística que carrega Stéfano – ou Tefinho, para quem já acompanhou os primeiros movimentos da banda nas redes sociais.

O direcionamento moderno ainda se faz presente, mas agora é possível enxergar um pedaço mais íntimo, tranquilo e emotivo, proporcionado por Stéfano em seu baú de delicadezas sensatas e pontuais.

Como já dito por alguns que tiveram a oportunidade de escutar os primeiros singles da banda antes do lançamento: “É possível esperar um som para dançar de rostinho colado com a gata, ao mesmo tempo que também é possível curtir aquele som que vai te fazer pensar no seu lugar de mundo.” – e por que não essas duas nuances dentro de uma mesma música?!



Continue lendo

Entretenimento

Devassa produz série em que IZA cocria música inédita para a marca com talentos do ‘Gueto’

Publicado

on


Devassa anuncia a produção da série “Criatividade Tropical: Abre as portas para o Gueto” protagonizada por IZA. Parceria da marca de cerveja com a cantora, com idealização da agência HNK Lab, o audiovisual documentará o desenvolvimento de uma música inédita para a marca em celebração à potência cultural das periferias brasileiras.

A faixa será uma colaboração da “cria” de Olaria, Zona Norte do Rio de Janeiro, com nove talentos de diferentes subúrbios. “As nossas raízes e os momentos marcantes que vivemos na infância moldaram a nossa criatividade, uma força simbólica capaz de nos projetar para o mundo. Esse é o norte deste novo projeto”, adianta IZAEmbaixadora Tropical de Devassa.

A plataforma Digital Favela, que dá visibilidade a microinfluenciadores de aldeias e favelas do país, assina a curadoria dos talentos envolvidos. O projeto “Criatividade Tropical: Abre as portas para o Gueto” é dividido em três fases: iniciou em junho com live vertical do single “Gueto”, projetada em comunidades brasileiras; o próximo lançamento é a série, prevista para outubro; e finaliza com a música que será lançada por Devassa.

Fotos Crédito: Bruno Ryfer

As novidades sobre a série serão divulgadas nas próximas semanas. A produção é da Trace Brasil e a direção é da Aisha Mbikila.  “Devassa é uma marca que tem como propósito enaltecer o espírito transformador do brasileiro, já que ela é fruto de uma receita criativa adaptada para o clima tropical. Por isso, a série mostrará muita representatividade de talentos que promovem as transformações culturais que eclodem pelo país”, finaliza Vanessa Brandãodiretora de marketing do segmento Mainstream do Grupo Heineken Brasil.



Continue lendo

Entretenimento

Lâmmia lança EP ao vivo na expectativa de um retorno rápido aos palcos

Publicado

on


A banda Lâmmia lança o primeiro registro ao vivo, o EP ‘Lâmmia Live @ Resista Fest 2019’, gravado em fevereiro de 2019 no evento que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro. A intenção é mostrar a força e o peso da banda ao vivo, além de matar um pouco a saudade daqueles que já vivenciaram essa experiência.

Ouça aqui: https://onerpm.link/lammia.

Com mixagem de Bruno Borges e masterização por Francisco Patetucho, o EP conta com 5 faixas, incluindo tracks do primeiro EP, ‘Lâmmia’, e também o single ‘Pulling Chain’, em versões ao vivo.

“Para a banda, lançar esse EP ao vivo é também uma forma de reviver a energia dos palcos, da atmosfera dos shows e da interação com o público, enquanto seguimos aguardando a volta dos eventos devido à pandemia de COVID-19”, conta a vocalista Carmen.

O destaque do EP é certamente a faixa ‘Pulling Chain’, que foi originalmente lançada como single em novembro de 2018. É uma música pesada porém dinâmica, com diversos momentos e ritmos diferenciados, misturando climas para criar uma música ousada e forte, aqui em uma eletrizante versão ao vivo.



Continue lendo

Mais Vistos