conecte-se conosco

Entretenimento

Lubeka une pop e mitologia grega no single “Veneno”

Publicado

on


O cantor brasileiro radicado nos EUA Lubeka transforma suas aflições em pop. Inspirado pelo mito da Medusa, ele abraça as imperfeições e seu lado mais sombrio em “Veneno”. A faixa está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “Veneno”: https://smarturl.it/LubekaVeneno

“Com ‘Veneno’ quero explorar mais a dualidade das coisas da vida, em que nem tudo é preto e branco, nem tudo é bom ou mau. Como vinha explorando a narrativa em que fui muitas vezes o amor não correspondido, ou de relacionamentos tóxicos, quero explorar dessa vez meu lado mais sombrio, em que pelos traumas me tornei uma pessoa amarga”, conta Lubeka.

Para isso, o artista traz o imagético da Medusa, figura da mitologia grega, que passou por algo horrendo e traumático e, mesmo vítima, foi amaldiçoada e transformada em um monstro. Abrindo mão de uma busca por redenção, Lubeka convida a se conectar com os aspectos de uma personalidade que todos buscam esconder: as atitudes tóxicas e destrutivas que fazem de todos nós, vez ou outra, algozes ao invés de mártires, bandidos ao invés de mocinhos.

“Quero explorar que todo vilão foi um dia inocente, e toda história tem dois lados, e nesse caso, eu me tornei o vilão e a pessoa tóxica dos relacionamentos”, comenta Lubeka.

“Veneno” integrará um EP que reunirá ainda os singles já revelados “Chances”, “Estática”, “Atitude” e “Tarde Demais”. Esta última soma dezenas de milhares de audições nas plataformas digitais, além de chegar às posições 16 e 19 do top 200 no Brasil, segundo o serviço de monitoramento Crowley, com destaque para as rádios de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, atingindo a primeira posição no sul de Minas.

Assista a “Estática”: https://youtu.be/Oe-otZxldgE

Assista a “Atitude”:  https://youtu.be/CED9fEjMKhU

Assista a “Chances”: https://youtu.be/sOJ6IsqdVfQ

O novo álbum vem para somar à trajetória de Lubeka, que vive atualmente nos EUA após uma passagem por Portugal. Seu projeto solo surgiu em 2018, com o artista transformando suas experiências em canções, dialogando com o pop alternativo e o R&B com as experiências de ser um homem negro, latino e membro da comunidade LGBTQIA+.

“Esse é sem dúvida o maior projeto da minha vida, e o mais importante pois, é e será meu cartão de visitas. Serão 7 músicas, e cada uma delas traz sentimentos que serão representados por cores do arco íris. Falo sobre relacionamentos tóxicos, sobre minhas inseguranças, mas mostro uma gradual evolução que através do autoconhecimento foram cruciais para quem sou hoje, um homem cada vez mais seguro, que se ama e é amado. Quero mostrar para as pessoas que é possível”, sintetiza Lubeka.

Após uma série de releituras, incluindo o EP “Cover Session, Vol 1” e uma versão de “Anjos”, d’O Rappa, ele lançou os singles autorais “Porque se preocupar com o amanhã?”, “Afogado no Quarto” e “Tempo”, este último tendo clipe exibido nos canais pagos do Brasil. Agora, Lubeka está pronto para a próxima fase de sua carreira.

Ouça “Veneno”: https://smarturl.it/LubekaVeneno

Foto: Eduardo Orelha

Ficha técnica:

Produção Musical, Mixagem e edição – Jards

Produção vocal – Rapha Ribeiro

Masterização – Leonardo Tows.

Composição: Thais Schier

Styling: Ziza Figurinizta

Fotos: Eduardo Orelha

Make Up Artist: Leda Santos

Capa: Matheo Osorio

 

Letra:

Baby eu não mais ai você ainda me sente na sua cama

Espero que possa me ouvir esse fogo resultou em brasa

Tudo em mim queima, arde, brilha incendeia

Eu sei pra você é difícil me olhar e ver que eu vazei e nem adianta me ligar

Agora, já cansei eu não sou mais seu, hoje em dia sou mais eu.

Cê fala que eu te enfeiticei e que não pode olhar nos meus olhos

Não finja que não te avisei mas desse jogo eu sei que você gosta.

Hoje você se enforca com a própria corda e eu não quero te salvar, hoje você prova do próprio veneno.

Aposto que não vai gostar.

 

Eu sei pra você é difícil me olhar e ver que eu vazei e nem adianta me ligar

Agora, já cansei eu não sou mais seu, hoje em dia sou mais eu.

Um gato de 7 vidas posso ver sua energia você não pode me alcançar

Eu venho de Salem te tornei meu refém você não pode me domar. Não vai conseguir escapar das minhas garras hoje



Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Bad Luv estreia com o single ‘Eu só quero ser alguém’

Publicado

on


A Bad Luv nasceu no segundo semestre de 2021, em meio a uma pandemia, fruto de quatro mentes inquietas atrás de um novo desafio. O trio responsável pelo instrumental, João Bonafé (baixo), Murilo Amancio (guitarra) e Vitor Peracetta (bateria), já conhecidos pelo público, se une a Stefano Loscalzo, que pode parecer um rostinho novo, mas que traz consigo muitas horas de voo – seja nas plataformas de streaming, seja com suas bandas da época de adolescência, ou por trás das câmeras em palcos Brasil afora.

O single de estreia é ‘Eu só quero ser alguém’, já nas plataformas de streaming e em videoclipe.

Ouça no streaming: onerpm.link/452098476292

Assista aqui: https://youtu.be/hA8FA3xt7h8.

O single de estreia conta com uma intro parcialmente reveladora, elementos eletrônicos como a espinha dorsal da música, um refrão chiclete e linhas de bateria insanas, com referências do post-hardcore em meio a elementos eletrônicos.

A banda repaginou o conceito que os três músicos apresentaram em seus trabalhos anteriores, criando um universo novo, no qual aportaram dentro da galáxia artística que carrega Stéfano – ou Tefinho, para quem já acompanhou os primeiros movimentos da banda nas redes sociais.

O direcionamento moderno ainda se faz presente, mas agora é possível enxergar um pedaço mais íntimo, tranquilo e emotivo, proporcionado por Stéfano em seu baú de delicadezas sensatas e pontuais.

Como já dito por alguns que tiveram a oportunidade de escutar os primeiros singles da banda antes do lançamento: “É possível esperar um som para dançar de rostinho colado com a gata, ao mesmo tempo que também é possível curtir aquele som que vai te fazer pensar no seu lugar de mundo.” – e por que não essas duas nuances dentro de uma mesma música?!



Continue lendo

Entretenimento

Devassa produz série em que IZA cocria música inédita para a marca com talentos do ‘Gueto’

Publicado

on


Devassa anuncia a produção da série “Criatividade Tropical: Abre as portas para o Gueto” protagonizada por IZA. Parceria da marca de cerveja com a cantora, com idealização da agência HNK Lab, o audiovisual documentará o desenvolvimento de uma música inédita para a marca em celebração à potência cultural das periferias brasileiras.

A faixa será uma colaboração da “cria” de Olaria, Zona Norte do Rio de Janeiro, com nove talentos de diferentes subúrbios. “As nossas raízes e os momentos marcantes que vivemos na infância moldaram a nossa criatividade, uma força simbólica capaz de nos projetar para o mundo. Esse é o norte deste novo projeto”, adianta IZAEmbaixadora Tropical de Devassa.

A plataforma Digital Favela, que dá visibilidade a microinfluenciadores de aldeias e favelas do país, assina a curadoria dos talentos envolvidos. O projeto “Criatividade Tropical: Abre as portas para o Gueto” é dividido em três fases: iniciou em junho com live vertical do single “Gueto”, projetada em comunidades brasileiras; o próximo lançamento é a série, prevista para outubro; e finaliza com a música que será lançada por Devassa.

Fotos Crédito: Bruno Ryfer

As novidades sobre a série serão divulgadas nas próximas semanas. A produção é da Trace Brasil e a direção é da Aisha Mbikila.  “Devassa é uma marca que tem como propósito enaltecer o espírito transformador do brasileiro, já que ela é fruto de uma receita criativa adaptada para o clima tropical. Por isso, a série mostrará muita representatividade de talentos que promovem as transformações culturais que eclodem pelo país”, finaliza Vanessa Brandãodiretora de marketing do segmento Mainstream do Grupo Heineken Brasil.



Continue lendo

Entretenimento

Lâmmia lança EP ao vivo na expectativa de um retorno rápido aos palcos

Publicado

on


A banda Lâmmia lança o primeiro registro ao vivo, o EP ‘Lâmmia Live @ Resista Fest 2019’, gravado em fevereiro de 2019 no evento que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro. A intenção é mostrar a força e o peso da banda ao vivo, além de matar um pouco a saudade daqueles que já vivenciaram essa experiência.

Ouça aqui: https://onerpm.link/lammia.

Com mixagem de Bruno Borges e masterização por Francisco Patetucho, o EP conta com 5 faixas, incluindo tracks do primeiro EP, ‘Lâmmia’, e também o single ‘Pulling Chain’, em versões ao vivo.

“Para a banda, lançar esse EP ao vivo é também uma forma de reviver a energia dos palcos, da atmosfera dos shows e da interação com o público, enquanto seguimos aguardando a volta dos eventos devido à pandemia de COVID-19”, conta a vocalista Carmen.

O destaque do EP é certamente a faixa ‘Pulling Chain’, que foi originalmente lançada como single em novembro de 2018. É uma música pesada porém dinâmica, com diversos momentos e ritmos diferenciados, misturando climas para criar uma música ousada e forte, aqui em uma eletrizante versão ao vivo.



Continue lendo

Mais Vistos