O técnico da seleção brasileira masculina de handebol, Marcus Tatá, convocou, nesta terça-feira (23), a equipe para o pré-olímpico da modalidade. Foram chamados 20 jogadores. As novidades no grupo em relação à equipe que deixou o país na 18ª posição no Mundial de janeiro, no Egito, são o lateral-direito Arthur Pereira, na vaga do lesionado José Toledo, e o pivô Tchê.

O qualificatório olímpico está marcado para ocorrer entre os dias 12 e 14 de março. Inicialmente, a sede do torneio seria a Noruega. Mas, por restrições impostas pela pandemia do coronavírus (covid-19), o país abriu mão de receber o torneio. Até o momento, a nova sede ainda não foi divulgada. O Brasil pega Noruega, Chile e Coreia do Sul. No quadrangular, os concorrentes se enfrentam entre si em turno único em busca de uma das duas vagas na Olimpíada de Tóquio.

Jogadores convocados

Goleiros: Ferrugem (BM Benidorm, Espanha), César “Bombom” (Fenix Toulouse, França) e Rangel da Rosa (BM Logroño, Espanha).

Pontas-direitas: Fábio Chiuffa (HC Dobrogea, Romênia) e Rudolph Hackbarth (BM Logroño, Espanha).

Laterais esquerdos: Thiagus Petrus (Barcelona, Espanha), Haniel Langaro (Barcelona, Espanha), Leo Dutra (Wisla Plock, Polônia), Thiago Ponciano (BM Cuenca, Espanha) e Luciano Silva (Benfica, Portugal).

Centrais: Pedro Pacheco (Tatran Presov, Eslováquia), Henrique Teixeira (CSM Bucaresti, Romênia) e João Silva (BM Puente Genil, Espanha).

Laterais direitos: Arthur Pereira (BM Guadalajara, Espanha) e Gustavo Rodrigues (Pontault Combault, França).

Pontas-esquerdas: Felipe Borges (US Créteil, França) e Guilherme Torriani (Taubaté, Brasil).

Pivôs: Rogério Moraes (Veszprém, Hungria), Vinicius Teixeira (Taubaté, Brasil) e Alex Pozzer “Tchê” (Puerto Sagunto, Espanha).





Em condições favoráveis, vacina da Pfizer tem validade de 60 dias

Artigo anterior

Brasil registrou 62.715 infectados em 24 horas

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.