O mê de julho traz consigo uma campanha muito importante sobre os cuidados com a saúde bucal infantil. O “Julho Laranja” visa informar e conscientizar pais e responsáveis a levarem as crianças ao ortodontista, a fim de avaliar o desenvolvimento dentário e facial e prevenir problemas de mau posicionamento dos dentes e maxilares. Esse cuidado pode evitar a progressão de possíveis problemas na fase adulta, como também prevenir o aparecimento deles.

De acordo com a ortodontista Catarina Riva, a visita a esse especialista deve acontecer por volta dos cinco anos de idade, pois é nessa fase que ocorre a troca dentária. “A partir dessa idade a criança começa a trocar os dentes de leite pelos permanentes, momento em que podem ser identificados problemas ortodônticos como falta de espaço e mau posicionamento desse dente, por exemplo. Um exame precoce com o ortodontista permite que possamos intervir e preparar a boca para que esse dente ocupe o lugar correto”, conta a especialista.

O mau posicionamento dos dentes pode provocar desde problemas estéticos até a saúde, como cáries, gengivites, dificuldade na fala e na respiração. A ortodontista afirma que a má oclusão pode atrapalhar a escovação, fazendo com que nem todas as áreas dos dentes consigam ser alcançadas durante a escovação, momento que surgem as cáries e outros problemas na saúde bucal. O problema da respiração também tem relação com os dentes. “A apneia do sono tem a ver com a má oclusão do dente, que causa pequenas interrupções durante o sono. Não é normal criança roncar, então é algo que deve ser levado em consideração e relatado ao dentista”, disse.

O tratamento precoce de problemas na arcada dentária pode evitar contratempos futuros. De acordo com a especialista, o tratamento nessa fase consiste no uso de aparelhos ortopédicos em determinados casos, como mordidas cruzadas e sobremordidas. “Uma mordida cruzada pode fazer com que o maxilar cresça irregularmente. Já os dentes salientes nas sobremordidas podem se fraturar com maior facilidade, então é algo que deve ser tratado. Os aparelhos ortodônticos infantis tiveram grandes melhorias nas últimas duas décadas. A tecnologia os tornou mais confortáveis e mais atrativos do que os aparelhos de antigamente”, conta a ortodontista.

Catarina lembra ainda a importância da prevenção.”O responsável deve ensinar a importância da escovação, mostrar para ela como deve ser feito e em que momentos, de modo que seja uma coisa divertida e positiva. As consultas ao dentista podem ser realizadas duas vezes ano pelo menos”, finaliza Catarina Riva.



MC Igu e Jé Santiago chegam com Vol. 2 de “Hora do Rush”

Artigo anterior

BA-099 passa por intervenções após período chuvoso

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.