Cidade-Dormitorio-explora-camadas-psicodelicas-em-Leds-do-Japao.jpg

O duo Cidade Dormitório, de Aracaju (Sergipe), lança pelo selo Before Sunrise o single Leds do Japão, uma faixa que apresenta camadas de psicodelia, música brasileira e dream pop.

Ouça Leds do Japão nas principais plataformas digitais aqui, com distribuição da Ditto Music: https://ditto.fm/leds-do-japao.

O single também sai em videoclipe: https://youtu.be/mtgCZcZPWUI.

Leds do Japão mostra uma Cidade Dormitório atualizada e ainda mais interessante, como contam Yves Deluc (vocal, guitarra) e Fabio Aricawa (vocal, bateria).

“Tem uma grande diferença e evolução quando comparados aos antigos”, eles avisam.

Leds do Japão nasceu de devaneios, paranoias e insights, o que justifica a verve psicodélica da letra e música. Eles imaginaram uma situação em que todas as pessoas do mundo recebessem, em simultâneo, uma mensagem obscura como ‘acabou’.

‘Imagine que quem está por trás de toda essa tecnologia se aliou à própria inteligência artificial e resolveu comunicar que de uma vez por todas que não importa o que você faça, pense, ou queira, a dominação deles já é um caminho sem volta, que não adianta lutar contra. Algumas pessoas podem se desesperar com isso, mas com certeza outras vão só encarar como um trote ou uma tentativa de golpe e seguir a vida’, eles contextualizam.

Aliás, o diferente foi o norte para todo o novo disco que vem aí.

“Continuamos com a mesma essência, mas estamos explorando uns outros lugares que não explorávamos tanto antes. Todo mundo da banda sempre curtiu muita música brasileira, mas pouco disso se colocava nas músicas, dessa vez colocamos muito mais Brasil nas composições, arranjos e tudo mais”, avisam.

Leds Japão é o começo da jornada da Cidade Dormitório para lançar o sucessor do debut Fraternidade-Terror, de 2019, um disco que ganhou destaque na imprensa nacional e América Latina.

A banda

Cidade Dormitório foi concebida em 2015 na cidade sergipana de São Cristóvão. A discografia é composta por um EP, Esperando o Pior (2017), e dois álbuns, Fraternidade-Terror (2019) e Verões e Eletrodomésticos (2020).

A sonoridade da Cidade Dormitório transita entre o pós-punk e a psicodelia experimental — um neo grunge psicológico, como eles brincam sobre o próprio som.

As músicas retratam a liquidez dos relacionamentos modernos em meio à múltiplas facetas urbanas. Além do disco de estreia, eles lançaram Verões e Eletrodomésticos em 2020, um álbum de remixes de Fraternidade-Terror e Esperando o Pior.

Em busca do bi, seleção masculina estreia nesta 4ª na Liga das Nações

Artigo anterior

Campeã olímpica, Ana Marcela concorre à comissão de atletas da Fina

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.