Expoente da nova sonoridade potiguar, a cantora e compositora CLARA retorna ao seu elogiado EP “Volte e Pegue”, lançado pela Rizomarte Records, para celebrar a cor de sua pele no clipe “Negra”. Lançado a tempo do 20 de novembro, o vídeo é um grito de autoafirmação. Identidade, raça, história e cultura do povo negro surgem nas entrelinhas do canto de CLARA, que repete e afirma, quase que como um mantra – para si e para o mundo – sua cor e sua origem.

Assista a “Negra”: https://youtu.be/fsgVghYexVw

O EP de estreia solo de CLARA foi todo pautado pela compreensão de onde vem, suas bases familiares, sociais, culturais e o reconhecimento de seu lugar no mundo como mulher, mãe, filha, neta e como pessoa preta em um país historicamente racista.

Ouça “Volte e Pegue”: tratore.ffm.to/voltepegue

“‘Negra’ foi a primeira composição para o ‘Volte e Pegue’. Depois de todo o processo que alguns de nós passamos, me ver negra foi como um despertar, como expandir minha consciência. Essa canção vem com um rito de auto afirmação, um mantra onde afirmo e reafirmo pra mim mesma a minha negritude. No clipe exploramos a sensação de casulo, de estar dentro, se aperfeiçoando, se construindo, se fortalecendo para depois dar as caras ao mundo da melhor forma possível, forte, empoderada e pronta pras batalhas”, resume.

Clara Pinheiro é cantora e compositora multi-premiada. Desde muito cedo se identifica com as artes, por isso estudou teatro durante dez anos. Aceitando um convite da banda de vanguarda Pangaio, subiu ao palco acompanhada com um grupo pela primeira vez em meados de 2006, passando pela Orquestra Boca Seca.

Em 2010 forma a banda Clara e a Noite para apresentar seu trabalho, mesmo ano em que ganha o prêmio de júri popular do Festival de Música do Beco da Lama (MPBeco), saiu em turnê pelo Nordeste e tocou nos mais importantes festivais do Rio Grande do Norte. Em 2014 fez uma turnê pela Europa.

Veja o clipe “Força”: https://youtu.be/6oB3Ae8I1rI

Em 2016 inicia uma pesquisa sobre a obra de Gal Costa e Maria Bethânia, junto com a cantora Simona Talma que resulta no espetáculo Pássaros Proibidos. No mesmo ano, engravida e começa a mergulhar em si para refletir sobre sua negritude e o seu lugar no mundo. Foram três anos de pesquisa buscando se conectar e encontrar o seu lugar na luta por equidade racial e de gênero. Neste percurso, nomes como Nina Simone, Angela Davis, Elza Soares, Martin Luther King, Billie Holiday, Itamar Assumpção, Carolina Maria de Jesus, Jota Mombaça, Os Panteras Negras e tantos outros fizeram parte dos seus dias.

Assista ao clipe “Mesmo”: https://youtu.be/-0K4_hyLWEU

  Neste momento de empoderamento, ela assume seu trabalho apenas como CLARA. Seu mais recente álbum foi gestado de maneira independente. “Volte e Pegue”, título inspirado na Sankofa, tem o olhar no passado e na ancestralidade, trazendo pro hoje o que carregamos em nossas raízes. CLARA mergulha no seu universo de mulher negra, mãe e habitante da periferia, onde observa um estado de sítio permanente e não declarado ao mesmo tempo, o acolhimento da comunidade, do lugar em que vive há  mais de 20 anos.

Assista ao lyric video de “Carga (Remix)”: https://youtu.be/YUQCk2OWR2I

Mais recentemente, CLARA lançou o remix de “Carga”, também do EP “Volte e Pegue”, em parceria com o produtor JF Santiago, onde reflete sobre a diáspora do povo africano. E, com o vídeo de “Mesmo”, mostra a força de sua comunidade. Agora, o clipe de “Negra” celebra toda essa trajetória. O vídeo foi dirigido por Alice Carvalho e Larinha R. Dantas e já está disponível no canal de YouTube de CLARA.

O projeto teve realização da Dale! Produções Culturais através de  recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

CLARA celebra sua pele, cultura e história no clipe “Negra”

Crédito: Luana Thayze

Ficha técnica

Direção: Alice Carvalho e Larinha R. Dantas

Assistência de Direção e Platô: Tobias Nevesilva

Concepção: Alice Carvalho, Larinha R. Dantas e Sylara Silvério

Coordenação Geral e Produção Executiva: Carol Carvalho

Produção de Set: Luci Braga

Direção de Arte, Cenografia e Styling: Stéphanie Moreira

Assistência de Arte: Carol Carvalho

Direção de Fotografia, Correção de Cor e Finalização: Sylara Silvério

Assistência de Câmera e Montagem: Thamise Cerqueira

Maquiagem: Pietra Ferrari

Cabelo: Stúdio Aruandê

Costureira: Dona Vilma

Still e Making Of: Luana Tayze

Assessoria de Imprensa Nacional: Build Up Media

Assessoria Local: Rizomarte Records

Realização: DALE! Produções Culturais

Agradecimentos: Prisma Produções, Peron Filmes

Letra

Negra clara pele

Negra pele clara

Clara de alma negra

De alma negra clara

Negra clara pele

Negra pele clara

Pele clara negra

Negra pele clara

Clara de pele negra

Negra com a pele clara

Clara é negra

Negra clara.



Fonte

Exigência de comprovante da vacina para uso do transporte intermunicipal passa a valer a partir do dia 10 de dezembro

Artigo anterior

Quebrada Queer, o 1º coletivo de rap LGBTQIA+ do mundo, lança a faixa inédita “ABC do QQ”

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *