O Distrito Federal atingiu nesta quinta-feira (8) um novo recorde de alta temperatura. Segundo as medições do Instituto de Meteorologia (Inmet), a região registrou 37,3º Celsius, e 12% de umidade relativa do ar, por volta das 15h. O pico foi observado na cidade do Gama. Em 2017, o DF marcou essa mesma temperatura, registrada, na época, na cidade de Planaltina.

Na região central da capital, o Plano Piloto, a temperatura foi a maior já registrada em 60 anos: 36,5º C, quebrando um recorde anterior, de 2015, quando a temperatura medida foi de 36,4º C. 

O meteorologista Francisco de Assis explicou à Agência Brasil que a onda de calor verificada no DF ao longo dos últimos dias é causada por ventos na alta atmosfera, que impedem a passagem de uma frente fria, oriunda da Argentina e Uruguai, para as regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Os efeitos desse fenômeno têm sido sentidos em outros estados. Em Cuiabá, por exemplo, os termômetros do Inmet marcaram 43,2º C nesta quinta-feira, valor um pouco menor do que os 44º C da semana passada. O recorde na região foi marcado em Nova Maringá (MT), onde os termômetros atingiram incríveis 44,5º C. 

O clima quente só deve arrefecer no Centro-Oeste a partir de sábado (10), segundo o Inmet. Há uma tendência de formação de nuvens de chuva e a temperatura já começou a cair em partes dos estados do Paraná e São Paulo.   

source

Maia defende retomada das agendas de reforma no Congresso

Artigo anterior

Número de operações de catarata dobrou no Brasil em dez anos

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *