Influenciado por fatores domésticos e internacionais, o dólar, que ontem (5) tinha tido a maior queda diária em cinco semanas, voltou a subir hoje (6) e encostou na barreira de R$ 5,60. A bolsa de valores fechou com queda, após iniciar o dia em alta.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (6) vendido a R$ 5,598, com valorização de R$ 0,029 (+0,52%). A divisa operou em queda na maior parte do dia. Na mínima da sessão, por volta das 12h, chegou a ser vendida a R$ 5,48. A cotação, no entanto, reverteu o movimento. Influenciada por uma decisão do presidente norte-americano, Donald Trump.

Em postagem na rede social Twitter, Trump anunciou a suspensão das negociações para a votação de um novo pacote de estímulos nos Estados Unidos até depois das eleições de novembro. No Brasil, a cotação foi influenciada pelo anúncio de que a apresentação do Renda Cidadã, que seria amanhã (7), foi adiada para a próxima semana.

A reversão de expectativas também afetou o mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3 (a bolsa de valores brasileira), fechou esta terça-feira aos 95.615 pontos, com recuo de 0,49%. O indicador começou o dia em alta, chegando a subir quase 1,4% durante a manhã, mas passou a cair após a postagem de Trump.

Todos os três principais índices de ações dos Estados Unidos viraram bruscamente para baixo com o congelamento das negociações para o pacote de estímulos. Em Wall Street, o Dow Jones (das empresas industriais) caiu 1,34%, o S&P 500 perdeu 1,4% e o Nasdaq (das empresas tecnológicas) caiu 1,57%.

* Com informações da Reuters

source

Justiça manda suspender volta às aulas presenciais em Minas Gerais

Artigo anterior

Associação de tribunais de contas apoia campanha contra evasão escolar

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.