O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) montou uma força-tarefa para restaurar o histórico Palácio do Itamaraty, no Rio de Janeiro, que abrigou a sede do Ministério das Relações Exteriores (MRE) por décadas. Além do Iphan, participam da iniciativa o MRE, o Ministério do Turismo e a Secretaria Especial de Cultura.

O projeto executivo de restauro já recebeu R$ 6,6 milhões através da Lei Rouanet e R$ 2 milhões através de emendas parlamentares. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por sua vez, destinou R$ 3,9 milhões para os planos de combate e prevenção a incêndios.

Museu Histórico e Diplomático no Palácio Itamaraty, no centro do Rio
Museu Histórico e Diplomático no Palácio Itamaraty, no centro do Rio

Museu Histórico e Diplomático no Palácio Itamaraty, no centro do Rio – 29/12/2010/Helen Verraes/MHD

Construído em 1850, por encomenda do barão do Itamaraty, a edificação foi uma das primeiras a ser tombada pelo Iphan, em 1938.

Segundo o instituto, o prédio tem composição neoclássica francesa de fundo italiano. O edifício já foi residência do barão do Rio Branco, sede do Governo Republicano (de 1889 a 1897) e sede do Ministério das Relações Exteriores até 1960, ano em que foi transferido para Brasília.

Atualmente, o Palácio do Itamaraty no Rio abriga uma representação do Ministério das Relações Exteriores. 

source

Mutirão de emprego virtual em SP oferece mais de 10 mil vagas

Artigo anterior

Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.