O Mapa de Risco da Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (19) mostra a queda de 61% no número de óbitos e de 38% nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)  provocados pela doença. É o melhor cenário desde o início da série histórica da pandemia, em julho do ano passado. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), é a 12ª semana consecutiva com classificação geral do estado em bandeira amarela, de risco baixo para transmissão da covid-19.

A análise compara as semanas epidemiológicas 44 (de 31 de outubro a 06 de novembro) e 41 (de 17 de outubro a 23 de outubro).

 A Região Metropolitana I, que abrange a capital e os municípios da  Baixada Fluminense, segue em risco muito baixo de transmissão pela quarta semana consecutiva. O secretário de  Estado de  Saúde,  Alexandre Chieppe disse que a última edição do boletim indica, mais uma vez, a consolidação na queda dos indicadores epidemiológicos e, principalmente, nos assistenciais da covid-19. “Voltamos ao melhor patamar desde o início da divulgação do mapa, mas, apesar da evolução, é preciso que a população retorne aos postos para receber a segunda dose, a dose de reforço ou adicional”, afirmou.

A secretaria informou ainda que com o avanço da campanha de imunização e a diminuição de transmissão da doença, a taxa de ocupação segue em queda sustentável. A de unidade de terapia intensiva (UTI) está em 28%, e a de enfermaria, em 17%. Todas as regiões de saúde apresentaram taxas inferiores a 50%. Por isso, leitos que antes eram apenas destinados ao tratamento de pacientes com covid-19 foram revertidos para outras especialidades.

No estudo da secretaria, cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).



Fonte

Mais Futuro convoca 656 universitários para ingresso em vagas de estágio

Artigo anterior

Brasil diminui distância para líder Bélgica no ranking de seleções

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *