A tecnologia 5G para celulares promete promover uma grande transformação no Brasil, disponibilizando velocidade de conexão, cobertura e capacidade de resposta das redes sem fio muito melhores do que as atuais. Nela também será possível conectar um número muito maior de dispositivos do que uma rede celular tradicional. Mas, além, a chegada da tecnologia trará benefícios em diversos setores do cotidiano, inclusive no meio financeiro e bancário.

Segundo Marcelo Pereira, diretor financeiro do Popibank, o 5G traz uma série de possibilidades inéditas para bancos, seguradoras e fintechs. “Com uma rede mais potente é possível oferecer produtos e serviços móveis inovadores, muito mais completos, além de tornar o mundo mais inteligente e conectado”, afirma.

Dentre as possibilidades, a nova rede permitirá aos usuários experimentarem a realidade virtual e aumentada em seus celulares. Isso facilitará o acesso aos gerentes e consultorias dos bancos. “A qualidade de chamadas de vídeo serão extremamente altas, permitindo entregar serviços, informações e atender com agilidade os clientes, se reunindo com eles no momento em que mais precisam diretamente pelo seu smartphone”, diz Pereira.

Segundo Pereira, os robôs que atualmente são programados para dar respostas automáticas sofrerão uma evolução. “Será possível implantar robôs treinados para interagir com o usuário e ajudá-los em suas transações financeiras de uma forma muito mais completa e eficaz”, completa.

O diretor financeiro do Popibank pontua que a nova rede de internet móvel vai impulsionar a Internet das Coisas (IoT), permitindo que as pessoas realizem cada vez mais os seus pagamentos sem necessitar de cartões físicos. “Os pagamentos podem ser incorporados a qualquer aparelho conectado ao 5G e reduzir os problemas que podem ocorrer durante a transação”.

Para controle interno, as instituições com o 5G conseguirão conectar todas as áreas e agências utilizando serviços confiáveis baseados em vídeo.

Fraudes
O 5G promete ainda ser uma rede mais segura por conseguir reunir dados de diversas fontes e processá-los mais rapidamente. “Assim terá como as empresas atuarem de maneira a minimizar riscos e prevenir fraudes, inclusive implantando autenticação em várias camadas, não somente com biometria ou reconhecimento facial, por exemplo, garantindo proteção extra”, explica Marcelo Pereira.

Implantação
Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a previsão é de que o 5G funcione em todas as capitais do Brasil e no Distrito Federal em julho de 2022. Para todas as outras cidades com mais de 30 mil habitantes, o prazo é julho de 2029.



Rafa Martins vai da MPB ao folk pelo indie em mergulho pessoal no disco “Paisagens”

Artigo anterior

Clarissa lança mais um rock pelo selo Olga Music

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *